Apeadeiro de Sisto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sisto
Linha(s) Linha do Norte
(Pk 314,14)
Coordenadas 40° 59′ 07,16″ N, 8° 38′ 21,82″ O
Concelho Espinho
Localização

O Apeadeiro de Sisto é uma gare ferroviária desactivada da Linha do Norte, que servia a localidade de Sisto, no Distrito de Aveiro, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Anúncio de 1902 da Companhia Real, para descontos nos bilhetes entre São Bento e Aveiro, incluindo o Apeadeiro de Sisto.
Ver artigo principal: História da Linha do Norte

Este apeadeiro encontra-se no troço da Linha do Norte entre Vila Nova de Gaia e Estarreja, que entrou ao serviço em 8 de Julho de 1863, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[1]

Em 1912, iniciou-se a construção de uma variante da Linha do Norte entre o apeadeiro de Sisto e a Estação de Granja, uma vez que se previa que o avanço da linha costeira poderia atingir a via férrea, embora este plano tenha sido posteriormente abandonado.[2]

Nos horários de Junho de 1913, o Apeadeiro de Sisto era servido apenas pelos comboios tramways entre Porto São Bento e Aveiro.[3]

Um despacho de 29 de Abril de 1940, publicado no Diário do Governo n.º 104, II Série, de 6 de Maio de 1940, autorizou um projecto de aviso ao público da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, relativo à abertura do Apeadeiro de Silvade, e ao encerramento dos apeadeiros de Sisto e Pedreira.[4] Pelo mesmo motivo, a Companhia emitiu um projecto para a modificação das tarifas, que foi aprovado por um diploma publicado no Diário do Governo, Série II, de 12 de Novembro de 1940.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 19 de Abril de 2014 
  2. GALO, Jaime Jacinto (1 de Janeiro de 1949). «Balanço Ferroviário de 1948» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 40 (1465). p. 6-8. Consultado em 19 de Abril de 2014 
  3. «Espinho - Tramways - Porto, Espinho, Ovar, Aveiro (todas as classes)». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 84. Consultado em 19 de Abril de 2014 
  4. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 52 (1260). 16 de Junho de 1940. p. 403-406. Consultado em 19 de Abril de 2014 
  5. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 52 (1272). 16 de Dezembro de 1940. p. 805-807. Consultado em 7 de Dezembro de 2015 



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.