Presença de Anita (minissérie)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Presença de Anita
Informação geral
Formato Minissérie
Duração 40 minutos aproximadamente
Criador(es) Manoel Carlos
(baseado na obra homônima de Mário Donato)
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Edgard Miranda
Ricardo Waddington
Alexandre Avancini
Elenco Mel Lisboa
José Mayer
Helena Ranaldi
Leonardo Miggiorin
ver mais
Tema de abertura Ne Me Quitte Pas - Maysa
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Transmissão original 7 de agosto de 2001 - 31 de agosto de 2001
N.º de episódios 16

Presença de Anita é uma minissérie brasileira que foi exibida pela Rede Globo, de 7 de agosto a 31 de agosto de 2001 totalizando 16 capítulos.[1] Escrita por Manoel Carlos, a minissérie foi baseada no livro homônimo de Mário Donato, teve direção geral de Ricardo Waddington e Alexandre Avancini e núcleo com Ricardo Waddington.

Contou com Mel Lisboa, José Mayer, Helena Ranaldi, Vera Holtz, Carolina Kasting, Júlia Almeida e Leonardo Miggiorin nos papéis principais.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Nando quer aproveitar o final de ano para dar o pontapé inicial em um antigo sonho: escrever um romance. Lúcia Helena só pensa em retomar a paixão em seu casamento. Zezinho quer viver seu primeiro amor. E Anita só quer seguir seu destino, com a certeza de que nada é por acaso, tudo está escrito.

Para tentar escapar da rotina louca de São Paulo, Lúcia Helena resolve passar as festas de fim de ano com a família, em Florença, cidade do interior de São Paulo. Pensa em aproveitar o clima familiar para reacender a paixão em seu casamento. Nando vê nas férias, a possibilidade de escrever o seu romance. Em busca de inspiração, encontra Anita, a personagem ideal. Ela se mudou para um sobrado onde no passado aconteceu um crime de amor.

Se Anita não pode mudar o destino, vive da forma mais intensa. Seduz Nando e desperta a primeira paixão de Zezinho. Com os dois, forma um triângulo amoroso que muda para sempre a vida de todos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Mel Lisboa Anita (Cíntia)
José Mayer Fernando (Nando)
Helena Ranaldi Lúcia Helena
Leonardo Miggiorin Zezinho
Júlia Almeida Luiza
Vera Holtz Marta
Taiguara Nazareth André
Carolina Kasting Julieta
Linneu Dias Venâncio
Paulo Cesar Pereio Armando
Umberto Magnani Dr. Eugênio
Clarisse Abujamra Cecília
Walter Breda Antônio
Marcos Caruso Gonzaga
Selma Reis Cigana
Nelson Sargento João
Alexandre Barros Heitor
Tony Mastaler Beto
Renata Briani Celeste
Noemi Gerbelli Susana
Celso Frateschi Igor
Dayse Braga Cláudia
Francisco Carvalho Joel
Antônio Destro Edgar
Wolney de Assis Delegado
Pedro Rossa Luizinho
Maria Tereza Cruz Lima Amélia
Vanessa Nunes Sílvia
Débora Olivieri Paula
André Cursino Anselmo
Joanna Tristão Neusa
Erom Cordeiro Pipoqueiro

Produção[editar | editar código-fonte]

A escolha da atriz que iria interpretar a protagonista não foi fácil. Manoel Carlos e Ricardo Waddington queriam uma atriz desconhecida. Mel Lisboa, estudante na época, foi escolhida entre mais de 100 jovens, e não decepcionou, mostrando uma Anita sensual e terna. Curiosamente, Mel Lisboa foi a última atriz a ser escalada, pois Manoel Carlos não estava conseguindo encontrar a atriz com o perfil da personagem. Quando viu Mel, disse: "É essa!". Por esse motivo, os colegas de elenco apelidaram a minissérie de "Ausência de Anita".

A produção de arte reproduziu uma bailarina espanhola com cerca de 20 centímetros, feita em gesso, chamada Conchita. A boneca era um elemento fundamental na história, pois, segundo Anita, ela guardava a alma da ex-moradora do sobrado (onde a personagem foi morar), Cíntia, que morrera assassinada pelo amante.

As externas da minissérie foram feitas em Vassouras (RJ), que serviu como cenário da fictícia cidade de Florença.

Audiência[editar | editar código-fonte]

A minissérie foi um sucesso de público e crítica em 2001. Segundo o Ibope, acumulou média de 30 pontos na Grande São Paulo; a maior audiência dentre as minisséries da década de 2000.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

Presença de Anita foi vendida para:

• Bolívia

Transmissão[editar | editar código-fonte]

País Canal Inicio Final Nº de capítulos Titulo
Brasil Brasil Rede Globo 7 de agosto de 2001 31 de agosto de 2001
16
Presença de Anita
17 de setembro de 2002 11 de outubro de 2002
Multishow 10 de março de 2005 31 de março de 2005
Canal Viva 23 de novembro de 2012 13 de dezembro de 2012

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]