Museu do Universo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Museu do Universo
Fachada do museu.
Tipo museu de ciências
Inauguração 1970 (47–48 anos)
Visitantes 160 mil visitantes por ano
Geografia
País  Brasil
Cidade Rio de Janeiro

O Museu do Universo é um museu dedicado à astronomia. Foi inaugurado em 1970 no número cem da rua Vice-Governador Rubens Berardo, no bairro da Gávea,[1] na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Foi o segundo museu do Brasil dedicado à astronomia (o primeiro foi o Observatório Nacional, construído a mando do imperador Pedro I). Foi chamado de "Planetário do Rio de Janeiro" até 2008 com a conclusão do Museu Cósmico no bairro de Santa Cruz. Assim, o Museu Cósmico passou a ser conhecido como Planetário de Santa Cruz, e o Museu do Universo passou a ser conhecido como Planetário da Gávea.

Atividades[editar | editar código-fonte]

A instituição possui, em funcionamento, duas cúpulas para simulação de eventos astronômicos: a Carl Sagan e a Galileu Galilei. A primeira tem capacidade para 263 pessoas e abriga o planetário modelo Universarium VIII – TD. A segunda tem disponibilidade para receber 90 visitantes e conta com o planetário digital modelo Barco/RSA Cosmos. Com o objetivo de difundir a astronomia, as ciências afins e eventos culturais, a instituição promove atividades diversas, recebendo, por ano, aproximadamente 160 mil visitantes.

Exposições[editar | editar código-fonte]

Interior do museu

Permanentes[editar | editar código-fonte]

São 56 experimentos interativos sobre astronomia que ocupam todo o pavimento térreo. Funcionam diariamente, com exceção de segunda-feira.

Temporárias[editar | editar código-fonte]

As exposições temporárias e itinerantes de cunho científico ocupam o mezanino do Museu do Universo.

Projetos[editar | editar código-fonte]

Colônia de férias "Brincando e Aprendendo Astronomia"[editar | editar código-fonte]

Sempre nas férias escolares de verão e de inverno, crianças alfabetizadas de 6 a 9 anos brincam aprendendo com uma equipe de astrônomos sobre o Sistema Solar e seus fenômenos. São atendidos dois grupos diferentes, em duas semanas, de segunda a sexta-feira.

"Dormindo com as estrelas"[editar | editar código-fonte]

No segundo semestre do ano, crianças passam a noite na instituição, de sexta para sábado, e participam de inúmeras atividades científicas e recreativas. A atividade é oferecida durante um mês.

Feira de ciências[editar | editar código-fonte]

Traje de astronauta em exposição

A Feira consiste na exposição e apresentação de trabalhos de ciências elaborados por estudantes do ensino fundamental da Secretaria Municipal de Educação/ 2ª CRE (Coordenadoria Regional de Educação). Acontece conjuntamente com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no segundo semestre do ano, e a visita é gratuita.

Projeto "Astros em Cena"[editar | editar código-fonte]

Grandes artistas da música popular brasileira se apresentam na Cúpula Carl Sagan ao longo do ano. O projeto está em sua terceira temporada. Para assistir aos shows, o público troca 1 quilograma de alimento não perecível pelo ingresso.

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

Com amplo acervo de livros especializados em astronomia, astronáutica, astrofísica e física, além de computadores para consulta e vários vídeos educativos, a biblioteca fica aberta ao público de segunda a sexta-feira.

Cursos de Astronomia[editar | editar código-fonte]

Durante todo o ano, são oferecidos cursos voltados para o público leigo interessado em temas ligados à astronomia, com duração de uma semana.

Observação do céu[editar | editar código-fonte]

A Praça dos Telescópios está aberta ao público às quartas-feiras (atualmente, porém, em virtude de obras no planetário da Gávea, a atividade somente está acontecendo uma vez por mês)[2] e a observação depende das condições meteorológicas. A atividade acontece ao anoitecer, das 18h30 às 19h30 (no horário de verão, a atividade é realizada das 19h30 às 20h30) e a entrada é franca.

Referências

  1. Prefeitura do Rio de Janeiro. Disponível em http://prefeitura.rio/web/planetario/conheca-o-planetario. Acesso em 5 de fevereiro de 2018.
  2. Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Disponível em http://www.planetariodorio.com.br/em-janeiro-observacao-do-ceu-acontece-nos-dias-23-24-e-25/. Acesso em 5 de fevereiro de 2018.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Museu do Universo