Saltar para o conteúdo

Estação Ferroviária de Soure

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Soure
Estação Ferroviária de Soure
a estação de Soure, em 2015
Identificação: 34801 SOU (Soure)[1]
Denominação: Estação Satélite de Soure
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[3]
Classificação: ES (estação satélite)[1]
Tipologia: C [3]
Linha(s): Linha do Norte (PK 185+347)
Altitude: 20 m (a.n.m)
Coordenadas: 40°3′18.17″N × 8°38′21.29″W

(=+40.05505;−8.63925)

Mapa

(mais mapas: 40° 03′ 18,17″ N, 8° 38′ 21,29″ O; IGeoE)
Município: border link=Soure (Portugal)Soure
Serviços:
Estação anterior Comboios de Portugal Comboios de Portugal Estação seguinte
Simões
Entroncam.to
  R   V.Nova Anços
Coimbra-B
P-Campanhã
Pombal
Lis-Apolónia
    Alfarelos
P-Campanhã

Conexões:
Serviço de táxis
Serviço de táxis
SRE
Equipamentos: Telefones públicos Elevadores para acesso aos comboios Parque de estacionamento Acesso para pessoas de mobilidade reduzida
Endereço: Largo da Estação, s/n
PT-3130-256 Soure
Inauguração: 22 de maio de 1864 (há 160 anos)
Website:
Fachada sul da estação de Soure, em 2015.
 Nota: Para outras interfaces ferroviárias com nomes semelhantes ou relacionados, veja Estação Ferroviária de Ponte de Sor.

A Estação Ferroviária de Soure é uma interface da Linha do Norte, que serve a vila de Soure, no Distrito de Coimbra, em Portugal.

Vias e plataformas da estação de Soure, em 2015.

Localização e acessos

[editar | editar código-fonte]

Esta interface situa-se na Rua da Estação,[4] a mais de um quilómetro da localidade nominal, situada na margem oposta do Rio Arunca.[5]

Infraestrutura

[editar | editar código-fonte]

Esta interface apresenta três vias de circulação, identificadas como I, II, e III, duas com 365 m de extensão e a restante (II) com 452 m, todas acessíveis por plataformas com comprimentos entre 238 e 271 m e alturas entre 55 e 60 cm; existem ainda três vias secundária, identificada como IV, V, e VI, sendo que uma (V) tem uma extensão de 150 m e, tal como as vias de circulação, encontra-se eletrificada, ao contrário das duas restantes, de 150 m.[3] O edifício de passageiros situa-se do lado nascente da via (lado direito do sentido ascendente, a Campanhã).[6][7]

Situa-se perto desta interface, ao PK 183+080, a zona neutra de Soure que isola os troços da rede alimentados respetivamente pelas subestações de tração de Alfarelos e de Litém.[3]

Em dados de 2023, esta interface é servida por comboios de passageiros da C.P. de tipo regional tipicamente com onze circulações diárias no sentido Entroncamento-Coimbra e doze no sentido inverso.[8]

Ver artigo principal: História da Linha do Norte

O lanço da Linha do Norte entre o Entroncamento e Soure foi aberto à exploração em 22 de Maio de 1864, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[9] Em 7 de Julho desse ano entrou ao serviço o tramo seguinte, de Soure até Taveiro,[9] concluindo a ligação entre o Entroncamento e Vila Nova de Gaia,[10], e permitindo finalmente a realização de comboios desde Lisboa até quase ao Porto.[11]

Em 1888, a estação de Soure estava ligada à estância termal dos Banhos da Amieira por uma carreira diligências, que demorava cerca de hora e meia a fazer o percurso.[12]

Em 1903, um comboio de passageiros descarrilou no interior desta estação, não causando quaisquer mortos, mas causando grandes estragos no material circulante, e interrompendo a circulação ferroviária durante várias horas, obrigando um comboio Sud Expresso a seguir pela Linha do Oeste.[13]

Em 1913, a estação era servida por carreiras de diligências até à vila de Soure e Condeixa.[14]

Edifício da estação de Soure, visto do lado da rua, em 2015.

