Grêmio Mangaratibense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Para o clube extinto conhecido como Grêmio Mangaratiba, ver Grêmio Olímpico Mangaratiba.
Grêmio Mangaratibense
Grêmio Mangaratibense.png
Nome Grêmio Mangaratibense
Mascote Boto cinza
Fundação 21 de janeiro de 2009 (8 anos)
Estádio Municipal José Maria de Brito Barros
Capacidade 1.000
Presidente Brasil Alexandre Nascimento Garcia
Treinador Brasil João Francisco Nobrega
Competição  Rio de Janeiro Série C
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Grêmio Mangaratibense é uma agremiação esportiva da cidade de Mangaratiba, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 21 de janeiro de 2009.

História[editar | editar código-fonte]

Equipe profissional do Grêmio Mangaratibense em 2010

Criado em 2009, o clube é uma tentativa de revitalização do antigo Grêmio Olímpico Mangaratiba que tantas glórias concedeu ao município e que se encontra inativo desde 1991 por conta de seu falimento causado por inúmeras dívidas trabalhistas que somam mais de 60 mil reais, após a sua estada no Campeonato Estadual da Terceira Divisão de Profissionais do mesmo ano.

Alexandre Garcia, presidente do Grêmio Mangaratibense

O biólogo Alexandre Garcia resolveu com a ajuda de desportistas abnegados e empresas locais refundar a agremiação com outra denominação para a volta ao profissionalismo em 2010. Para tanto, já foi efetuada a regularização junto à FFERJ para a disputa do próximo Campeonato Estadual da Série C do Rio de Janeiro.

O clube utiliza o mesmo uniforme do antigo Grêmio. Manda os seus jogos no Estádio Municipal José Maria de Brito Barros, de capacidade aproximada para 1.000 pessoas, que foi a antiga praça de esportes de seu predecessor na cidade.

No primeiro ano de participação no profissionalismo, o Grêmio Mangaratibense foi eliminado na primeira fase do Campeonato Estadual da Série C ao ficar na última posição de sua chave. Se classificaram no Grupo "A": Barra Mansa Futebol Clube, Kaiserburg Futebol Clube e Três Rios Futebol Clube.

Em 2011, o time se classifica à segunda fase em terceiro lugar no Grupo "B" ao ficar atrás de Queimados Futebol Clube e Duquecaxiense Futebol Clube. Na segunda fase se classifica na liderança do Grupo "H" seguido da Sociedade Esportiva de Búzios. Centro Esportivo Arraial do Cabo e Barcelona Esporte Clube são eliminados. Na terceira fase, a anterior às semifinais, a equipe acaba eliminada ao ser superada por América-TR e Juventus Futebol Clube. O Mangaratibense ficou em terceiro e o Búzios em último.

Em 2012, na primeira fase, se classifica em quarto lugar no Grupo "B" atrás de São Pedro Atlético Clube, Serrano Foot Ball Club e América-TR. Na segunda fase participa do Grupo "G", que acaba liderado pelo Paduano Esporte Clube. O Mangaratibense é o segundo e também se habilita à terceira fase, a anterior às semifinais. Bela Vista Futebol Clube e Tanguá Esporte e Cultura são eliminados. Na terceira fase integra o Grupo "J" e fica na lanterna da chave. Se classificam para as semifinais o Villa Rio Esporte Clube e América-TR. O São Gonçalo Esporte Clube também é eliminado da competição.

Ainda no mesmo ano é convidado a disputar pela primeira vez a Copa Rio integrando o Grupo "B" juntamente com Bonsucesso Futebol Clube, Olaria Atlético Clube, Angra dos Reis Esporte Clube e Madureira Esporte Clube.

Primeira conquista[editar | editar código-fonte]

Em 22 de setembro de 2013, o Grêmio Mangaratibense se garante no Campeonato Carioca de Futebol de 2013 da Série B. O time da cidade de Mangaratiba venceu no Estádio da Praia do Saco o São Pedro por 2 a 1 - gols de Weliton e Igor para o time da casa - no tempo normal e goleiro Rafael se destaca na disputa por pênaltis defendendo quatro cobranças.

O presidente Alexandre Garcia destacou que o sentimento era o de dever cumprido. “Esses meninos são fantásticos, a comissão técnica foi perfeita e todo o grupo que trabalha nos bastidores e a diretoria está de parabéns. Só quem esteve junto com a gente desde o início do ano sabe das dificuldades que enfrentamos para hoje podermos comemorar. A ajuda dos parceiros foi fundamental para a concretização desse sonho. Sem a prefeitura da cidade, a câmara dos vereadores e a população do nosso lado, nada disso teria acontecido”, concluiu o presidente.

Revelações[editar | editar código-fonte]

Últimas Temporadas[editar | editar código-fonte]

Ano Campeonato Carioca Copa Rio
2010 Série C: 23º -
2011 Série C: 5º -
2012 Série C: 7º 18º
2013 Série C: 4º
2014 Série B: 9°

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.