Saltar para o conteúdo

Estação Ferroviária de Bobadela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bobadela
Estação Ferroviária de Bobadela
a estação de Bobadela, em 2010
Identificação: 31070 BOB (Bobadela)[1]
Denominação: Apeadeiro de Bobadela
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[3]
Classificação: A (apeadeiro)[1]
Tipologia: C [3]
Linha(s): Linha do Norte (PK 11+013)
Altitude: 6 m (a.n.m)
Coordenadas: 38°48′24.78″N × 9°5′40.67″W

(=+38.80688;−9.09463)

Mapa

(mais mapas: 38° 48′ 24,78″ N, 9° 05′ 40,67″ O; IGeoE)
Município: border link=LouresLoures
Serviços:
Estação anterior Comboios de Portugal Comboios de Portugal Estação seguinte
Sacavém
Lis-Apolónia
  R   Santa Iria
Entroncam.to
P-Campanhã
Sacavém
Sintra
  S   Santa Iria
Alverca
Sacavém
Lis-Apolónia
  AZ   Santa Iria
Azambuja
Sacavém
Alcântara-T.
   
    Santa Iria
Cast.Ribat.

Coroa: Coroa 1 Navegante
Conexões:
Ligação a autocarros
Ligação a autocarros
2032 2728 2790 2791
Equipamentos: Bilheteira ou máquina de venda de bilhetes Elevadores Acesso para pessoas de mobilidade reduzida
Endereço: Estrada Nacional n.º 10
PT-2695-___ Bobadela LRS
Inauguração: 18 de fevereiro de 1962 (há 62 anos)
Website:
Bobadela Sul
Identificação: 31088 BNS (Campolide-A)[1]
Denominação: Estação Satélite de Bobadela Sul
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[4]
Classificação: ES (estação satélite)[1]
Linha(s): Linha do Norte (PK 10+438)
Altitude: 12 m (a.n.m)
Coordenadas:
Mapa
38° 48′ 07,596″ N, 9° 05′ 49,74″ O
Website:
Bobadela Norte
Identificação: 31096 BNO (Bobadela N)[1]
Denominação: Estação Satélite de Bobadela Norte
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[4]
Classificação: ES (estação satélite)[1]
Linha(s): Linha do Norte (PK 13+843)
Altitude: 6 m (a.n.m)
Coordenadas:
Mapa
38° 49′ 57,36″ N, 9° 05′ 01,824″ O
Website:
Bobadela em 2010.

A estação ferroviária de Bobadela é uma interface da Linha do Norte situada na Bobadela, no município de Loures, em Portugal.

Localização e acessos

[editar | editar código-fonte]

A estação encontra-se junto à localidade de Bobadela, com acesso pela Estrada Nacional n.º 10.[5]

Infraestrutura

[editar | editar código-fonte]

Como apeadeiro numa linha de via quádrupla, esta interface apresenta-se nas quatro vias de circulação (I, II, III, e IV) cada uma acessível por plataforma — todas com 90 cm de altura e com comprimento de 222 m, exceto a via I, que tem 234 m.[3]

Entre esta interface e Santa Iria, densenvolvendo-se entre a via plena da Linha do Norte e o Rio Tejo, situa-se um vasto parque de vias secundárias cuja configuração, gestão, e designação, tem variado ao longo dos anos; deste consistem as seguintes dependências:

Vista da estação para o terminal de mercadorias anexo.
  • Estação Satélite de Bobadela Sul (dep. 31088) ao PK 10+438,[1] com quatro vias de circulação (641, 641, 712, e 747 m)[3]
  • Apeadeiro de Bobadela (dep. 31070),[1] propriamente dito, para serviço de passageiros.[3]
  • Terminal de Mercadorias da Bobadela (n.º 85; dep. 31120) ao PK 12+140, tipificado como Ramal de Estação[1] e também chamado Bobadela - Mercadorias, tem doze vias de circulação (numeradas de I a XII, com comprimentos entre 806 e 548 m) e doze vias secundárias (numeradas de XIII a XXII e também G1 e G2, com comprimentos entre 755 e 40 m)[3]
  • Estação Satélite de Bobadela Norte (dep. 31096) ao PK 13+843,[1] com quatro vias de circulação (340, 340, 330, e 340 m)[3]

