Atelocynus microtis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaCachorro-do-mato-de-orelhas-curtas[1]
Short-eared Dog.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Género: Atelocynus
Espécie: A. microtis
Nome binomial
Atelocynus microtis
Sclater, 1883
Distribuição geográfica
•  presente
presente

Atelocynus microtis, popularemente conhecido como cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas ou raposa-de-orelhas-pequenas, é um mamífero da família Canidae.[2]

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Peles com pêlo cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas (Atelocynus microtis). Coleção de peles (Bundes-Pelzfachschule, Frankfurt am Main, Alemanha).

Mede aproximadamente 25 cm de altura e entre 42 a 100 cm de comprimento, pesando aproximadamente 10 kg quando adulto. Sua cauda possui 30 cm.

Sua coloração comum é marrom-escuro, com tonalidades brancas mesclada, com exceção da cauda, que é de cor preta. Na parte superior das costas e da cauda, existe uma faixa escura e uma mecha de cor clara na parte inferior da base da cauda.

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

É naturalmente encontrado espalhada da Colômbia até a Bolívia e do Equador até o Brasil, passando pelo Peru. Entretanto, registros da espécie já foram confirmados a partir de um pouco mais ao leste do Pará(No nordeste, há avistamentos não confirmados). Sua presença foi sugerida na Venezuela por Hershkovitz (1961), porém nunca confirmada. Várias hipóteses para esta espécie foram publicadas, indicando a presença da espécie ao longo de toda Floresta Amazônica e também nas Florestas dos Andes e em regiões de Savana. No Brasil, atualmente ocorre somente Floresta Amazônica.

A espécie foi registrada em uma ampla variedade de habitats várzea, incluindo a floresta terra firme, pântanos, plantações de bambu e sucessão ao longo de rios, demonstrando enorme adaptabilidade. Registros são raros em áreas de perturbação humana como perto de cidades ou em zonas agrícolas. Não é certamente descrito que este animal seja capaz de habitar além de locais úmidos e várzeas florestais.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Possui hábitos solitários e só procura um parceiro na época do acasalamento. O macho é dotado de uma glândula anal que produz uma secreção com cheiro forte que utilizada para marcar seu território.

Referências

  1. Wozencraft, W.C. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), : . Mammal Species of the World 3 ed. (Baltimore: Johns Hopkins University Press). pp. 532–628. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494. 
  2. http://www.canids.org/species/Short-eared_dog.pdf
Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atelocynus microtis