Rubi (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rubi
Rubi (PT/BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 40 minutos aprox.
Criador(es) Yolanda Vargas Dulché
(Historia original)
Ximena Suárez
(Adaptação)
País de origem  México
Idioma original (em espanhol)
Produção
Diretor(es) Benjamín Cann
Produtor(es) José Alberto Castro
Elenco Bárbara Mori
Jacqueline Bracamontes
Eduardo Santamarina
Sebastián Rulli
ver mais
Tema de abertura "La Descarada" - Reyli Barba
Exibição
Emissora de
televisão original
México Canal de las Estrellas
Transmissão original México 17 de maio de 2004 - 22 de outubro de 2004
N.º de episódios 115 (original - México)
Cronologia
Último
Último
Amarte es mi pecado
Apuesta por un amor
Próximo
Próximo
Programas relacionados Teresa (2010)
Teresa (1989)

Rubi é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 17 de maio e 22 de outubro de 2004, em 115 capítulos, sucedendo Amarte es mi pecado e antecedendo Apuesta por un amor.

Produzida por José Alberto Castro e com adaptação de Ximena Suárez, é um remake da telenovela mexicana Rubi, de 1968, criada por Yolanda Vargas Dulché.[1]

A trama é protagonizada por Bárbara Mori, Jacqueline Bracamontes, Sebastián Rulli e Eduardo Santamarina.

No Brasil, foi exibida pelo SBT de 14 de fevereiro a 13 de maio de 2005, em 77 capítulos, sucedendo Alegrifes e Rabujos e antecedendo o programa Roda a Roda.

Foi reprisada pela primeira vez, pelo SBT entre 13 de março e 15 de agosto de 2006 em 112 capítulos,[2] sucedendo Canavial de Paixões e antecedendo Feridas de Amor.

Entre 6 de maio e 15 de outubro de 2013 foi reexibida pela segunda vez no SBT em 117 capítulos, substituindo A Usurpadora e sendo substituída por A Madrasta. Está sendo apresentada atualmente sem cortes pelo canal TLN Network.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

No coração de Rubi reina uma luta constante entro o desejo de toda mulher de encontrar o verdadeiro amor e uma obsessão desesperada pelo dinheiro. Se o destino negou uma boa situação econômica, em relação favoreceu uma extraordinária beleza física, ela é morena, possui cabelos longos e cacheados, corpo escultural e olhos verdes. E Rubi está decidida a utiliza-la para casar-se com um homem rico que a brinde a vida de luxos a que aspira.

Rubi estuda em uma universidade privada graças a uma meia bolsa e ao apoio de sua irmã Cristina, que trabalha duramente para ajudar a sua mãe a sustentar sua casa.

Na universidade, Rubi se faz amiga de Maribel, uma garota milionária, mais doce e sensível, a quem um acidente deixou deficiente de uma perna. Maribel pensa que em Rubi encontrou, mais que uma amiga, uma irmã, e a quer sinceramente, sem saber que o afeto de Rubi está envenenado pela inveja.

Quando a bela jovem visita a mansão de sua amiga, se convence de que essa é a classe de vida que ela merece, e fará o que seja necessário para consegui-lá.

Maribel, uma jovem tímida por causa de seu defeito físico, passa horas com seu computador conversando pela Internet com um rapaz chamado Heitor, e pouco depois se tornam namorados sem jamais terem se visto. Quando por fim se conhecem pessoalmente, Heitor supera a deficiência de Maribel e lhe pede que se case com ele. Maribel aceita, feliz e apaixonada.

Heitor apresenta a Rubi seu melhor amigo, um jovem médico ortopedista chamado Alessandro, e também entre eles nasce um profundo amor. Maribel, ao saber, sente que sua vida é completa. Também Rubi é feliz, pois além de estar apaixonada por Alessandro, pensa que por fim a vida fará justiça quando se case com um médico bonito, rico, e que além a adora. É por isso que sua decepção é imensa quando descobre de que a família de Alessandro é pobre.

Rubi tem que eleger entre casar com o homem que ama e seu desesperado desejo de ser rica e, apesar de saber que talvez nunca chegue a sua vida outro amor como este, termina seu relacionamento.