Em 1934, a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses fez grandes reparações na estação de Soure.[15]

Em Janeiro de 2011, possuía três vias de circulação, com 360 e 447 m de comprimento; as plataformas apresentavam 270 e 238 m de extensão, e 55 cm de altura.[16] — valores mais tarde[quando?] ampliados para os atuais.[3] Nominalmente adstrito a esta estação, existiu[quando?] o ramal Soure-Quimigal; após o seu encerramento deixou oficialmente de constar da infraestrutura ferroviária em finais de 2011.[1]

Em 31 de Dezembro de 2017, um comboio Intercidades avariou na Linha do Norte junto a Soure, tendo ficado parado durante mais de duas horas até ser rebocado para a estação, onde os passageiros foram encaminhados para um outro comboio.[17] Em Dezembro de 2019, a circulação na Linha do Norte entre Amial Sul e Alfarelos foi interrompida devido a inundações, tendo a operadora Comboios de Portugal comunicado em 22 de Dezembro que iria retomar os seus serviços naquele lanço, embora com várias limitações, como a utilização de uma só via, velocidade limitada a 30 km/h, e o recurso a cantonamento telefónico entre Amial Sul e Soure.[18] Em 31 de Julho, ocorreu um acidente junto à estação de Soure, quando um comboio Alfa Pendular colidiu contra um veículo de manutenção, fazendo dois mortos e 44 feridos.[19]

Referências

  1. a b c (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. a b c d Diretório da Rede 2024. I.P.: 2022.12.09
  4. «Soure - Linha do Norte». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 1 de Dezembro de 2015 
  5. OpenStreetMaps / GraphHopper. «Cálculo de distância rodoviária (40.05498; −8.63928 → 40.05950;−8.62623)». Consultado em 17 de março de 2023 : 1550 m: desnível acumulado de +14−13 m
  6. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  7. Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1988), C.P.: Direcção de Transportes: Serviço de Regulamentação e Segurança, 1988
  8. Comboios Regionais : Linha do Norte : Entroncamento ⇄ Coimbra («horário em vigor desde 2022.12.11»). Esta informação refere-se aos dias úteis.
  9. a b TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 11 de Março de 2014 
  10. NONO, Carlos (1 de Julho de 1948). «Efemérides ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 60 (1453). p. 362-363. Consultado em 1 de Dezembro de 2015 
  11. LEAL, Carlos de Brito (1 de Fevereiro de 1953). «Os comboios há 88 anos» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 65 (1563). p. 467-470. Consultado em 1 de Dezembro de 2015 
  12. «Guia annunciador do viajante luso-brasileiro: indicador official dos caminhos de ferro e da navegação». Ano 10 (37). Lisboa: Empreza do Guia Annunciador. 1888. p. 70. Consultado em 25 de Setembro de 2018 – via Biblioteca Nacional Digital 
  13. «Linhas Portuguezas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 16 (381). 1 de Novembro de 1903. p. 368. Consultado em 11 de Março de 2014 
  14. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 6 de Março de 2018 
  15. «O que se fez nos Caminhos de Ferro Portugueses, durante o ano de 1934» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1130). 16 de Janeiro de 1935. p. 50-51. Consultado em 11 de Março de 2014 }
  16. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  17. MARQUES, José Carlos (1 de Janeiro de 2018). «Comboio ficou parado na Linha do Norte durante mais de duas horas». Correio da Manhã. Consultado em 3 de Agosto de 2020 
  18. «Circulação na Linha do Norte já está restabelecida». Jornal de Notícias. 22 de Dezembro de 2019. Consultado em 3 de Agosto de 2020 
  19. «Veículo abalroado pelo Alfa passou sinal vermelho em Soure». Jornal de Notícias. 1 de Agosto de 2020. Consultado em 3 de Agosto de 2020 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Estação Ferroviária de Soure
Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.