Estação Carapicuíba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
CPTM icon.svg Carapicuíba
Vista aérea da estação Carapicuíba (esquerda). Ao centro, terminais de ônibus de Carapicuíba.
Uso atual Bahn aus Zusatzzeichen 1024-15.svg Estação de trens metropolitanos
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Administração Estrada de Ferro Sorocabana (1921–1971)
FEPASA (1971–1996)
CPTM icon.svg CPTM (1996–atualmente)
Linha 8cinza.png Diamante
Sigla CPB
Posição Superfície
Movimento em 2016 46,1 mil passageiros
Serviços Acesso à deficiente físico Terminal rodoviário Elevador Escada rolante Bicicletário
Informações históricas
Nomes antigos Km 23
Sylviania
Inauguração Meados de 1921 (97 anos)
Inauguração da
atual edificação
25 de janeiro de 1979 (39 anos)
Localização
Localização Gnome-globe.png Estação Carapicuíba
Endereço R. Max Zandon, S/N, Centro - Carapicuíba
Próxima estação
Sentido Itapevi/
Amador Bueno
8cinza.png Sentido Júlio Prestes
Santa Terezinha General Miguel Costa
Carapicuíba

A Estação Carapicuíba é uma estação ferroviária, pertencente à Linha 8–Diamante da CPTM, localizada no centro do município de Carapicuíba.

História[editar | editar código-fonte]

A estação de Carapicuíba foi criada pela EFS em 1921 como posto telegráfico do Km 23. Em 1923, a estação tem seu nome modificado para Carapicuíba, embora a Aldeia de Carapicuíba ficasse a 10 quilômetros de distância da estação. A estação recém inaugurada recebe um prédio em 1926, sendo que seu nome foi modificado para Sylviania (devido à Vila Sylvânia que ficava ao redor da estação).

Em 1964, Carapicuíba é desmembrada de Barueri, se tornando município.

A EFS foi estatizada pela FEPASA em 1971, que inicia um programa de modernização que inclui a reconstrução da estação de Carapicuíba que foi reinaugurada em 25 de janeiro de 1979.

A CPTM administra a estação desde 1996.

Segunda Modernização[editar | editar código-fonte]

A Estação Carapicuíba foi reinaugurada em 24 de março de 2011, atrasada em relação ao prazo, que terminou em dezembro de 2010, com a presença do então governador do Estado Geraldo Alckimin (PSDB) e do secretario dos transportes metropolitanos Jurandir Fernandes (PSDB).

Na ocasião, também foram entregues cinco novos trens para a frota da CPTM, equipados com ar-condicionado, câmeras de vigilância, sistema de informação audiovisual (monitores de vídeo e displays) e itens de acessibilidade. Os TUE CAF-Série 7000, produzidos pela basca CAF com sede em Hortolandia - SP.

Para dar à Estação Carapicuíba o mesmo padrão das estações recém-inauguradas pela CPTM, o local passou por uma profunda reforma e readequação de suas instalações, sendo aproveitada apenas a estrutura.

O mezanino, por onde é realizada a transposição entre plataformas e acesso aos bloqueios e bilheterias, foi refeito e ampliado. As antigas estruturas de concreto pré-moldado foram recuperadas, além da aplicação de tintas [verniz e acrílica]. No corredor do mezanino, foram instalados vedação lateral com vidros, caixilhos de alumínio e venezianas na parte superior, que proporcionam maior iluminação natural, proteção da chuva e ventilação.

Para facilitar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida, foram instalados três elevadores - dois para acesso às plataformas e um para quem vem da área das bilheterias. Outros equipamentos de acessibilidade estão presentes na estação, como piso e rotas táteis, comunicação em Braille e adequação de corrimãos. Além dos banheiros públicos, também foram construídos sanitários exclusivos para usuários com mobilidade reduzida.

A Estação Carapicuíba também ganhou quatro escadas rolantes para agilizar o fluxo dos usuários. As áreas das coberturas das escadas rolantes e fixas das plataformas receberam proteção lateral com chapas de aço galvanizado perfuradas na cor vermelha, que também destacam a arquitetura da estação.

Uma nova bilheteria, com vidros blindados, foi construída do lado oposto às antigas instalações ,lado esquerdo para quem entra na estação]. Seis displays digitais (Painel de Destino dos Trens - PDT) que informam o horário e os destinos dos trens foram instalados nas plataformas. Todo o piso foi substituído por porcelanato para alto tráfego, de cor cinza claro.

Tabelas[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Comprimento (km) Estações Observações
8
Diamante
Júlio PrestesItapevi 35,283 20 Possui extensão operacional.
Antiga Linha B–Cinza / Antiga Linha Oeste do Trem Metropolitano da FEPASA.
Sigla Estação Inauguração Integração Plataformas Posição Notas
CPB Carapicuíba 1921 Bilhete Único da SPTrans e Terminal Urbano de ônibus de Carapicuíba (tarifada) Centrais e laterais Superfície Estação reconstruída pela FEPASA e reinaugurada em 25 de janeiro de 1979.
Precedido por
Santa Terezinha
Distância: 1.374 metros
Linha 8–Diamante da CPTM
Carapicuíba
Sucedido por
General Miguel Costa
Distância: 2.081 metros

Ligações externas[editar | editar código-fonte]