Apeadeiro de Quintans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Quintans
BSicon BAHN.svg
Identificação:[1] 37358 QUI (Quintans)
Denominação: Apeadeiro de Quintans
Classificação: A (apeadeiro)[2]
Linha(s): Linha do Norte (PK 266,008)
Coordenadas:
40° 35′ 27,72″ N, 8° 36′ 45,61″ O
Concelho: bandeiraAveiro
Serviços: Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Equipamentos: Telefones públicos
Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Parque de estacionamento
Website:
Comboio de cereais circulando em 2018 a norte de Quintans onde passa sem paragem

O Apeadeiro de Quintans, também conhecido como Quintães, é uma infraestrutura da Linha do Norte, que serve a localidade de Quintans, no concelho de Aveiro, em Portugal.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Este apeadeiro tem acesso pela Rua José de Barros Queirós, junto à localidade de Quintans.[3]

Esta interface é utilizada por serviços regionais do operador Comboios de Portugal.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Horário de 1933 da Linha do Norte, onde Quintans aparece com a categoria de estação

Este apeadeiro encontra-se no troço da Linha do Norte entre Taveiro e Estarreja, que entrou ao serviço em 10 de Abril de 1864, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[5]

A Gazeta dos Caminhos de Ferro de 16 de Março de 1902 noticiou que tinha sido aprovada a construção de uma gare de passageiros em Quintans, que nessa altura tinha a categoria de estação.[6]

O troço entre Pampilhosa e Quintans foi electrificado em Junho de 1964, tendo o tramo seguinte, até Esmoriz, sido adaptado à tracção eléctrica em Novembro do mesmo ano.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  3. «Estação de Quintans». Comboios de Portugal. Consultado em 5 de Maio de 2018 
  4. «Comboios Regionais Coimbra/Aveiro/Porto» (PDF). Comboios de Portugal. 4 de Março de 2018. Consultado em 5 de Maio de 2018 
  5. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 3 de Abril de 2014 
  6. «Linhas Portuguezas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 16 (342). 16 de Março de 1902. p. 92. Consultado em 3 de Abril de 2014 
  7. «Otros países, otras noticias». Via Libre (em espanhol). 2 (24). Madrid: Red Nacional de los Ferrocarriles Españoles. 1 de Dezembro de 1965. p. 23-24 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.