Império de Trebizonda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Império de Trebizonda

Império

1204 – 1461
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Continente Ásia
Capital Trebizonda
Língua oficial Grego
Religião Igreja Ortodoxa
Governo Autocracia
Período histórico Idade Média
 • 1204 Fundação
 • 1461 Dissolução

O Império de Trebizonda (em grego: Βασίλειον τῆς Τραπεζοῦντος) foi um império criado após a tomada de Constantinopla pela Quarta Cruzada. Esse império, que durou de 1204 a 1461, era independente do Império Bizantino, apesar de ter alguns imperadores em comum. Sua capital era a cidade de Trebizonda, na atual Turquia.

História[editar | editar código-fonte]

Após a derrota e posterior assassinato do imperador bizantino, Andrônico I, da dinastia Comneno, dois de seus netos, Aleixo e David, foram levados à corte da Geórgia, com cuja rainha, Tamara (1184-1212), tinham laços de parentesco. Apoiados pelo exército de Thamar, eles conquistaram Trebizonda, em abril de 1204. Em seguida, David ocupou as cidades de Sinope, na Paflagônia, e Heracleia Pôntica. Mas suas conquistas foram detidas por Teodoro I Láscaris (r. 1204-1222), imperador de Niceia.

Por seu turno, Aleixo proclamou-se imperador, reclamando seu direito ao trono de Constantinopla, e instalando sua capital (que ele pretendia fosse provisória) em Trebizonda, de onde controlava a costa sul do mar Negro, entre Soteriópolis e Sinope, incluindo as modernas províncias turcas de Sinop, Ordu, Giresun, Trabzon, Bayburt, Gümüşhane, Rize e Artvin.

História da Anatólia
Idade do Bronze
Troia I-VIII ca. 3 000 a.C. - 700 a.C.
Hatitas ca. 2 500 a.C. - ca. 2 000 a.C.
Império Acádio ca. 2 400 a.C. - ca. 2 150 a.C.
Hititas ca. 1 680 a.C. - 1 220 a.C.
Estados Neo-Hititas ca. 1 200 a.C. - 800 a.C.
Reino da Frígia ca. 1 200 a.C. - 700 a.C.
Reino Império Neoassírio 939-609 a.C.
Urartu 859 - 595/585 a.C.
Idade do Ferro à Antiguidade clássica
Reino da Lídia ca. 685 a.C. - 547 a.C.
Império Medo 678–549 a.C.
Segundo Império Babilônico 626–539 a.C.
Império Aquemênida ca. 559 a.C. - 331 a.C.
Império Macedônico 334 a.C. - ca. 301 a.C.
Império Selêucida ca. 305 a.C. - 64 a.C.
Reino do Ponto ca. 302 a.C. - 64 a.C.
Reino de Pérgamo 282 a.C. - 129 a.C.
Reino da Armênia 190 a.C. - 428 d.C.
República Romana 133 a.C. - 27 a.C.
Império Romano 27 a.C. - 330 d.C.
Idade Média
Império Bizantino 330-1453
Sultanato de Rum 1077-1307
Danismendidas séc. XI-XII
Reino Armênio da Cilícia 1080-1375
Império de Trebizonda 1204-1461
Império de Niceia 1204-1261
Ilcanato ca. 1256-1355
Período moderno
Império Otomano 1453-1922
República da Turquia 1922-presente

Durante o século XIII, Trebisonda dominou a península da Crimeia, incluindo Quersoneso e Kerch. Mas em 1214, diante da investida dos Turcos seljúcidas, tornou-se vassalo do Sultanato de Rum.

Durante todo o resto de sua história, o Império de Trebizonda permaneceu isolado dos outros estados gregos pelo Sultanato de Rum, ficando circunscrito à costa sudeste do mar Negro. Quando a Pérsia foi conquistada pelos Mongóis, ele se converteu em passagem obrigatória da Rota da Seda, alcançando grande prosperidade econômica, sobretudo no reinado de Aleixo II (1297-1330). Mas com o declínio do Império Mongol, o império entrou em decadência, terminando por ser conquistado pelos Turcos Otomanos.

Lista de imperadores[editar | editar código-fonte]

Evolução territorial[editar | editar código-fonte]

Evolução territorial do Império de Trebizonda
1300
1300
1400
1400
Em vermelho, Vilaiete otomano de Trebizonda em 1900
Em vermelho, Vilaiete otomano de Trebizonda em 1900
Cidade de Trebizonda medieval

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Karpov, Sergei. L'impero di Trebisonda, Venezia, Genova e Roma, 1204-1461: Rapporti politici, diplomatici e commerciali. Roma, 1986.


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.