Raposa-do-campo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaRaposa-do-campo
Raposa-do-campo 2 cropped.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Género: Lycalopex
Espécie: L. vetulus
Nome binomial
Lycalopex vetulus
(Lund, 1842)

Raposa-do-campo, raposinha-do-campo, cachorro-de-dentes-pequenos ou jaguapitanga[1] (Lycalopex vetulus)[2] é um canídeo nativo do Brasil, que habita os campos e cerrados do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. A raposa-do-campo é classificada às vezes como Pseudalopex vetulus.[3]

É mais ativa à noite, mas também sai de sua toca durante o dia. Os animais dessa espécie vivem sozinhos. O corpo tem 60 centímetros e a cauda mede 30 centímetros. É carnívora e caça aves, pequenos roedores e insetos (gafanhotos).[4]

A fêmea escolhe um local protegido, geralmente uma toca abandonada ou um buraco em um cupinzeiro. Após dois meses de gestação, dá à luz 4 ou 5 filhotes, e torna-se muito feroz quando precisa defender a prole.[4]

É um animal muito atento e percebe tudo o que ocorre ao seu redor. A visão, a audição e o olfato são bastante desenvolvidos. É um dos menores cachorros selvagens brasileiros, com uma massa de cerca de 4 kg, e encontra-se em quase todo seu território. A cor de sua pele é cinzento-escura, com a barriga amarelada e a ponta da cauda negra. Tem o costume de atacar galinheiros e rondar casas e acampamentos em busca de comida.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A Raposa do Campo é uma espécie de Raposa encontrada apenas no Brasil. Ela é muito caçada pelo seu couro de alta qualidade e por matar galinhas ou roubar comida.

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Pode ser encontrada desde Mato Grosso do Sul até Minas Gerais. Também é bastante comum em Goiás, mas foi extremamente caçada em São Paulo.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Geralmente caça pequenos mamíferos ou galinhas.

Estado de conservação[editar | editar código-fonte]

Embora seja caçada ou morta quando vista, é relativamente comum ainda encontrá-la, em matas e locais próximos a rios e fazendas.

Referências

  1. a b «Raposa-do-campo - Fauna - Terra da Gente». Terra da Gente. 5 de janeiro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2010. 
  2. Wozencraft, W.C. (2005). Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.), : . Mammal Species of the World 3 ed. (Baltimore: Johns Hopkins University Press). ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494. 
  3. «Densidade populacional de raposa-do-campo» (PDF). SciELO Brazil. Consultado em 19 de julho de 2010. 
  4. a b «Raposa-do-campo - Pseudalopex Vetulus». Leão, Tigre & Cia. Consultado em 19 de julho de 2010. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Raposa-do-campo


Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.