Aeroporto de Palmas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aeroporto Internacional de
Palmas
Brigadeiro Lysias Rodrigues
Terminal Aéreo Palmas TO Brasil 01.jpg
IATA: PMW - ICAO: SBPJ/SBPM
Tipo Público
Administração Infraero
Serve Palmas, Tocantins,  Brasil
Localização Não disponível
Inauguração 5 de outubro de 2001


Altitude 236 m (774 ft)
Movimento em 2013 Aumento778.245 passageiros
Aumento3.745.547 kg de carga
Aumento42.324 aeronaves
Capacidade anual 2.100.000 passageiros
Website oficial Página oficial
Pistas
1
Cabeceiras Comprimento Superfície
14/32 2 500 m (8 202 ft) Asfalto

História[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Internacional Brigadeiro Lysias Rodrigues (IATA: PMWICAO: SBPJ) serve o município brasileiro de Palmas, que é a capital do estado do Tocantins. Inaugurado pela Infraero em 5 de outubro de 2001 - data do 13º aniversário do Estado do Tocantins - foi batizado com o nome de Aeroporto Lysias Rodrigues em homenagem à memória do heroico desbravador da região, que foi o pioneiro da aviação no Tocantins, ao inaugurar o Aeroporto de Porto Nacional em 1943. O Aeroporto de Palmas é o único aeroporto operado pela Infraero no Tocantins, além de também ser o único aeroporto do estado que possui voos operados pela TAM Linhas Aéreas e pela Gol Linhas Aéreas Inteligentes, que são as duas maiores companhias aéreas do Brasil. Anteriormente à inauguração do aeroporto em 2001, a cidade de Palmas era servida pelo antigo Aeroporto de Palmas (IATA: PMW, ICAO: SWPJ), que funcionou em caráter provisório no que hoje é a atual Avenida LO–9 (e áreas adjacentes), entre os cruzamentos com as avenidas Teotonio Segurado e NS–9. O Terminal de Passageiros do antigo Aeroporto de Palmas, se localizava no que hoje é a Escola de Formação de Bombeiros (EFAB) do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins, situada na quadra 403 Sul (ou ARSO 41). Já os hangares do antigo aeroporto, se localizavam no que hoje são o 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, na quadra 403 Sul, e o prédio do Departamento de Manutenção do Sistema (DMS) da Celtins, na quadra 405 Sul (ou ARSO 42). O sítio aeroportuário do Aeroporto de Palmas possui 23.739.952.00m² de área, possibilitando novos investimentos e uma futura expansão da infraestrutura existente. Com uma arquitetura peculiar, o inovador terminal de passageiros do aeroporto dispõe de área total construída com 12.300m² e capacidade para 2,1 milhões passageiros/ano, com praça de alimentação para 200 pessoas,terraço panorâmico, elevadores, espaço cultural, 25 lojas, que juntos constituem o conceito de Aeroshopping,um programa desenvolvido pela Infraero com o objetivo de dotar os principais aeroportos brasileiros de verdadeiros centros comerciais com marca e identidade próprias. Além de 15 balcões de check-in e do ambiente inteiramente climatizado. O aeroporto ocupa um dos maiores sítios aeroportuários do Brasil e possui localização privilegiada.A pista de pouso e decolagem está pronta para receber aeronaves do porte de um Boeing 767 e Airbus A330. São três pistas de táxi aéreo e pátios de aviação geral para dar mais flexibilidade às operações. O aeroporto conta com completa infraestrutura que inclui torre de controle e instalações para o Grupamento de Navegação Aérea; seção Contra-Incêndio, com abrigo para viaturas, refeitório e salas de treinamento; terminal de cargas da TAM Cargo; dois terminais de combustíveis para abastecimento de aeronaves; portão com controle de acesso eletrônico, guaritas, estacionamento e edificações de proteção ao voo, além de um acesso viário de mais de 4 km que liga o aeroporto à Avenida Teotonio Segurado, que é uma das duas principais avenidas da capital tocantinense. O aeroporto de Palmas fechou 2014 com quase de 800 mil passageiros transportados, o que equivale a um crescimento de 25%, uma das maiores médias de crescimento do País, graças ao aumento significativo de voos ao longo do ano. No momento o aeroporto opera 14 voos diários em média. Em 2015 a colombiana Avianca vai ligar Palmas com o Norte e Nordeste do País além de voos diários para São Paulo. Além deste aeroporto, também existem no entorno de Palmas outros dois aeródromos, sendo que um deles é o Sítio Flyer (Código ICAO: SIHJ), que fica localizado nas imediações da rodovia TO-010, numa estrada de terra próxima ao Itapema Clube, enquanto que o outro ainda não foi homologado pela ANAC[1] , estando localizado no distrito portuense de Luzimangues, próximo à rodovia TO-080, entre a entrada leste para o núcleo-sede do Assentamento (ou PA) Capivara e a entrada para o Pátio Multimodal da Ferrovia Norte-Sul. Este último aeródromo foi construído em 2011, sendo o único que possui pista asfaltada, além do próprio Aeroporto de Palmas. Todos eles são administrados pela Associação Tocantinense de Aviação (ATA), estando dedicados apenas à aviação geral.

