A Sucessora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Sucessora
Informação geral
Formato Telenovela
Duração Aprox. 45 minutos
Criador(es) Manoel Carlos
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Herval Rossano, Gracindo Júnior e Sérgio Mattar
Elenco Susana Vieira
Rubens de Falco
Tema de abertura "Odeon" (Nara Leão)
Transmissão original 9 de outubro de 19782 de março de 1979
N.º de episódios 125 (original e reprise)
5 (vídeo show)
Cronologia
Último
Último
Gina
Memórias de Amor
Próximo
Próximo

A Sucessora foi uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida no horário das 18 horas, entre 9 de outubro de 1978 e 2 de março de 1979, em 125 capítulos, substituindo Gina e sendo substituída por Memórias de Amor.

Foi escrita por Manoel Carlos, adaptando para televisão o romance homônimo de Carolina Nabuco, com direção de Herval Rossano, Gracindo Júnior e Sérgio Mattar.

Contou com Susana Vieira, Rubens de Falco e Nathalia Timberg nos papéis principais da história.

Foi a segunda telenovela reprisada no Vale a Pena Ver de Novo entre 17 de novembro de 1980 à 8 de maio de 1981, com os mesmos 125 capítulos, substituindo Dona Xepa e sendo substituída por Te Contei?.

Foi reapresentada no Vídeo Show no quadro novelão entre 06 de Agosto à 10 de Agosto de 2012, substituindo Pedra Sobre Pedra e sendo substituída por Saramandaia.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Trama principal[editar | editar código-fonte]

No Rio de Janeiro dos anos 20, a inocente Marina Steen (Susana Vieira) se casa com o rico viúvo Roberto Steen (Rubens de Falco), proprietário de uma elegante mansão na Rua Paissandu, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Além das dificuldades para se adaptar ao luxo, ela convive com a adoração do marido por Alice, sua primeira mulher. A governanta Juliana (Nathalia Timberg), apaixonada pelo patrão, não deixa que a falecida seja esquecida e cria um clima sombrio na casa. Idealizada por todos com quem convivera, Alice chega a ser cultuada em um quadro na sala da mansão. Marina também sofre com as intrigas criadas por Juliana.

O primo de Marina, Miguel (Paulo Figueiredo), é completamente apaixonado por ela, se transformando em mais um estorvo em seu casamento. Ele se une à Adélia (Lisa Vieira) na tentativa de separá-la de Roberto.

Tramas paralelas[editar | editar código-fonte]

Germana[editar | editar código-fonte]

Germana (Arlete Salles), irmã de Roberto, contraria os padrões de comportamento da época por sustentar o marido, Vasco (Kadu Moliterno), mais jovem que ela.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Susana Vieira Marina Steen
Rubens de Falco Roberto Steen
Nathalia Timberg Juliana
Arlete Salles Germana
Liza Vieira Adélia
Mário Cardoso Pedro Montes
Célia Biar Filomena
Beatriz Veiga Emília
Heloísa Helena Madame Sanches
Ary Coslov Munhoz
Patrícia Bueno Laurita
Sônia de Paula Isabel
Kadu Moliterno Vasco
Carmen Monegal Vanice
Ankito Edmundo Macedo
Jorge Cherques Lopes
Munira Haddad Ondina
Paulo Pinheiro Antônio
Sidney Marques Tião
Cahuê Filho Padre Manfredo
Rosana Penha Lúcia de Góes
D'artangnan Mello José
Jotta Borroso Benedito
Reginaldo Daniel Edu
Patrícia Parker Branca
Luís Vasconcelos Pedro
Tetê Pritzl Luísa
Miriam Pires Guilhermina
Francisco Dantas Dr. Moretti
Marcos Toledo Arthur Neves
Pietro Mário Padre Eládio
Apolo Correia Carlos
Alessandra Vieira Alice Stein
Telma Lima Leonor
Joana Rocha Ana
Alcebíades Bandeira Júlio
Celi Peterson Aparecida
Lony Nunes Olívia
Gracindo Júnior Epaminondas
Paulo Figueiredo Miguel

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Abertura[editar | editar código-fonte]

A abertura, criada por Hans Donner, Sérgio Liuzzi e Nilton Nunes, mostrava uma seqüência de cartões-postais da década de 1920, cedidos à produção da novela pela colecionadora Ismênia Dantas.[carece de fontes?]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.