Priscila e Áquila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Priscila e Santo Áquila
Santa Priscila e Santo Áquila
Mártir
Nascimento Século I em ?
Morte Século I em ?
Veneração por Igreja Católica
Festa litúrgica 8 de julho
Gloriole.svg Portal dos Santos

Priscila e Áquila são dois dos primeiros cristãos evangelizados por Paulo de Tarso. No Martirológio Romano, Áquila e Priscila são festejados dia 8 de julho.

História[editar | editar código-fonte]

Prisca (cujo nome significa literalmente em português "velha"), também conhecida pelo diminuitivo Priscila (velhinha), era esposa de Áquila, e foi uma das primeiras divulgadoras do Evangelho em Roma. A forma mais curta desse nome é encontrada nos escritos de Paulo, e a forma mais longa nos de Lucas. Estes tipos de variações eram comuns nos nomes romanos. Áquila é mencionado nos Atos como esposo de Priscila e é contado como um dos Setenta Discípulos.

O casal era amigo de Paulo de Tarso e faziam cultos em sua casa. Os dois são elogiados na Bíblia por mostrarem excelentes obras cristãs e hospitalidade, não só para com as pessoas em geral, mas também para com a comunidade cristã onde moravam, por realizarem as reuniões cristãs em sua casa, tanto em Roma como em Éfeso. Foram expulsos de Roma devido ao decreto do imperador romano Cláudio por volta do ano 49 ou 50.

Mudaram-se para Corinto (Grécia). Paulo morou ali com eles por cerca de 18 meses, sendo que todos trabalhavam fabricando tendas. Viajaram com Paulo até Éfeso, permanecendo ali por algum tempo, e ajudaram a "expor mais corretamente o caminho de Deus" ao eloquente Apolo. Retornaram a Roma por certo tempo (Romanos 16:3-5) e, mais tarde, viajaram de volta a Éfeso. O contacto pessoal com Paulo estendeu-se desde cerca de 50 até à morte do apóstolo uns 15 anos depois. Menciona-se que, durante tal associação, eles "arriscaram os seus próprios pescoços" pela vida de Paulo.

Citações bíblicas relativas a Áquila e Priscila[editar | editar código-fonte]

«Encontrou ali um judeu chamado Áquila, que era da província do Ponto. Fazia pouco tempo que ele tinha chegado da Itália com Priscila, a sua esposa. Eles tinham saído de lá porque o imperador Cláudio havia mandado que todos os judeus fossem embora de Roma. Paulo foi visitá-los.» (Atos 18:2)
«Paulo ficou muitos dias com os cristãos em Corinto. Depois se despediu deles e embarcou num navio para a província da Síria, junto com Priscila e o seu marido Áquila. Antes de embarcar em Cencréia, ele rapou a cabeça como sinal de que havia cumprido uma promessa que tinha feito a Deus.» (Atos 18:18)
«Eles chegaram à cidade de Éfeso, e Priscila e Áquila ficaram ali. Paulo entrou na sinagoga e falou com os judeus.» (Atos 18:19)
«Ele começou a falar com coragem na sinagoga. Priscila e o seu marido Áquila o ouviram falar; então o levaram para a casa deles e lhe explicaram melhor o Caminho de Deus.» (Atos 18:26)
«Mando saudações a Priscila e ao seu marido Áquila, meus companheiros no serviço de Cristo Jesus.» (Romanos 16:3)
«As igrejas da província da Ásia mandam saudações. Áquila e a sua esposa Priscila e a igreja que se reúne na casa deles mandam saudações cristãs a vocês.» (I Coríntios 16:19)
«Saudações a Priscila e ao seu marido Áquila e também à família de Onesíforo (II Timóteo 4:19)

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Priscila e Áquila