Sexta-Feira 13 - Parte 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Friday the 13th Part 2
Sexta-Feira 13 - Parte 2 (PT/BR)
 Estados Unidos
1981 • cor • 87 min 
Direção Steve Miner
Roteiro Ron Kurz
Elenco Amy Steel
John Furey
Adrienne King
Kirsten Baker
Stuart Charno
Warrington Gillette
Walt Gorney
Marta Kober
Tom McBride
Bill Randolph
Lauren-Marie Taylor
Russell Todd
Género Terror
Suspense
Idioma inglês
Cronologia
Último
Último
Sexta-Feira 13
Sexta-Feira -
Parte 3
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Friday the 13th Part II (br/pt: Sexta-Feira 13 - Parte 2) é um filme americano de terror de 1981 dirigido por Steve Miner, que também dirigiu a sua sequência, a Parte III, e vários outros filmes de terror popular. É o segundo filme da série de filmes Sexta-Feira 13. Foi um sucesso moderado de bilheteria, abrindo em 01 de maio de 1981 em primeiro lugar. O filme foi o primeiro a apresentar Jason Voorhees como o principal antagonista, uma tendência que se repetiu nas muitas sequências que se seguiram.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Dois meses após os eventos do filme original, Alice, a única sobrevivente do massacre do acampamento Crystal Lake, está tentando reconstruir sua vida. Mas quando ela abre a porta da geladeira encontra a cabeça decepada da "Mrs. Voorhees" e um assaltante surge e a espeta na cabeça com um picador de gelo.

Cinco anos mais tarde, Paul Holt abre uma colônia de férias no Centro de Treinamento em Packanack Lodge, ao lado do agora extinto acampamento Crystal Lake. Crazy Ralph novamente tenta alertar sobre o perigo que se aproxima, mas é novamente ignorado. Ao redor da fogueira, os conselheiros dizem ignorar a tradição local que Jason Voorhees, cuja mãe era responsável pela onda de assassinatos anteriores, está vivo. Crazy Ralph observa Paul e Ginny em sua cabana, e é estrangulado com arame farpado pelo assassino.

No dia seguinte, dois dos monitores, Sandra e Jeff, escapam para fora dos limites do acampamento Crystal Lake e são capturados e escoltados de volta ao centro por um policial. Na saída, o policial avista uma estranha figura e a segue até Crystal Lake. Na perseguição, o policial descobre uma cabana em ruínas e é morto com uma martelada na cabeça.

Naquela noite, a maioria dos monitores vai a um bar local, deixando seis para atrás - Sandra e Jeff, Scott e Terry e Vickie e Mark. Scott espiona Terry, que estava nadando nua no lago. Quando ele tenta fugir com a roupa dela, acaba preso em uma armadilha de corda. Terry sai para pegar uma faca, mas descobre que a garganta de Scott foi cortada antes de seu retorno. Terry corre de volta para o acampamento, apenas para ser morta.

No bar Paul, Gina e Ted discutem a lenda de Jason Voorhees e como ele seria se ainda estivesse vivo. Ginny supõe que ele teria visto sua mãe ser decapitada por Alice e que tal visão da única pessoa que já o amou morta deixaria uma marca indelével.

No acampamento, quando Vickie deixa o cadeirante Mark, ele é morto com um facão. Sandra e Jeff são empalados com uma lança enquanto fazem sexo e o assassino - agora revelado como Jason Voorhees, com um saco de pano na cabeça - assassina Vickie também.

Paul e Gina voltam para o acampamento e encontram o local vazio. Paul é atacado por Jason. Gina foge pela mata e finalmente chega ao casebre de Jason, agora preenchido com os corpos dos monitores mortos. Vendo "Mrs. Voorhees" com a cabeça decepada e suéter em um altar improvisado por Jason, Ginny coloca o suéter e se prepara para o confronto final.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco de personagens (em ordem de créditos)[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso de Sexta-Feira 13, a Paramount Pictures começou a planejar uma sequência, adquirindo primeiramente os direitos de distribuição mundial. Frank Mancuso declarou: "Queríamos que fosse um evento, onde os adolescentes iriam correr para os cinemas naquela sexta-feira para ver o último episódio." As idéias iniciais para uma sequência envolvendo o título "Sexta-Feira 13" era que o mesmo se tornasse uma série de filmes, lançados uma vez por ano, sem continuidade direta entre si, sendo a trama de cada filme separada da de seu anterior. Phil Scuderi, um dos três proprietários de Theaters Esquire, juntamente com Steve Minasian e Barsamian Bob - que produziram o filme original - insistiram que a sequência tivesse Jason Voorhees, filho de Pamela, apesar de que sua aparição no filme original era apenas para ser uma piada. Steve Miner, produtor associado no primeiro filme, acreditou na idéia e iria dirigir as duas primeiras seqüências, depois que Cunningham optou por não retornar à cadeira do diretor. Miner usaria muitos dos membros da mesma equipe do primeiro filme, enquanto trabalhava nas sequêcias.[1]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado nos cinemas em 1 de maio de 1981, e desde então se tornou um clássico cult. Também lançado internacionalmente para home vídeo em VHS e DVD.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Como o primeiro filme, Sexta-Feira 13 - Parte 2 obteve grande sucesso comercial, mas foi duramente criticado pelos críticos.

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, deu a Friday the 13th Part 2 metade de uma estrela de 4, dizendo: "Este filme é um cruzamento entre os gêneros 'assassino louco' e 'adolescentes mortos'. Cerca de duas dezenas de filmes estrelados a cada ano por um maníaco que vai à loucura, e todos são quase tão ruins quanto este."[2]

Baseado em 30 opiniões coletadas pelo Rotten Tomatoes, o filme tem uma taxa de aprovação geral dos críticos de 33%, com uma pontuação média de 4.4/10.[3]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O filme possui uma das mais longas sequências de créditos da história do cinema, que dura aproximadamente 15 minutos.
  • Numa das cenas editadas do filme, bem no final, seria possível ver as "tripas" de Jason. Lá dentro apareceria o rosto de Pamela, que abriria os olhos durante a cena. A Paramount decidiu pelo corte da sequência por essa parecer muito pouco real.


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Peter Brack. Crystal Lake Memories. United Kingdom: Titan Books, 2006-10-11. 50–52 pp. ISBN 1-84576-343-2
  2. Ebert, Roger. "Friday the 13th, Part 2", 1 January 1981. Página visitada em 13 de julho de 2012.
  3. Friday the 13th Part 2'. Rotten Tomatoes. Página visitada em 13 de julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]