Aeroshopping[editar | editar código-fonte]

O Aeroshopping é um projeto estratégico para a Infraero e para empreendedores. O projeto nasceu com o objetivo de fortalecer o varejo aeroportuário apostando no desenvolvimento de identidade visual, investimento na capacitação de recursos humanos, aprimoramento do mix comercial e da comunicação mercadológica. São 14 aeroportos administrados pela Infraero que adotam o conceito Aeroshopping: Palmas, Porto Alegre, Belém, Londrina, Joinville, Navegantes, Porto Velho, Salvador, Manaus, Campina Grande, Maceió, Recife, Petrolina, Uberlândia, Santos Dumont e Congonhas.

Infraestrutura Moderna[editar | editar código-fonte]

Desde 2014 o aeroporto Internacional de Palmas, possui figer no embarque e desembarque. Palmas foi a primeira cidade a receber o sistema ELO, uma nova e moderna espécie de figer, que conecta a sala de embarque ao avião.O ELO é um sistema de conectores climatizados projetado para fazer a interligação ao nível do solo entre salas de embarque e desembarque e aeronaves, permitindo que os passageiros, inclusive os deficientes ou com mobilidade reduzida, transitem ao mesmo tempo, com conforto, segurança e acessibilidade, ao entrar ou sair dos aviões. A tecnologia é adequada a aeronaves como o Boeing 737-800, o Airbus 320 e o Embraer 195, comumente utilizadas pelas companhias aéreas brasileiras, nos quais a porta de desembarque fica a uma distância de 2,5 metros a 3,5 metros do solo. Além da escada, há um elevador para cadeirantes com capacidade de até 225 quilos. A tecnologia é totalmente nacional e foi desenvolvida pelas equipes técnicas da Infraero, em conjunto com a empresa gaúcha Ortobras, especializada em produtos de acessibilidade. Em 2012, a capacidade da sala de embarque foi ampliada em 60%, para operar duas partidas simultâneas. Desde então a sala de embarque tem capacidade de acomodar 500 pessoas confortavelmente. Em novembro do mesmo ano, ocorreu a ampliação do sistema de desembarque, a implantação de uma nova esteira, e o equipamento que já atendia ao terminal foi restaurado. Com a melhoria, os passageiros que chegam a Palmas passam a contar com duas esteiras de restituição de bagagens.A ampliação desse sistema, melhorou a capacidade operacional do aeroporto, aperfeiçoando o atendimento de voos simultâneos para a maior comodidade dos passageiros.O Aeroporto também conta com o “De Olho na Mala”, sistema de acompanhamento da devolução de bagagens por meio de monitores instalados na sala de desembarque. O sistema, que aumenta a transparência do processo de restituição e foi instalado no terminal em abril de 2014, também está disponível em outros 36 aeroportos da Rede Infraero.

Companhias Aéreas[editar | editar código-fonte]

Entrada do Aeroporto de Palmas.
Companhias Destinos
BrasilNAVLOGO.png
Brasil Azul Brazilian Airlines logo.png
Brasil Gol logo.png
Brasil Passaredo Linhas Aéreas logo.png
Brasil Sete LOGO.png - Hub
Brasil TAM Airlines Logo.png


Companhias
Brasil AZUL/TRIP
Brasil GOL/VARIG
Brasil PASSAREDO
Brasil SETE- Hub
Brasil TAM
Brasil AVIANCA (Em Breve)

Destinos[editar | editar código-fonte]

Região Centro Oeste

Região Norte

Região Sudeste

Companhias Aéreas que já operaram no aeroporto[editar | editar código-fonte]

Movimento[editar | editar código-fonte]

Ano Aeronaves Passageiros % Ranking Carga aérea Crescimento anual da Carga [%]
2003 9.641 122.346 - 6% -- 1.038.189
2004 9.887 170.514  39% -- 1.107.880 7%
2005 10.328 215.333  26% -- 1.224.587 11%
2006 13.320 228.320  6% -- 1.358.761 11,85%
2007 10.192 232.885  2% -- 1.496.309 10%
2008 12.104 259.362  11% -- 1.868.331 25%
2009 11.603 298.484  15% 42º 2.272.208 22%
2010 17.161 389.217  31% 40º 2.841.765 25%
2011 15.948 503.408  29,4% 37º 2.985.784 5,7%
2012 14.334 579.395  15,1% 35º 3.265.485 23%
2013 22.365 778.245 35% 33º 3.745.547 16%
2014 22.471 789.017 24,9% 32º 3.899.147 8,7%
FEV2015 3.123 136.101 4% - - -


Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]