Porto de Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Porto de Santos
Vista aérea do canal do Porto de Santos, o mais movimentado da América Latina.[1]
Localização
País  Brasil
Localização Santos
 São Paulo
Coordenadas 23° 58′ S 46° 17′ W
Detalhes
Inauguração 2 de fevereiro de 1892[2]
Proprietário Governo brasileiro
Tipo de porto Marítimo
Área 7,8 milhões de m²[3]
Dutos 59 km[3]
Empregados 1.468[3]
Estatísticas
Carga anual de toneladas 96 milhões (2010)[4]
Volume anual de contêineres 2,697 milhões de TEUs[5]
Tráfego de passageiros 1,1 milhão (2010-2011)[4]
Lucro líquido R$ 199,3 milhões (2012)[6] "
Website www.portodesantos.com.br

O Porto de Santos, localizado no município de Santos, no estado de São Paulo, é o principal porto brasileiro.[3] A área de influência econômica do porto concentra mais de 50% do produto interno bruto (PIB) do país e abrange principalmente os estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Aproximadamente 90% da base industrial paulista está localizada a menos de 200 quilômetros do porto santista.[3]

O Complexo Portuário de Santos responde por mais de um quarto da movimentação da balança comercial brasileira e inclui na pauta de suas principais cargas produtos como o açúcar, soja, cargas conteinerizadas, café, milho, trigo, sal, polpa cítrica, suco de laranja, papel, automóveis, álcool e outros granéis líquidos.[3] Em 2007, o Porto de Santos foi considerado o 39ª maior do mundo por movimentação de contêineres pela publicação britânica Container Management,[7] sendo o mais movimentado da América Latina.[1] O sistema de acessos terrestres ao porto é formado pelas rodovias Anchieta e Imigrantes e pelas ferrovias Ferroban e MRS.[3]

História

Fotografia do Porto de Santos no século XIX (por Marc Ferrez).
Terminal de contêineres atual.

O Porto de Santos foi inaugurado em 2 de fevereiro de 1892, quando a então Companhia Docas de Santos (CDS), cedeu à navegação mundial os primeiros 260 metros de cais, na área do Valongo. [2]

Francisco de Paula Ribeiro foi o superintendente da Companhia Docas de Santos entre os anos de 1888 e 1902, supervisionando e administrando a sua construção.

Hoje é o maior porto da América Latina. Em 2006 a sua estrutura é considerada a mais moderna do Brasil e a administração da Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP) - empresa do Governo Federal, vinculada à Secretaria de Portos da Presidência da República - busca diálogo com os prefeitos das cidades diretamente ligadas às instalações portuárias, Santos, Guarujá e Cubatão.

No início do século XX as obras que levaram o porto a tornar-se salubre e a receber navios de todo o mundo fizeram com que o movimento se expandisse significativamente.

A cidade de Santos localiza-se no ponto mais adequado para transpor a escarpa conhecida por Serra do Mar. A estrutura ferroviária, iniciada ainda no período do Império, garantiu o afluxo de cargas, destinados ao comércio exterior. Nesse período, o café de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro em sua grande maioria saia do Brasil pelo porto do Rio de Janeiro, com exceção de Ribeirão Preto, que exportava pelo porto de Santos, mas isso pós 1870.

Distante cerca de 70 quilômetros da terceira maior cidade do mundo, a cidade de São Paulo, o porto é servido por duas ligações ferroviárias e duas estradas que ligam à capital e uma estrada para o sul do país.

Os distritos industriais da Grande São Paulo e o complexo industrial de Cubatão existem graças ao Porto de Santos. A Cosipa, Companhia Siderúrgica Paulista, ligada à siderúrgica USIMINAS, de Minas Gerais, também opera um porto privativo que utiliza o mesmo canal de tráfego de embarcações. É praticamente uma extensão particular do Porto de Santos, que é um porto estatal. Liderando o mercado nacional portuário, o Porto de Santos atende também vários países latino-americanos que fazem as cargas serem embarcadas e desembarcadas. O Porto de Santos ocupa, hoje, a trigésima nona posição no ranking mundial de movimentação de cargas conteinerizadas.[7]

Referências

  1. a b Global Finance - The Growth Challenge (em inglês). Gfmag.com.
  2. a b Resumo histórico. Porto de Santos. Página visitada em 24 de janeiro de 2012.
  3. a b c d e f g h Panorama do Porto de Santos. Porto de Santos. Página visitada em 24 de janeiro de 2012.
  4. a b Relatório Anual de 2010 (PDF). Porto de Santos. Página visitada em 24 de janeiro de 2012.
  5. DCI: Porto de Santos registra aumento na movimentação de mercadorias (30 de dezembro de 2011). Página visitada em 24 de janeiro de 2012.
  6. http://201.33.127.41/down/relatorio/bal2012reaismilcomparecer.pdf
  7. a b Porto de Santos é 39º maior do mundo, indica revista. Folha de S. Paulo (3 de setembro de 2007). Página visitada em 24 de janeiro de 2012.

Ver também

Portal A Wikipédia possui o
Portal de São Paulo

Ligações externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Porto de Santos


Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.