New Romanticism

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
New Romanticism
Origens estilísticas New wave
Pós-punk
R&B
Krautrock
Música experimental
Art rock
Contexto cultural Início de 1980s Reino Unido
Instrumentos típicos Guitarra eléctrica - Baixo - Bateria - Teclados
Formas derivadas Sophisti-pop
Gêneros de fusão
Power Pop
Soft rock
Synthpop
Outros tópicos
Mod revival

New Romantic foi um movimento musical e comportamental de curta duração, dentro da New Wave, que atingiu seu ápice no Reino Unido e Irlanda do início da década de 1980, cujos integrantes são chamados de Novos Românticos em português. O movimento viu diversos revivals desde então e continua a influenciar a cultura popular. A postura dos New Romantics alterou a cultura dos clubes, o comportamento e o valor dado à música pop dos anos 1980, influenciando por completo as décadas seguintes. Foi a revolução nos conceitos, moda, música e até nos timbres e instrumentos[1] .

Os "novos românticos", podemos assim traduzir o termo, que recuperaram o romantismo e também introduzindo novos comportamentos, também chamados de futuristas, os New Romantics, formaram a base da década de 1980[1] .

Seu som é marcado pela utilização maciça de sintetizadores, linhas de baixo marcantes e/ou bateria eletrônica, melodias cativantes, muitas vezes se associando ao Synthpop. É o estilo de música mais proeminente da década de 1980. A MTV ajudou a divulgar o movimento, promovendo seus videoclipes. Os artistas significantes, totalmente New Romantics ou que se integraram ao movimento de alguma forma (musical) foram Duran Duran, Visage, Ultravox, ABC, Human League, The Outfield, Japan, Spandau Ballet, Heaven 17, A Flock of Seagulls, Soft Cell, Orchestral Manoeuvres in the Dark, Yazoo, Culture Club, Blancmange, Alphaville, Depeche Mode, Modern English, Simple Minds, Tones on Tail, Classix Nouveaux, The Buggles, Fiction Factory, Tubeway Army, dentre outros[2] .

Até hoje muitos artistas se utilizam desse estilo (como é o caso de Franz Ferdinand e Bloc Party)[1] .

No Brasil, o movimento influenciou bandas como RPM, ZERØ, Varsóvia, Voluntários da Pátria, dentre outras[1] .

Origem[editar | editar código-fonte]

A partir da segunda metade da década de 1970, surgiram bandas que integrariam este movimento musical inglês, influenciados diretamente por Bryan Ferry(Roxy Music), David Bowie(especialmente em sua fase Soul, e sobretudo a partir do conhecido "período Berlim", considerado o auge de sua fase eletrônica, que conta com a contribuição de Brian Eno nos sintetizadores), e a banda alemã Kraftwerk[1] entre outros. De acordo com alguns estudiosos, suas respectivas posturas sonora melódica, visual "fashion" e estética retrofuturista foram uma reação ao anarquismo e niilismo do punk, embora o movimento neo-romântico britânico praticamente seja contemporâneo e até tenha pontos de contato com o Pós-punk, existindo bandas e cantores que integraram simultaneamente as duas cenas musicais.

Lista de bandas New Romantic[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências