60 (álbum de Ritchie)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
60
Álbum de estúdio de Ritchie
Lançamento 6 de março de 2012 [1]
Gravação 2012
Gênero(s) Pop
Duração 49:00
Idioma(s) inglês
Formato(s) CD
Gravadora(s) PopSongs
Produção Ritchie,Rodrigo Tavares
Cronologia de Ritchie
Outra Vez - Ao Vivo no Estúdio
(2009)

60 é o nono álbum solo do cantor Ritchie, lançado em 2012 pelo selo PopSongs.[2]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Summer In The City" (John Benson Sebastian, Steve Boone, Mark Sebastian)
  2. "I've Been A Bad, Bad Boy" (Paul Jones)
  3. "Don't Let The Sun Catch You Crying" (Gerard Marsden, John Leslie Chadwick, Fred Marsden, Leslie Charles Maguire)
  4. "All I Have To Do Is Dream" (Boudleaux Bryant)
  5. "Green Tambourine" (Shelly Pinz, Paul Leka)
  6. "Wichita Lineman" (Jimmy Webb)
  7. "The Sun Ain't Gonna Shine Anymore" (Bob Crewe, Bob Gaudio)
  8. "If You Could Read My Mind" (Gordon Lightfoot)
  9. "You're No Good" (Clint Ballard, Jr.)
  10. "Trains, Boats and Planes" (Hal David, Burt Bacharach)
  11. "Sunshine Superman" (Donovan Leitch)
  12. "You Only Live Twice" (Leslie Bricusse, John Barry)
  13. "Concrete and Clay" (Tommy Moeller, Brian Parker)
  14. "Need Your Love So Bad" (Little Willie John)
  15. "(How Can We) Hang On To A Dream" (Tim Hardin)

Banda[editar | editar código-fonte]

Orquestra[editar | editar código-fonte]

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Produzido por Ritchie e Rodrigo Tavares
  • Direcção artística e concepção do projeto: Ritchie
  • Produtor executivo: Lee Martinez
  • Gravado por Fabrício Matos e Rodrigo Tavares no Muquifo, Toca do Bandido & Visom Digital, Rio de Janeiro
  • Mixado por Fabrício Matos no Estúdio Muquifo, Rio de Janeiro
  • Masterizado por Christian Wright no Abbey Road Studios, Londres
  • Arte da capa: Mary Court
  • Arranjos e orquestrações: Rodrigo Tavares
  • Fotos : Glaucio Ayala & Daniel Gordon
  • Agradecimentos especiais : Carlos de Andrade, Duda Gaspar, Hiroshi Mizutani, Jean Claude, Paulo Henrique Fontenelle, Daniela do Carmo & Stanley Netto

Referências