Império Latino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Imperium Romaniae
Império Latino

monarquia

Labarum.svg
1204 – 1261 Labarum.svg
 
Armoiries Achaïe.svg

Brasão de Constantinopla

Brasão

Localização de Constantinopla
O Império Latino, Império de Niceia, Despotado do Épiro e o Império de Trebizonda
Continente Eurásia
País Atual Grécia e Turquia
Capital Constantinopla
Religião Igreja Católica (oficial)
Igreja Ortodoxa Grega (popular)
Governo monarquia
Imperador
 • 1204 - 1205 Balduíno I
 • 1206 - 1216 Henrique
 • 1217 - 1219 Iolanda (regente)
 • 1219 - 1228 Roberto I
 • 1228 - 1237 João I (regente)
 • 1237 - 1261 Balduíno II
Período histórico Idade Média
 • 1204 conquista pelos cruzados
 • 1261 Dissolução
Área
 • 1204 350 000 km2

Império Latino ou Império Latino de Constantinopla (nome original em latim: Imperium Romaniae) é o nome dado ao Estado Cruzado fundado pelos líderes da Quarta Cruzada no território conquistado ao Império Bizantino após a tomada de Constantinopla em 1204. Durou de 1204 a 1261, ano em que Miguel VIII Paleólogo recupera Constantinopla em nome do Império de Niceia.

Fundação[editar | editar código-fonte]

Em 1204, depois de tomarem Constantinopla, os cavaleiros da Quarta Cruzada estabeleceram um estado Cruzado conhecido como Império Latino ou Imperium Romaniae (Império da România), com base na capital. Este império pretendia suplantar o Império Bizantino como sucessor do título de Império Romano no Oriente, substituindo o imperador grego ortodoxo de então por um imperador católico. Proclamando-se sucessores católicos do império, coroaram Balduíno I, Conde da Flandres, em 16 de Maio de 1204, como primeiro imperador católico.

O título Imperium Romaniae[editar | editar código-fonte]

O título assumido pelo imperador foi, em latim, Imperator Romaniae, Imperador da România e não Imperator Romanorum (Imperador dos Romanos). O nome não tem relação directa com o Estado atual; deriva em latim do título de Imperador Bizantino Basileus Rōmaiōn que, embora herdeiro do Império Romano, há muito não reclamava essa herança.

Na Europa, o título de Rex Romanorum (Rei dos Romanos) pertencia aos sucessores germânicos de Carlos Magno e Oto III, coroados em Roma pelo Papa, e apenas este poderia nomear um Imperator Romanorum. Quando os cruzados nomearam Balduíno I como imperador, o trono de Rex Romanorum estava vago, pois o germânico Filipe não havia sido coroado imperador. Ainda assim, Balduíno I não se atreveu a afrontar o Papa Inocêncio III, atribuindo-se apenas o título de Imperator Romaniae, Imperador da România. Isto teve o efeito curioso de criar três impérios romanos na Europa ao mesmo tempo, sendo o outro o Sacro Império Romano-Germânico.

Território[editar | editar código-fonte]

O Império Latino reivindicou todas as terras administradas pelo Império Bizantino no momento em que Constantinopla foi conquistada e exerceu controle sobre áreas da Grécia (os estados cruzados: O Reino de Tessalónica, o Principado da Acaia e o Ducado de Atenas). Contudo, a maior parte do território permaneceu nas mãos de Estados rivais dirigidos por aristocratas exilados do antigo império, como o Despotado do Épiro, o Império de Niceia e o Império de Trebizonda. Os parentes de Balduíno IX lutaram durante muitos anos pelos seus domínios.

O fim do império[editar | editar código-fonte]

O Império Latino terminou em 25 de julho de 1261 quando Miguel VIII Paleólogo reconquistou Constantinopla, derrotando o último Imperador Latino Balduíno II. Os herdeiros de Balduíno II continuaram a usar o título de Imperador de Constantinopla durante um século, e consideravam-se teoricamente como suseranos dos vários Estados Latinos no mar Egeu.

Imperadores latinos de Constantinopla, 1204–1261[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Império Latino
# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
1 Balduíno I Cisar.jpg 16 de maio de 1204 1205
2 Henrique Henri I -Flanders.jpg 20 de agosto de 1206 11 de junho de 1216

Dinastia capetiana[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
3 Pedro Petrus2.jpg 11 de junho de 1216 1217
4 Iolanda 1217 Agosto de 1219 Regente de Roberto.
Trono vago: 1219-1221
5 Roberto Robertus -Courtenay.jpg 25 de março de 1221 Janeiro de 1228
6 João I. János jeruzsálemi király.jpg 1229 27 de março de 1237 Regente de Balduíno II.
7 Balduíno II Baldwin of Bourcq.jpg Janeiro de 1228 1261


Ícone de esboço Este artigo sobre Estado extinto, integrado ao Projeto Estados Extintos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.