Desta configuração fazem parte:

Em dados de 2023, esta estação é servida por comboios de passageiros da C.P. de tipo urbano dos serviços chamados “Linha de Sintra” e “Linha da Azambuja”, que circulam entre Santa Apolónia, Alcântara-Terra, ou Sintra e Azambuja, Castanheira do Ribatejo, ou Alverca, com 75 circulações diárias em cada sentido aos dias úteis e 19 aos fins de semana.[6]

Ver artigo principal: História da Linha do Norte

A estação de Bobadela situa-se lanço da Linha do Norte entre Lisboa-Santa Apolónia e o Carregado, que foi inaugurado em 28 de Outubro de 1856[7] pela Companhia Central e Peninsular dos Caminhos de Ferro em Portugal, e posteriormente passado para a Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[8] No entanto, não constava originalmente das paragens deste lanço, tendo a Gazeta dos Caminhos de Ferro de 16 de Fevereiro de 1962 informado que estava prevista a abertura à exploração desta interface, então com a categoria de apeadeiro, para o dia 18 desse mês, fazendo serviço de passageiros sem bagagem e sem venda de bilhetes.[9]

Na Década de 1990, a estação de Bobadela foi alvo de obras, no âmbito do programa de modernização da Linha do Norte, que foram iniciadas pelos Caminhos de Ferro Portugueses e terminadas pela Rede Ferroviária Nacional.[10] Uma das principais medidas era a construção de um terminal intermodal para contentores na Bobadela,[11] que foi de grande importância para o movimento dos comboios de mercadorias na região centro do país.[12]

Em Janeiro de 2011, apresentava quatro vias de circulação, três delas com 340 m, e uma com 330 m de comprimento; as plataformas tinham todas 221 m de comprimento, e 90 cm de altura[13] — valores mais tarde[quando?] alterados para os atuais.[3]

Bobadela é um dos interfaces da Linha do Norte a equipar com vias de resguardo para estacionamento / ultrapassagem no âmbito da iniciativa Ferrovia 2020.[14]

  • MARTINS, João; BRION, Madalena; SOUSA, Miguel; et al. (1996). O Caminho de Ferro Revisitado: O Caminho de Ferro em Portugal de 1856 a 1996. Lisboa: Caminhos de Ferro Portugueses. 446 páginas 
  • REIS, Francisco; GOMES, Rosa; GOMES, Gilberto; et al. (2006). Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006. Lisboa: CP-Comboios de Portugal e Público-Comunicação Social S. A. 238 páginas. ISBN 989-619-078-X 
  • REIS, Sérgio; AMARAL, João (1991). Portugal Moderno: Economia. Col: Enciclopédia Temática Portugal Moderno 1.ª ed. Lisboa: Pomo - Edições Portugal Moderno, Lda. p. 211 

Referências

  1. a b c d e f g h i j (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. a b c Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. a b c d e f g h i j Diretório da Rede 2024. I.P.: 2022.12.09
  4. a b Diretório da Rede 2025. I.P.: 2023.11.29
  5. «Bobadela». Comboios de Portugal. CP.pt. Consultado em 13 de Novembro de 2014 
  6. Horários Sintra | Lisboa | Azambuja («Em vigor desde 11 de dezembro de 2022»)
  7. MARTINS et al, 1996:86
  8. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). Lisboa. p. 9-12. Consultado em 5 de Fevereiro de 2014 
  9. «Viagens e Transportes» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 74 (1780). Lisboa. 16 de Fevereiro de 1962. p. 468. Consultado em 5 de Fevereiro de 2014 
  10. REIS et al, 2006:195
  11. REIS e AMARAL, 1991:134
  12. REIS et al, 2006:222
  13. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  14. 1ª Adenda do Diretório da Rede 2020 | Anexo 3.8: p.101.138

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.