Netinho (cantor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Netinho
Netinho em 2007
Em 2007
Informação geral
Nome completo Ernesto de Souza Andrade Junior
Nascimento 12 de julho de 1966 (47 anos)
Origem Santo Antônio de Jesus, Bahia
País  Brasil
Gênero(s) Axé music
Outras ocupações Empresário
Afiliação(ões) Banda Beijo
Página oficial Netinho.com.br

Ernesto de Souza Andrade Junior, conhecido por Netinho (Santo Antônio de Jesus, 12 de julho de 1966), é um cantor e empresário musical brasileiro.

Biografia[1] [editar | editar código-fonte]

Nascido em Santo Antônio de Jesus, interior da Bahia, no dia 12 de julho de 1966, Ernesto de Souza Andrade Júnior começou sua carreira cedo. Ganhou seu primeiro violão aos 14 anos, um presente de sua mãe, e depois de ingressar no curso de Engenharia Civil da Universidade Católica de Salvador, começou a tocar profissionalmente em bares da cidade, com o repertório de MPB e muita Bossa Nova.

Em 84, descobriu o Carnaval e se apaixonou pela energia dos trios elétricos e pela alegria contagiante da música baiana. No mesmo ano, desfilou como folião no Bloco Beijo, ainda no comando de Luiz Caldas & Banda Acordes Verdes. Dois anos depois estreou no circuito do Carnaval como cantor da Banda Beijo, e aos 22 anos gravou o primeiro disco com a banda, e estourou nas rádios de todo o Brasil com a música “Beijo na Boca”. Esse sucesso levou a projeção nacional da Banda Beijo, sendo o primeiro grupo baiano a apresentar no programa “Domingão do Faustão”. Seu terceiro disco pela Banda Beijo, “Beijo”, com o selo BMG, foi gravado em 1990, e teve seu lançamento em Salvador, na cobertura do Shopping Barra, reunindo cerca de 40.000 pessoas no estacionamento e nas ruas da região. Um ano depois, já com a PolyGram gravou “Badameiro”, e no ano seguinte “Aconteceu, Axé Music”, quando as micaretas viraram sucesso em todo o país.

Em 93 gravou o primeiro CD solo, “Um Beijo Pra Você”, com esse álbum estourou quatro sucessos, sendo “Menina”, trilha sonora de uma novela global. Por esse disco Netinho recebeu o primeiro disco de platina no Brasil e o primeiro de ouro no Chile. Em 94 gravou outro disco “Nada Vai Nos Separar” e a canção “Como” ganhou espaço na trilha sonora da novela História de Amor. Já em São Paulo, Rio de Janeiro e Los Angeles, gravou o disco “Netinho”, que também ganhou uma canção na Rede Globo, dessa vez no seriado Malhação. O oitavo disco de carreira teve um sabor especial, gravado em Aracaju em 96, intitulado “Netinho ao Vivo!”, com o sucesso “Milla”. A canção, cantada por todo o Brasil, bateu recordes de execução e foi regravada em mais de oito línguas, incluindo o russo. No mesmo ano Netinho recebeu o titulo de cidadão Sergipano, da Câmara Municipal de Aracaju.

No ano seguinte foi vez do CD “Me Leva”, com a música “Pra Te Ter Aqui” que entrou na trilha sonora da novela “Corpo Dourado”, da Rede Globo, e virou sucesso em todo o Brasil. A canção “Você é linda”, música de Caetano Veloso interpretada por Netinho no CD “Alguém Cantando Caetano” entrou na trilha do seriado Malhação. Em 98, depois de uma longa turnê por Portugal, Netinho voltou ao Brasil para criar, dirigir e lançar “Rádio Brasil”, um projeto que envolveu CD e show recheado de novidades tecnológicas, lançado pela PolyGram. No mesmo ano a música “Indecisão” entra na trilha sonora da novela global Andando nas Nuvens. Nesse mesmo ano o cantor relançou a Banda Beijo e apresentou a cantora Gilmelândia para o Brasil.

