Spyker F1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Países Baixos Spyker F1 Team
Sede Silverstone, Northamptonshire, Reino Unido
Chefe de equipe Alemanha Colin Kolles
Diretor técnico Reino Unido James Key
Chassis M16, F8-VII
Motor Toyota, Ferrari
Pneus Bridgestone
Histórico na Fórmula 1
Estréia GP da Itália de 2006
Último GP GP do Brasil de 2007
Corridas concluídas 21
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Posição no último campeonato
(2007)
10º (1 ponto)

Spyker F1 Team foi uma equipe de automobilismo que disputou o mundial de Fórmula 1 de 2006 e 2007, o time surgiu após adquirir a então equipe Midland após o final do Grande Prêmio da Itália de 2006. No final da temporada de 2007, foi vendida novamente e em 2008 foi rebatizada de Force India.

Temporada 2007[editar | editar código-fonte]

Sua dupla de pilotos até o Grande Prêmio da Grã-Bretanha era o holandês Christijan Albers e o alemão Adrian Sutil. Um dia depois desta corrida, Albers seria demitido. O alemão Markus Winkelhock foi seu substituto no tumultuado Grande Prêmio da Europa, onde inclusive foi líder. O japonês Sakon Yamamoto foi contratado para substituir Albers, definitivamente, e formou dupla com alemão Adrian Sutil até o final do ano.

A equipe não teve um bom campeonato e acabou em último no campeonato de construtores, com apenas um ponto.

Desempenho dos pilotos da Midland/Spyker na F-1[editar | editar código-fonte]

Christijan Albers testando o Spyker Midland M16 no Circuito de Siverstone em 2006.
Christijan Albers pilotando o F8-VII no GP da Inglaterra de 2007.
Adrian Sutil pilotando o F8-VII, utilizado pela Spyker em 2007 e em 2008 pela Force India.
Ano Nome Carro Pneus Motor Óleo Pilotos Pilotos de teste Classificação
2006 Spyker F1 Team Midland M16 B Toyota V8 Elf Portugal Tiago Monteiro
Países Baixos Christijan Albers
Rússia Roman Rusinov
Itália Fabrizio del Monte
Espanha Adrián Vallés
Itália Ronnie Quintarelli
10º lugar (0 pt)
2007 Spyker F1 Team F8-VII B Ferrari V8 Elf Países Baixos Christijan Albers
Alemanha Adrian Sutil
Japão Sakon Yamamoto
Alemanha Markus Winkelhock
Países Baixos Giedo van der Garde
Malásia Fairuz Fauzy
Espanha Adrián Vallés
Alemanha Markus Winkelhock
10º lugar (1 pt)

Estatisticas da Equipe[editar | editar código-fonte]

  • GPs disputados: 21
  • Vitórias: 0
  • Poles: 0
  • Pontos: 1
  • Voltas mais rápidas: 0
  • Voltas na liderança: 6
  • Títulos de Pilotos: 0
  • Títulos de Construtores: 0
  • O primeiro ponto da Spyker foi conquistado por causa da punição ao italiano Vitantonio Liuzzi, que ultrapassou Adrian Sutil em bandeira amarela, mas este é um ato ilegal, segundo o regulamento da Fórmula 1.
  • Um caso curioso foi o do piloto Christijan Albers, que ao sair do box para abastecer acabou levando no seu carro a mangueira de gasolina. Embora a cena fosse engraçada, isso custou caro para Albers, que acabou sendo demitido.

Pilotos[editar | editar código-fonte]

  • Christijan Albers: Piloto da Spyker desde 2006 (quando a equipe ainda se chamava Midland F1 Racing), o holandês encerrou sua passagem na F-1 após o GP da Inglaterra. Seu melhor resultado foi um décimo-quarto lugar, conquistado nas etapas de Sakhir e Barcelona. Sua imagem na equipe ficou manchada no GP da França, quando a mangueira ficou presa no bocal do tanque de combustível, e ele saiu dos boxes com a peça engatada.
  • Adrian Sutil: Atual piloto da Sauber, o alemão foi responsável pelo único ponto obtido pela Spyker na Fórmula 1, ao conquistar o oitavo lugar no chuvoso GP do Japão. Sutil fora beneficiado pela punição a Vitantonio Liuzzi, que havia feito ultrapassagens em bandeira amarela.
  • Markus Winkelhock: Filho de Manfred Winkelhock e sobrinho de Joachim Winkelhock (ambos com passagem pela F-1 nos anos 80), Markus disputou uma única prova na categoria: o GP da Alemanha de 2007, disputado em Nurburgring. Contratado para o lugar de Albers, o alemão chegou a liderar por algumas voltas, até abandonar.
  • Sakon Yamamoto: Ex-Super Aguri, Yamamoto foi contratado para o restante da temporada. Com desempenho fraco, o melhor resultado do japonês em treinos foi um vigésimo lugar (GP da Turquia), e sua melhor classificação em corrida foi um décimo-segundo posto, conquistado no GP do Japão, realizado em Fuji.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Spyker F1