Com o coração despedaçado, Alessandro se afasta dela para sempre e se dedica de corpo e alma a sua profissão. Agora, Rubi está mais decidida que nunca a casar-se com um milionário, e para chegar está disposta a cometer as piores das traições: roubar a Maribel o amor de Heitor.

Ela o faz, e casa-se com Heitor, mas nunca consegue ter paz, devido ao amor que sente e sempre vai sentir por Alessandro. Contudo, Maribel e Alessandro se ajudam por compartilharem da mesma decepção. Cristina, a irmã de Rubi, envolve-se com Caetano, o chofer da casa de Maribel, causando grandes constrangimentos. Contudo, Cristina engravida, e numa vingança contra um insulto, Rubi aproveita a oportunidade de estar numa joalheria com Caetano e coloca uma joia na sacola do mesmo. Caetano vai preso e é condenado a cinco anos.

Passam-se três anos. Alessandro é um médico milhonário e respeitado, Rubi continua casada com Heitor. Caetano sai da cadeia por bom comportamento e luta pra conseguir voltar e encontrar Cristina. Rubi e Heitor vivem sempre em crise e agora Rubi vai se dedicar unicamente a reconquistar Alessandro. Maribel está apaixonada por Alessandro, e Alessandro se casou com Sonia, uma jovem boa e honesta que sempre procurou fazer o bem, esta é amiga de Maribel. Quando Maribel revela a Sonia o amor que sente por Alessandro, ela pede que se afaste dele.

Um certo dia Sonia causa um problema a Rubi, já que sempre se odiaram. Rubi vai tirar satisfações, e as duas ficam frente a frente na passarela de cristal da casa de Alessandro, acabam brigando e Sonia cai e fica com um vidro cravado na jugular, morta. A unica pessoa que ve td é a mãe de Alessandro, Carla, que sofre de Alzheimer, e a enfermeira que cuida dela, esta é bem paga por Rubi pra se calar.

Chega a cidade o conde Lucio Montemayor, este se da muito bem com Rubi, mas tambem com Maribel, e sempre está causando atrocidades. A chave entre ele e Rubi é o jogo de tabuleiro, onde o mais esperto sempre vence.

Na reta final, Rubi engravida de Alessandro e perde o bebe defendendo a sobrinha. Contudo arma uma cilada para o marido Heitor, que descobrira suas atrocidades e acaba se jogando no chão e acusando Heitor. Um médico é pago pra dizer que Rubi perdeu o bebe por culpa de Heitor. Maribel e Alessandro se apaixonam e pretendem se casar. Heitor sofre um acidente tentando desmascarar Rubi e vai para o hospital, sendo que seu cirurgião será Alessandro. Lucio manda colocarem anti-coagulante na veia de Heitor e este morre durante a cirurgia, e Alessandro é acusado e preso. Rubi chantageia Maribel e tira Alessandro da cadeia, com a morte de Heitor rubi fica rica, mas com a morte de Lucio ela perde tudo. Tentando conquistar Alessandro acaba caindo de uma altura absurda numa mesa de cristal, perde a perna e fica desfigurada.