“Clareou” foi o CD lançado por Netinho com muita mistura musical, entre elas a gravação da versão “Against all odds”, de Phil Collins, que virou “Pra Sempre Eu Vou Te Amar”. E a canção “O Surdato Nnammurato” que entrou na trilha sonora da novela “Terra Nostra”. No ano 2000 Netinho atravessou o Atlântico com seu trio elétrico e desembarcou na Europa para comemorar os 500 anos do Brasil, em Lisboa, onde fez um carnaval para 80 mil pessoas no Parque das Nações. A música “Química Perfeita” (em espanhol), um dueto com Ivete Sangalo, foi a canção escolhida para a novela As Filhas da Mãe, da Rede Globo.

Em 2002, pela primeira vez em sua carreira, Netinho se afastou das atividades artísticas e tirou férias prolongadas, abrindo exceções para participar da segunda edição do “Portugal Elétrico”, em Portugal e para um show na África. Ainda no mesmo ano gravou o disco “Zuêra”, pela Universal Music, com releituras de clássicos da MPB, em formato pop dançante. No mesmo ano o cantor se desligou da gravadora. Já em 2003, Netinho passou todo o ano afastado de atividades profissionais. Netinho aproveitou seu afastamento da mídia e resolveu gravar um CD com composições próprias, que foi lançado em 2005 pela EMI Music, intitulado “Outra Versão”.

O ano de 2006 foi marcante na vida de Netinho, afinal esse foi o ano da volta do artista para o público da Bahia e do Brasil. Nesse período o cantor gravou seu primeiro DVD, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, com convidados especiais como a cantora Ivete Sangalo e o grupo Ilê Aiyê. Desse projeto o cantor voltou com força total para matar as saudades dos shows, e principalmente dos fãs, que sempre estiveram junto com Netinho em todas as suas fases. Dessa nova temporada surgiu o sucesso “Tá Bom”, numa parceria com Carlinhos Brown, que foi uma dos grandes sucessos do Carnaval da Bahia em 2007.

Dando continuidade em sua carreira com shows em palco e trio elétrico pelo Brasil, reencontrando seus fãs e conquistando novos admiradores. Netinho voltou ao Carnaval da Bahia puxando o Bloco Trimix por três dias no Circuito Barra/Ondina. Logo após o carnaval, as composições “Onde Você Se Esconde”, gravada no seu DVD com participação de Ivete Sangalo, e a música “Na Capoeira” em homenagem ao Carnaval de Salvador viraram os novos sucessos do cantor.

Em 2008 o CD "Minha Praia" lançado pela gravadora Som Livre, trouxe a regravação da música "Caça e Caçador", sucesso na voz de Fábio Junior, além do sucesso “Muito Bom” que estourou nas rádios de todo o país.

Na vida pessoal, Netinho já foi casado, e no ano 2000 teve uma filha. Oito anos depois, em entrevista para a revista Quem, revelou que gosta "de meninos e meninas"[2] . Em abril de 2010, numa entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, assumiu sua homossexualidade[3] .

Em 10 de maio de 2013, foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, depois de 16 dias internado na Bahia. Foi internado dia 24 de abril, depois que os médicos constataram que ele está com uma hemorragia no fígado após uma biópsia.[4] Netinho foi diagnosticado com adenomas do fígado em função do uso indiscriminado de esteróides androgênicos anabólicos que subsequentemente provocaram uma série de derrames cerebrais complicando ainda mais o estado clínico do cantor, o uso dessas substâncias com fins estéticos é proibido pelo Conselho Federal de Medicina e seus efeitos colaterais são notórios.

