Haidong gumdo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Espada japonesa mostrando a lâmina manga habaki e a mão guarda tsuba


O Haedong Kumdo, também escrito Haidong Gumdo (Hangul: 해동검도 Hanja: 海 東 劍 道), é uma arte marcial coreana, desenvolvida por volta de 1982. Sua grafia varia entre certas organizações. O mais notável é Haidong Gumdo pela organização de origem sob o comando de Jeong-Ho Kim (Daehan Haidong Gumdo Federation), e Haedong Kumdo pela maior derivação sob Han-Il Na (Hanguk Haedong Gumdo Federation).

A principal fonte de inspiração no Haidong Gumdo/Haedong Kumdo é o resgate cultural dos antigos soldados coreanos que lutavam portando espadas, desde Koguryo até a Guerra Imjin. Seu significado é Caminho da espada do Mar-do-leste, bem como a palavra "Haedong" também pode significar a localização da Coreia.

Diferentemente das outras escolas orientais que fixa em combater um só adversário dando-lhe um golpe certeiro; o Haidong Gumdo/Haedong Kumdo como espada coreana, por sua vez, foca em enfrentar adversários múltiplos, pois, a espada só é ativada durante a luta. Outra característica, são os movimentos circulares, afim de atacar os adversários que podem estar em qualquer lugar em campo de batalha, enquanto que as outras escolas de espada oriental ensinam apenas movimentos lineares contra um só adversário.

História[editar | editar código-fonte]

O Haedong Kumdo surgiu em 1982 por seus dois fundadores: os mestres Jeong-Ho Kim e Han-Il Na. Estes dois mestres, haviam treinado duas antigas formas de espada coreana: o Ki chun mun com o mestre Dae Yang Park e Shim Gum Do com o mestre Kim Chang Sik.

As técnicas do Ki chun mun herdado pelo Haidong Gumdo/Haedong Kumdo está presente em alguns movimentos circulares com a espada e também encontra-se nos movimentos de Meditação e respiração (Danjun); já o Shim Gum Do é conhecido por ter um sistema característico de meditação, de defesa pessoal sem o uso da espada (ho shin sul) uso de bastão curto (Bong Sool) e técnicas com duas espadas (Ssang kum bup).

O nome Haedong Kumdo vem de “Haedong Seong-Guk Balhae” que é nome de um antigo Reino de Balhae (698 d.C. - 935 d.C), que encontrava-se ao nordeste da Coreia, próximo a fronteira do norte da China e da Sibéria Oriental. O nome Haedong Kumdo consiste em “Hae” que significa “oceano”, “Dong” que significa o Oriente; “Kum” significa a espada e “Do” vem a ser o “caminho a ser seguido”. O Sr. Jeong-Ho Kim montou um dojang na cidade de Ahn Yang em 24 de Julho de 1982. Em 10 de Abril de 1984 ele funda a Korean Haidong Gumdo Federation em Seocho, um distrito de Seoul e posteriormente, em 25 de Novembro de 1996, Jeong-Ho Kim fundou a World Haidong Gumdo Federation. Na década de 1990 Han-il Na, que atuava como ator de seriados, novelas e também como dublador, divulgou o Haedong Kumdo em uma série de TV coreana onde ele era protagonista, popularizando mais ainda a modalidade.

O Haedong Kumdo nos países lusófonos.[editar | editar código-fonte]

Portugal foi o primeiro país lusófono a introduzir o Haidong Gumdo bem como na Europa em 2000 com o Mestre Han-Sang Hyun onde residiu por um ano. Atualmente o Mestre Hyun representa a Associação Europeia Haidong Gumdo tendo a França, Alemanha, Espanha, Itália, Reino Unido, e demais países europeus como membros... No Brasil, o Haidong Gumdo chegou em 2005 pelo Grão Mestre Yang-Tae Kim (6°Dan) que reside no México e é representada pela Associação Brasileira de Haidong Gumdo em São Paulo, filiada a World Haidong Gumdo Federation do GM. Jeong-Ho Kim.

Em 2006, um grupo do Rio Grande do Sul decide treinar o Haedong Kumdo Jinyong Ssangkum Ryu (“Estilo supremo de duas espadas”. Hangul: 진영쌍검류 Hanja: 眞英雙劍類) do Grão Mestre Jeong-Seong Kim (9°Dan) presidente da United World Haedong Kumdo Federation, com sede em Busan na Coreia do Sul; seu currículo engloba as técnicas de duas espadas desde a faixa branca, técnicas de saques e embainhamento de espadas e exercícios de meditação e respiração chamados de “Kimu”. Atualmente representada pela Confederação Brasileira de Haedong Kumdo (CBHK).

Modalidades:[editar | editar código-fonte]

Kumbup – Formas com a espada. Ssangsu kumbup refere-se as formas com uma espada. O Ssangkumbup, refere-se as formas de duas espadas combinando defesas e ataques em movimentos contínuos.

Chakkum Baldo – Técnicas de saques de espada e embainhamento. Similar ao [battoujutsu] japonês.