No final alternativo ela acaba rica e perfeitamente bem colocada na vida, mas sem o amor de Alessandro.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Bárbara Mori interpretou a Protagonista/Antagonista Rubi.
Eduardo Santamarina interpretou o protagonista Alessandro.
Sebastián Rulli interpretou o protagonista Heitor.
Ator Personagem
Bárbara Mori Rubi Perez Ochoa Ferreira/Fernanda Perez Martins
Jacqueline Bracamontes Maribel de la Fuente Cárdenas
Eduardo Santamarina Alessandro Cárdenas
Sebastián Rulli Heitor Ferreira
Marlene Favela Sônia Chavarria
Ana Martín Rosário Ochoa
Paty Díaz Cristina Perez Ochoa
Ana Bertha Espín Elisa Duarte
José Elías Moreno Genaro Duarte
Luis Gatica Caetano Martins
Yadhira Carrillo Helena Navarro
Jan Marco Rivera
Ingrid Martz Lorena Treviño
Carlos Cámara Dr. José Luis Bermúdez
Marco Méndez Luis Duarte
María Fernanda García Valeria
Sergio Goyri Thiago Pietrosanto
Sergio Argueta Paco
Josefina Echánove Magda
Antonio Medellín Ignacio
Olivia Bucio Carla Ruiz Cárdenas
Leonorilda Ochoa Dolores
Roberto Vander Artur
Arlette Pacheco Lilian Lopez de Duarte
Miguel Pizarro Toledo Echague
Ofelia Cano Victoria Gallegos
Adriana Roel Hilda
Dolores Salomón 'Bodokito' Margarida
José Antonio Ferral Cardoso
Tania Vázquez Sofia Cárdenas Ruiz
Eduardo Rodriguez Daniel
Mariana Rountree Ingrid
Lorena Velázquez Mary
Manuel Landeta Lúcio Montemayor (Conde de Aragão)
Manuel 'Flaco' Ibañez Onésimo Segundo
Gerardo Albarrán Gabriel
Alicia Fahr Romina
Luz María Guizar Mãe de Lorena
Liza Willert Enfermeira de Carla
Nicole Vale Naty Duarte López
Claudia Benedetti Lupe
Lilia Aragón Nora Navarro
Roberto Sen David Treviño
Sergio Zaldívar Gastão
Raúl Buenfil Ernesto
Raúl Valerio Doutro
Sergio Jurado Advogado Millán
Roger Cudney Howard
Amelia Zapata Celia
Hugo Macias Isidro
Kristel Casteele Fernanda Pérez (criança)
Adrián Martiñón Filho de Alessandro e Maribel

Outras versões[editar | editar código-fonte]

  • Em 1968, foi realizada a primeira versão com o mesmo nome, Rubi, dirigida por Francisco Wagner e produzida por Valentín Pimstein, protagonizada por Fanny Cano, Antonio Medellín e Carlos Fernández.
  • Em 1970, foi realizada a versão cinematográfica com o mesmo nome da telenovela, Rubi, dirigida e adaptada por Carlos Enrique Taboada, protagonizada por Irán Eory, Aldo Monti e Carlos Bracho.

Versão original[editar | editar código-fonte]

Em 2010 em parceria com a Televisa, o canal Filipino "ABS-CBN" estreou uma versão local da novela também chamada "Rubi". A novela estreou no dia 15 de fevereiro de 2010, em comemoração dos "60 Years of Pinoy Soap Opera" (60 anos das telenovelas Filipinas). Esta versão é protagonizada pela atriz Angelica Panganiban. O canal já havia adaptado outros sucessos latinos como Betty, a feia, Lalola, Rosalinda, Marimar, entre outras, e por conta do grande sucesso da versão original que também foi exibida no país, eles resolveram adaptar a novela a realidade local. Apesar de ser fiel a história original, como por exemplo a maioria dos nomes permanecem os mesmos e até a música de abertura também permaneceu a mesma ("La Descarada"), a novela também modificou grandes coisas. Na história Sylvana Velasco-dela Fuente é esposa de Arturo dela Fuente (Artur) e não pode ter filhos, por isso ela seu marido brigam constantemente, até que quando o casamento vai mal, Arturo conhece uma garota de programa chamada Rosanna (Refugio/Rosário - A mãe de Rubí - que trabalha com isso porque se vê obrigada a sustentar sua irmãzinha pequena Cristina - que nesta versão é tia de Rubí), eles tem um caso e ela engravida (de Rubi) e então ao saber da verdade, ele a abandona e volta para mulher. Rosanna vai para a cadeia, e lá da a luz a sua filha. Logo quando nasce, Rossana percebe que sua filha tem uma marca de nascença nas costas que parece muito com uma pedra preciosa (um Rubi), mas como não podia ficar com ela, Rossana se ve obrigada a por a filha para adoção. Artur e sua esposa (que não sabe da verdade) por coincidência adotam a menina e lhe dão o nome de Theresa, dando a ela todo o amor, luxo e carinho necessário. Enquanto esta na cadeia, Rossana conhece um policial, pelo qual se apaixona e que a ajuda em tudo. Assim que faz 5 anos, uma mulher decide sequestrar Theresa (Rubi) e a leva para uma outra cidade, mas ao chegar na cidade a mulher é maltratada pelo marido, assim como Theresa, então a mulher decide mandar Theresa de volta para a cidade onde a sequestrou, colocando-a dentro de um ónibus. Ao chegar la Theresa se vê sozinha e sem ninguém e é obrigada a morar na rua, pedindo esmolas e sendo maltratada por outras crianças de rua, até que um dia Rossana (que neste tempo já saiu da cadeia) a encontra por acidente e pela marca de nascença descobre que aquela é sua verdadeira filha, ela leva a filha para uma parte longe da cidade, muda seu nome para Vivian Perez e também da outro nome a sua filha: Rubi Perez (por causa de sua marca de nascença), e junto com Cristina resolve refazer a vida, agora trabalhando honestamente e tendo um relacionamento sério com o policial.