Sucesso e carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2009, Netinho comemora 20 anos de carreira e faz bonito em todo o país. Em setembro, gravou em Aracaju (SE), para cerca de seis mil pessoas, na área verde do Hotel Parque dos Coqueiros, seu segundo DVD “Netinho e a Caixa Mágica”, com participações dos amigos Saulo Fernandes (Banda Eva), Alinne Rosa (Cheiro de Amor), Tomate, D'Black e uma participação virtual e muito especial de Jorge Vercilo. Em paralelo a tudo isso, o cantor é indicado Grammy Latino 2009 na categoria de melhor álbum de música de raízes brasileiras (Regional Tropical) pelo CD Minha Praia. Além disso, foi premiado na categoria música, na a primeira versão prêmio Brazilian Award Brasil. Netinho lançou um clipe com as imagens do DVD e teve mais de 10mil acessos no Youtube em menos de um mês e, em outubro, a primeira música de trabalho, Extrapolou, já estava em todas as rádios do país.

Em 2010, Netinho lançou a segunda música de trabalho e o clipe de Apertadinho. Depois de um trabalho criterioso de edição, o DVD foi lançado, oficialmente, em agosto. O DVD é rico em interpretação e encantamento, que estão presentes nas 23 faixas do trabalho. No repertório, entre regravações com outra roupagem e inéditas, destaque para Crença, Pra Te Ter Aqui e Onde Você Se Esconde, além das novas Extrapolou, Apertadinho e Erê. Pela primeira vez um artista baiano gravou um DVD com qualidade Full HD. E para a reprodução ser fiel à tecnologia usada durante a gravação, o DVD Netinho e a Caixa Mágica terá uma edição limitada em Blu-Ray.

Em 2013, Netinho foi diagnosticado com adenomas do fígado em função do uso indiscriminado de esteróides androgênicos anabólicos que subsequentemente provocou uma série de derrames cerebrais complicando ainda mais o estado clínico do cantor, o uso dessas substâncias com fins estéticos é proibido pelo Conselho Federal de Medicina e seus efeitos colaterais são notórios.

Discografia[5] [editar | editar código-fonte]

Banda Beijo
  • Prove Beijo (1988)
  • Sem Repressão (1989)
  • Eu Quero Beijo (1990)
  • Badameiro (1991)
  • Axé Music (1992)
Solo
  • Um Beijo Pra Você (1993)
  • Nada Vai Nos Separar (1994)
  • Netinho (1995)
  • Netinho Ao Vivo (1996)
  • Me Leva (1997)
  • Rádio Brasil (1998)
  • Clareou (1999)
  • Corpo Cabeça (2000)
  • Terra Carnavális (ao vivo) (2001)
  • Outra Versão (2005)
  • Por Inteiro (CD/ DVD) (2006)
  • Minha Praia (2008)
  • "Netinho e A Caixa Mágica" (CD/ DVD) (2010)
  • Uma Noite no Forró Elétrico (2012)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

- É torcedor do Esporte Clube Bahia

- Em 2008, Netinho criou o Projeto Cara a Cara: um novo conceito de shows de axé music, com um palco baixinho, em lugares mais intimista, como bares, boates, onde o cantor pode interagir com os fãs. Cidades como: Maceió-AL, Aracaju-SE, Juazeiro-BA, Salvador-BA, Lagarto-SE, Recife-PE, Jaguaré-ES e Natal-RN já receberam este tipo de evento com grande sucesso, algumas cidades com mais de duas edições.

- Em virtude do sucesso "Pra Te Ter Aqui", tema da novela da Rede Globo, "Corpo Dourado", o cantor fez uma participação na novela, no capítulo 52, exibido no dia 17 de março de 1998, numa terça-feira.

- Sempre criou e dirigiu todos os seus shows. Nunca contratou diretor.

- Gravou com a Banda Beijo um CD pop, apenas com instrumentos eletrônicos, em plena “febre” da música baiana. O CD foi “Badameiro” e foi lançado pela gravadora PolyGram.

- Foi o primeiro artista brasileiro a desfilar com um trio elétrico no Rio de Janeiro, na Avenida Atlântica, em Copacabana, em 1992.