Kyokkum – Técnicas de lutas combinadas. São movimentos combinados de ataque e defesa praticados em aula. Em competições, as formas são criativas permitindo que uma pessoa combata com mais de duas pessoas simultaneamente como uma luta demonstrativa.

Chong-i Begi – Cortes de papel, por mais que pareça simples uma lâmina afiada cortar uma folha de papel, na prática a situação é diferente. O corte de papel requer não apenas habilidade, como também precisão e agilidade para que o corte seja perfeito ou que mais de um corte seja feito antes que o papel caia ao chão. Alunos de Haidong Gumdo/Haedong Kumdo praticam tentando "cortar" folhas de jornal com a espada de madeira (mokkum) sem que o papel se rasgue.

Daenamu Begi – Uma das primeiras técnicas avançadas no Haidong Gumdo/Haedong Kumdo é o corte de bambu. A variação de cortes e a quantidade de cortes realizadas determina a habilidade do praticante.

Jipdan Begi – Outra modalidade de técnica avançada no Haidong Gumdo/Haedong Kumdo que consiste em cortar rolos de feno. Entre as técnicas mais bonitas é a de cortar o feno sem que a parte cortada caia ao chão, dando a impressão de que a espada passou sem tocar nela.

Chotbul Kugi – Desde o começo da pratica do Haidong Gumdo/Haedong Kumdo o aluno começa a aprender técnicas de apagar uma vela com a mokkum apenas com o deslocamento do ar. Na faixa preta o desafio é apagar mais de 45 velas deslocando o ar com um punho cerrado ou com as palmas das mãos.

Kummu – Dança da espada. Esta modalidade com a espada pode ser praticada tanto por mulheres quanto por homens, até mesmo em grupos mistos. São formas livres de espada combinando a dança e a musica; em algumas apresentações acontecem cortes de objetos como maçãs arremessadas no ar, cortes de bambu ou cortes de rolos de feno. Muito praticada em competições internacionais.

Kyongi – Uma modalidade ainda em caráter experimental, onde dois competidores combatem usando equipamentos de proteção. Numa forma de evitar comparações ao Kendo a proposta sugere uso de proteções de vinil usadas no Taekwondo, um capacete com grade e espadas de espuma. Em alguns locais se utiliza o Jokdo/shinai. Ainda não há um padrão exato para a prática.

Sagwa Begi – São técnicas de corte com maçãs arremessadas ao ar onde o praticante precisa agir a tempo de sacar a espada e cortar o fruto enquanto suspenso no ar.

Equipamentos:[editar | editar código-fonte]

No Haidong Gumdo/Haedong Kumdo são utilizados os seguintes equipamentos de treino.

Mokkum – é a espada de madeira, usada para o treino e a prática de kumbups em geral.

Jokdo – é a espada de bambú (shinai), usada para a prática do Kyokkum e de Kyongi (competição).

Foam Sword – uma alternativa para a substituição do Jokdo nas práticas de Kyokkum e kyongi. É feito com uma haste de PVC envolto em cilindro de EVA e espuma com uma capa de vinil.

Gakkum – O Gakkum é uma espada sem fio, feita de metal simples, usada para demonstrações de formas, treinos de saques de espada, e dança da espada (Kummu).

Jin Kum – Jin Kum é a espada de aço, com fio. Usada para a prática de cortes (Begi) de bambu ou rolos de feno, papel e maçãs. É muito importante saber dissociar comparações ente o Jin Kum da Katana japonesa. Pois, as espadas japonesas possuem um método de tempera do metal muito diferente da espada coreana. A Jin Kum não possui aquele desenho característico gravado na lamina da katana; a lamina da Jin Kum é mais grossa e não afina na ponta como a Katana. Também, a Kummaki (tsuba) é menor e os detalhes da empunhadura são feitos em osso ou em madeira entalhada com a inclusão de adornos colocados nas extremidades ou na bainha. A jinkum combina muito com a técnica de tempera das espadas chinesas, e sua curvatura é maior que a da Katana.

Uniformes:[editar | editar código-fonte]

nota: Recentemente com o surgimento de novas entidades e federações coreanas de Haedong Kumdo cada entidade assume um padrão diferente de uniforme, no caso das duas entidades atuantes no Brasil, os uniformes mantém o mesmo padrão diferenciando apenas os emblemas.

Os uniformes de Haedong Kumdo são muito parecidos com os uniformes de Kumdo. Para os faixas coloridas o uniforme é de cor preta; o casaco (otdori) tem mangas curtas e cobre a calça (paji) do Dobok (uniforme) é ajustada na cintura e alargada na barra ficando muito semelhante ao hakama japonês, entretanto, não possui pregas e também não tem o corte lateral da indumentaria japonesa. No caso da Hanguk Haedong Kumdo Federation do GM Han-Il Na, o uniforme é diferente, o casaco de mangas curtas branco e a calça é preta com ajuste nos tornozelos.

Para os faixas pretas a cor do uniforme destaca a graduação entre eles.