Tristes e arrasados, Artur e Sylvanna decidem adotar outra criança, é quando conhecem uma outra menina que acabou de perder os pais num terrivel acidente de carro, e além do mais por conta do acidente ela ficou com um grave problema na perna tendo que usar um aparelho para caminhar.Eles então decidem adota-la, chamando-a de Maribel e contratam Pancha (Magda/Nana) para ser sua baba.

Quando cresce, Rubi se torna uma linda mulher, mas ambiciosa ao extremo. Outra diferença na história é que Elisa e Genaro não são os padrinhos, mais sim os pais de Hector (Heitor), e é Elisa que inicialmente implica com Maribel (Na original é Genaro), primeiro por ela ser adotada e segundo pelo problema que tem na perna. A novela também mostra como Rubi e Maribel se conheceram e se tornaram amigas: Assim que entra na universidade, Rubi vê Maribel sendo maltratada por outras alunas por ser manca, quando Maribel deixa cair sua carteira, Rubi descobre que ela tem muito dinheiro, e decide defende-la, tornando-se amiga dela (por conveniência). Rubi a defende e as duas passam a ser melhores amigas. Outra coisa é que Rubi se lembra vagamente da vida que levou na rua e também da vida de luxo que teve quando pequena (apesar de não se lembrar que Artur e Sylvanna foram seus pais adotivos, e nem eles também se lembrarem diso) e por isso é inconformada com a concorda situação pobre em que vive.

O personagem Loreto (Toledo - com direito a cachorrinho de colo como na versão original) entra na história muito mais cedo, e é um dos confidentes de Rubi. Ele é a pessoa que mais a incentiva roubar o noivo da amiga, sendo mais irónico e até um pouco mais malvado, sempre arquitetando planos com Rubi para conquistar Héctor. Rubi também não se casa virgem como na versão mexicana, ela se entrega a Alejandro um pouco antes de terminar de vez com ele, em uma linda noite com direito a luz das estrelas.

A implicância que Magda tinha com Rubi na versão original, passa a ser de Sylvanna só que muito maior, já que ela percebe rapidamente as intenções de Rubi e passa a odiá-la, proibindo Rubi de se aproximar de Maribel e também de Artur (ela descobre um pouco da verdade).

Outro ponto é que ao mesmo tempo em que "usa" mais Maribel, Rubi desenvolve realmente maiores afeições por ela se comparado a versão original, um exemplo disso é que ela chora(de verdade) ao ver a amiga cair na igreja sendo abandonada e humilhada por Hector (Uma das melhores cenas da novela), mas pouco tempo depois lá está Rubi aos beijos com Hector sendo pedida em casamento por ele, e é claro que ela aceita. Nesta versão Rubi em um final com a mesma deficiência (tem a perna amputada) devido a um acidente, porem ela se da conta que o dinheiro não traz felicidade e volta para a vila e se torna uma pessoa boa.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Indicado Resultado
2005 Prêmio TVyNovelas[3] Melhor Novela José Alberto Castro Venceu
Melhor Atriz Bárbara Mori Venceu
Melhor Ator Eduardo Santamarina Venceu
Melhor Ator Antagonista Manuel Landeta Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Ana Martín Venceu
Melhor Ator Coadjuvante Roberto Vander Indicado
Melhor Tema Musical "La Descarada" por Reyli Venceu
  • Prêmio especial a telenovela mais assistida em 2005.

Prêmios TP de Oro 2010 (Espanha)[editar | editar código-fonte]

Categoria Resultado
Melhor telenovela Nomeada

Referências

  1. Rubi (1968) (em inglês) Univision. Visitado em 14 de janeiro de 2014.
  2. Novela mexicana: as melhores de todos os tempos (em português) MdeMulher. Visitado em 14 de janeiro de 2014.
  3. Rubí se salió con la suya en Premios.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]