Graxaim-do-campo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGraxaim[1]
Lycalopex gymnocercus.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Género: Lycalopex
Espécie: L. gymnocercus
Nome binomial
Lycalopex gymnocercus
( Fischer, 1814)
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica
Distribuição geográfica

O graxaim ou sorro (nome científico: Lycalopex gymnocercus[1]) é um mamífero carnívoro da família dos canídeos, encontrado nos campos úmidos do Sul do Brasil, no Paraguai, no Norte da Argentina e no Uruguai, sendo conhecido como zorro de las Pampas nestes três últimos países. O graxaim chega a medir até 1 metro de comprimento, com pelagem cinza amarelada, o alto da cabeça marrom ferrugíneo, orelhas grandes e focinho afilado. Também é conhecido pelos nomes de graxaim-do-campo, guaraxaim (do guarani aguara cha'î) e sorro (do espanhol zorro).

Seus hábitos são crepusculares e noturnos; é um animal solitário, encontrando-se aos pares na época da reprodução. Quando perseguido refugia-se em troncos ocos e buracos de tatu, e pode até se fingir de morto em algumas situações.

O graxaim entrou em situação de alerta no estado do Paraná por sua distribuição restrita, pela caça dele mesmo, pela caça de suas fontes alimentares e pela destruição de seu habitat — monoculturas como soja e pinus estão causando sua migração para outras áreas e morte por falta de fontes de alimentação. O gado solto nos campos nativos também é um dos grandes destruidores do seu habitat[2].

Sua descrição em Santa Catarina é limitada, não existem muitos estudos. Apesar disso é frequente o seu avistamento em áreas habitadas.

Segundo Ruas et al. (2003, p. 113)[3] "No mundo existem 35 espécies de canídeos silvestres, e destas, três habitam o território gaúcho: Chrysocyon brachyurus (lobo-guará) Lycalopex gymnocercus (graxaim-do-campo) e Cerdocyon thous (graxaim-do-mato). Os dois gêneros de graxaim são encontrados frequentemente nas fazendas da Região Sul do Rio Grande do Sul".

Não deve ser confundido com uma raposa ou a raposa-colorada.


Referências

  1. a b Wozencraft, W.C. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), ed. Mammal Species of the World 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494 
  2. Conheça dez dos animais mais famosos da fauna paranaense - Raposa-dos-Pampas Portal Gazeta do Povo - acessado em 6 de outubro de 2011
  3. Ruas, JL (2003). «BABESIA SP. EM GRAXAIM DO CAMPO (LYCALOPEX GYMNOCERCUS) NO SUL DO BRASIL» (PDF). Consultado em 28 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.