- Fez um inusitado show em cima do terraço do Shopping Barra, em Salvador (BA), numa altura equivalente a um prédio de 07 andares. O show já contou com uma super produção, telões, raio laser, iluminação de ultima geração e show pirotécnico. Foi no lançamento do CD “Beijo”.

- Foi o primeiro artista brasileiro a levar um trio elétrico montado para fora do Brasil. Aconteceu em 1990, na Copa do Mundo da Itália. O trio foi de navio e levou 02 meses para chegar na Itália.

- Foi o primeiro artista baiano a gravar um CD “ao vivo”, dando início a uma série de lançamentos na mesma linha dentro do Axé Music. Isso aconteceu em 1996 e o CD “Netinho ao vivo” vendeu mais de 2.500.000 de cópias.

- Foi o responsável pela disseminação da expressão “tira o pé do chão”, que virou sua marca na gravação ao vivo da música “Milla”.

- A música “Milla” bateu todos os recordes de execução de radio em todo Brasil e foi regravada em mais de 08 idiomas, inclusive em russo.

- Em 98, lançou o show “Rádio Brasil”, que revolucionou o mercado de shows. O espetáculo apresentava 18 clipes projetados por 02 projetores de cinema superpostos num telão to tamanho do fundo do palco. Todas as projeções tinham perfeito sincronismo com o som da banda através do sistema de Pro Tools via Machine Control, e com os bailarinos, os grafismos e a imagem da cantora Gil, que, em imagem e som, fazia um dueto com Netinho no palco.

- Gravou o CD “Clareou” em Los Angeles com o baterista Vinnie Colaiuta (ex-baterista de Madonna e de Sting), considerado um dos três melhores do mundo.

- Foi o único artista baiano a ser convidado para gravar uma canção em “napolitano” para a trilha sonora da novela global “Terra Nostra”. A música foi “O Surdato Nnammurato”.

- Foi o primeiro artista brasileiro a atravessar o Atlântico e fazer um carnaval com trio elétrico em Portugal, em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil. Isso aconteceu em 2000, no Parque das Nações em Lisboa.

- Netinho alcançou a marca de 29 shows em um único mês.

- A Banda Beijo, sob o comando de Netinho, foi o primeiro grupo baiano a apresentar um musical do programa global “Domingão do Faustão”.

- Em 97, Netinho foi tema de uma matéria do jornal americano “The New York Times”, numa reportagem que falava sobre sua música e sua vendagem de discos no Brasil.

- É o segundo artista brasileiro mais conhecido em Portugal, ficando atrás apenas do rei Roberto Carlos.

- Primeiro artista baiano a lançar um CD duplo, o “Netinho Corpo e Cabeça”.

- Primeiro artista brasileiro a participar do “Portugal Elétrico”, o carnaval de Portugal.

- Primeiro artista baiano a lançar um DVD em Blu-Ray, o “Netinho e A Caixa Mágica”

Trilhas sonoras[editar | editar código-fonte]

A Rede Globo utilizou várias das canções do cantor em suas telenovelas, são elas:

E também na Rede Record:

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • Ao Vivo no Olympia, São Paulo (1997)
  • Coliseu, Portugal
  • Por Inteiro (DVD) (2006)
  • "Netinho e A Caixa Mágica" (DVD) (2010)

Inovação e atividade empresarial[editar | editar código-fonte]

Marco inédito na história foi feito pelo cantor, durante a Copa do Mundo FIFA de 1990, na Itália. Netinho protagonizou a primeira ida de um trio elétrico para outro país, animando os torcedores naquele país europeu.

Tendo sempre dirigido seus próprios concertos, o cantor passou a empresariar blocos e trios no carnaval baiano, sendo esta a sua principal atividade, atualmente.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal Bahia.svg A Wikipédia possui o Portal da Bahia. Artigos sobre história, cultura, personalidades e geografia.