Papa Sabiniano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sabiniano
65º papa
Nascimento Tuscia, 530
Eleição 13 de Setembro de 604
Fim do pontificado 22 de Fevereiro de 606 (76 anos)
Antecessor Gregório I
Sucessor Bonifácio III
Listas dos papas: cronológica · alfabética

O Papa Sabiniano foi o 65º papa. Foi eleito em 13 de Setembro de 604 e morreu em 22 de Fevereiro de 606. Sucedeu ao Papa Gregório I.

Filho de Bonus, nasceu em Blera (Bieda), perto de Viterbo. Em 593 foi enviado pelo Papa Gregório I com Núncio Apostólico a Constantinopla, mas parece não ter correspondido às expectativas do papa, por não ser suficientemente astuto para lidar com os Bizantinos.[1]

Voltou a Roma em 597 e foi escolhido para suceder a Gregório I, tendo de esperar meses pela confirmação imperial. As dificuldades do seu pontificado passaram pela ameaça dos Lombardos e pela fome. Passada a ameaça, abriu os celeiros da Igreja e vendeu os cereais a altos preços, em vez de os distrubuir gratuitamente, como fazia o seu antecessor e por isso ganhou fama de avarento.[2]

Regularizou o som dos sinos para indicar ao povo as horas canônicas, o recolhimento e a oração. Decretou que as igrejas deveriam ficar com as lâmpadas sempre acesas.

Foi sepultado na Basílica de S. Pedro.[3]

Referências


Precedido por
Gregório I
Emblem of the Papacy SE.svg
Papa

65.º
Sucedido por
Bonifácio III


Ícone de esboço Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.