Graduações:[editar | editar código-fonte]

No Haedong Kumdo usa faixas coloridas amarradas na cintura para diferenciar os alunos de acordo com a sua graduação.

Independente de entidade a graduação do Haedong Kumdo é a mesma, salvo exceções:

8° Gub – Faixa Branca.

7° Gub – Faixa Amarela.

6° Gub – Faixa Verde.

5° Gub – Faixa Azul.

4° Gub – Faixa Azul e Vermelha (Um Yang).

3° Gub – Faixa Marrom.

2° Gub – Faixa Vermelha.

1° Gub – Faixa Vermelha e preta.

1° Dan – Faixa Preta.

Na Faixa preta, independente da entidade os uniformes sofrem algumas alterações como a cor do casaco de acordo com a graduação.

Qual a diferença em Kumdo, Haidong Gumdo e o Haedong Kumdo?[editar | editar código-fonte]

O Haidong Gumdo e o Haedong Kumdo são a mesma arte marcial, porém, por questões jurídicas – e políticas; o uso do primeiro é de propriedade da World Haidong Gumdo Federation. Na verdade, ambas as escritas estão corretas, uma vez que nada mais são do que a romanização do Hangul. A prática é feita com espadas com lâminas de metal. Em termos técnicos, cada Federação ou Associação, tem o seu currículo particular.

O Kumdo, nada mais é do que o Kendo japonês ensinado durante os 35 anos da [ocupação da Coreia pelo Japão]; essa ocupação foi muito agressiva e criou no povo coreano uma rejeição a tudo que vinha do Japão. Assim, os artistas marciais coreanos sentiram a necessidade de criar uma identidade marcial própria, afim de continuarem praticando.

O Kumdo tem como seu principal foco o "duelo" (um contra um), diferente do Haedong Kumdo, que tem seu foco no campo de batalha, onde muitas vezes era preciso lutar contra mais de um adversário de uma só vez.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Em 23 de Julho de 2002, o primeiro campeonato mundial Haidong Gumdo aconteceu no estádio Yong Pyung, província de Kang Won contando com a presença de 14 países. Portugal contou com apenas três representantes.

Em 2004, o “World Haidong Gumdo Championship” também foi um sucesso contando com 31 países. Hoje o Haidong Gumdo é uma das artes marciais mais praticadas do mundo, contando com pelo menos um milhão de praticantes, mais de mil centros de treinamento divididos em 50 países.

Em Outubro de 2008, foi realizado pela primeira vez no Brasil um Campeonato de Haedong Kumdo, em São José – Santa Catarina; contando com a presença do GM Jeong Seong Kim; representantes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Ceará compareceram no evento, além de outros representantes de artes marciais e entidades coreanas no Brasil.

Em 2009, a United World Haedong Kumdo Federation, realizou em Busan seu primeiro evento oficial internacional contando com a presença de seus representantes no exterior. O Sr. Alexandre Coelho foi o único representante do Brasil pela extinta FBHK, onde participou como árbitro e auxiliar na organização. Hoje é o presidente da CBHK.

Em 2009, a United World Haedong Kumdo Federation, realizou em Busan seu primeiro evento oficial internacional contando com a presença de seus representantes no exterior. O Sr. Alexandre Coelho foi o único representante do Brasil pela extinta FBHK, onde participou como árbitro e auxiliar na organização. Hoje é o presidente da CBHK.

Ataques virtuais de otakus ocidentais:[editar | editar código-fonte]

Páginas de vídeos, sites e até mesmo artigos do Wikipedia sobre o Haedong Kumdo são constantemente atacados por grupos ocidentais de nerds, geek's, otakus; wannabes que se dizem japoneses em perfis anônimos e consideram-se autoridades da cultura japonesa; espalhando hoaxes e links de vídeos ofensivos aos coreanos.

Os links desses vídeos são ataques infantis direcionados a coreanos que incluem racismo, declarações ufanistas ao Japão, mini documentários chapa-branca sobre anexação japonesa na Coreia e comparações infantis entre artes marciais coreanas com as japonesas.

Mesmo que os detratores afirmam como sendo japoneses preocupados com o “roubo cultural” dos coreanos, os autores na verdade são garotos americanos fanáticos por cultura japonesa.

Um desses detratores grava um vídeo chamando o Haedong Kumdo de “arte marcial de fundo de quintal inventado por alguém que nunca usou uma espada na vida”, depois exibe sua Katana favorita de série limitada e tenta provar que cortar papel jornal “não requer técnica” e que é um truque barato. Realmente não requer técnica para cortar papel jornal, porque é um exercício de principiante. Diferente do espadachim profissional que afirma dizer; o otaku maneja a espada como se fosse um porrete, batendo na folha de jornal literalmente...

Em resposta, um instrutor de Haedong Kumdo posta um vídeo para o otaku debochando dele cortando duas folhas de jornal com uma espada de madeira. “- Pensei que estivesse treinando para jogar beisebol” Ironiza o instrutor...

Ligações externas[editar | editar código-fonte]