Festival Eurovisão da Canção 1973

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Festival Eurovisão da Canção 1973
 Luxemburgo
ESC1973 logo.png
Logo do Festival Eurovisão da Canção 1973
Edição
18.ª edição
Datas
Final 7 de abril de 1973
Anfitrião
Local Grand Théâtre de Luxembourg, Cidade do Luxemburgo,Luxemburgo
Apresentador(es) Luxemburgo Alemanha Helga Guitton
Maestro Luxemburgo Pierre Cao
Supervisor executivo Reino Unido Clifford Brown
Estação anfitriã RTL Group.svg CLT
Atuações
Atuações nos intervalos Charlie Rivel
Participantes
Número de entradas 17 países
Países estreantes  Israel
Países de regresso Nenhum
Países de saída  Áustria
 Malta
Mapa dos países participantes
Portugal no Festival Eurovisão da CançãoEspanha no Festival Eurovisão da CançãoSan Marino no Festival Eurovisão da CançãoFrança no Festival Eurovisão da CançãoReino Unido no Festival Eurovisão da CançãoIrlanda no Festival Eurovisão da CançãoIslândia no Festival Eurovisão da CançãoBélgica no Festival Eurovisão da CançãoPaíses Baixos no Festival Eurovisão da CançãoSuíça no Festival Eurovisão da CançãoAlemanha no Festival Eurovisão da CançãoDinamarca no Festival Eurovisão da CançãoMalta no Festival Eurovisão da CançãoItália no Festival Eurovisão da CançãoNoruega no Festival Eurovisão da CançãoSuécia no Festival Eurovisão da CançãoFinlândia no Festival Eurovisão da CançãoEstónia no Festival Eurovisão da CançãoLetónia no Festival Eurovisão da CançãoLituânia no Festival Eurovisão da CançãoEslováquia no Festival Eurovisão da CançãoÁustria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoHungria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoAlbânia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoGrécia no Festival Eurovisão da CançãoBulgária no Festival Eurovisão da CançãoRoménia no Festival Eurovisão da CançãoMoldávia no Festival Eurovisão da CançãoUcrânia no Festival Eurovisão da CançãoBielorrússia no Festival Eurovisão da CançãoRússia no Festival Eurovisão da CançãoGeórgia no Festival Eurovisão da CançãoAzerbaijão no Festival Eurovisão da CançãoTurquia no Festival Eurovisão da CançãoChipre no Festival Eurovisão da CançãoIsrael no Festival Eurovisão da CançãoArménia no Festival Eurovisão da CançãoMarrocos no Festival Eurovisão da CançãoLiechtenstein no Festival Eurovisão da CançãoAndorra no Festival Eurovisão da CançãoMónaco no Festival Eurovisão da CançãoPolónia no Festival Eurovisão da CançãoRepública Checa no Festival Eurovisão da CançãoLuxemburgo no Festival Eurovisão da CançãoLíbano no Festival Eurovisão da CançãoTunísia no Festival Eurovisão da CançãoArgélia no Festival Eurovisão da CançãoUm mapa colorido dos países da Europa
Sobre esta imagem

     Países confirmados que já escolheram o seu artista e/ou canção     Países que não se classificaram para a final     Países que participaram no passado mas não em 1973

Votação
Sistema de
voto
Cada país tem dois júris, um menor de 25 anos e outro maior de 25 anos. Cada um atribui 1 a 5 votos a cada canção.
Vencedor(a)  Luxemburgo
Anne-Marie David
"Tu te reconnaîtras"
Website Sítio oficial
Cronologia
Fleche-defaut-gauche-gris-32.png   1972     Wiki Eurovision Heart (Infobox).svg     1974   Fleche-defaut-droite-gris-32.png

O Festival Eurovisão da Canção 1973 (em inglês: Eurovision Song Contest 1973 e em francês: Concours Eurovision de la chanson 1973) foi o 18º Festival Eurovisão da Canção, realizado em 7 de abril de 1973 no Luxemburgo. Helga Guitton foi a apresentadora do concurso dessa noite. Anne-Marie David venceu o Festival desse ano representando o Luxemburgo com a canção "Tu te reconnaîtras", com a maior pontuação já alcançada na Eurovisão sob qualquer formato de votação, registando 129 pontos de 160 possíveis; pontuando pouco abaixo de 81% do máximo possível, mas em parte devido a um sistema de pontuação que garantiu a todos os países pelo menos dois pontos a cada outro país.[1]

Depois do sucedido no ano anterior nos Jogos Olímpicos de Munique, o festival de 1973 foi marcado pela tónica da segurança, devido a ameaças terroristas por parte de grupos palestinos. O motivo para essa segurança relacionou-se com Israel, o primeiro país não europeu a participar, participar pela primeira vez no Festival Eurovisão da Canção.

Pela primeira vez na história do concurso, membros de uma família real governante estavam presentes no salão. A câmera mostrou vários membros da família real, como a princesa Maria Astrid, o então princesa herdeiro Henrique e a princesa Margarida.

Local[editar | editar código-fonte]

Mais sobre a cidade anfitriã: Luxemburgo (cidade)

O Festival Eurovisão da Canção 1973 ocorreu na capital do Luxemburgo. A cidade do Luxemburgo é uma comuna de Luxemburgo com status de cidade, pertencente ao distrito de Luxemburgo e ao cantão de Luxemburgo. Luxemburgo é uma cidade muito desenvolvida em seu comércio e nas indústrias. Luxemburgo é uma das cidades mais ricas da Europa e tornou-se um importante centro financeiro e administrativo. A cidade do Luxemburgo contém várias instituições da União Europeia, incluindo o Tribunal de Justiça Europeu, o Tribunal de Contas e o Banco Europeu de Investimento.

O festival em si realizou-se no Grand Théâtre de Luxembourg, inaugurado em 1964 como Théâtre Municipal de la Ville de Luxembourg, é uma das maiores salas de espetáculos do país para teatro, ópera e ballet.[2][3] Passou por obras de renovação em 2002–2003, resultando em melhorias substanciais nas instalações de tecnologia de palco, acústica e iluminação.

Formato[editar | editar código-fonte]

A regra que obrigava os países a participar com canções interpretadas na sua língua oficial foi abandonada, daí que alguns países como a Suécia tenham escolhido cantar em inglês e não na sua língua materna.

Pela primeira vez, foi permitido que fosse utilizado playback instrumental, desde que os instrumentos também estivessem a ser tocados em palco. Isso foi levantado por Cliff Richard, representando o Reino Unido, que queria que playback instrumental fosse utilizado para que os seus músicos não precisassem de atuar, o que causou alguma controvérsia.[4]

Monique Dominique tornou-se a primeira mulher a dirigir a orquestra, pela Suécia. Nurit Hirsch, de Israel, tornar-se-ia alguns mnuitos depois a segunda mulher a dirigir a orquestra.[5]

Visual[editar | editar código-fonte]

O vídeo introdutório mostrava os pontos turísticos do Luxemburgo, seguidos de um resumo dos preparativos para a competição. A orquestra tocou a partitura de "Après Toi", a música vencedora do ano anterior. A câmera terminou com uma foto de Vicky Leandros, vencedora da edição de 1972, sentada na sala ao lado de seu pai, Leo Leandros.

A apresentadora foi Helga Guitton, que falou aos espectadores em francês, inglês e alemão, acrescentando duas saudações em luxemburguês.[6]

A orquestra foi conduzida por Pierre Cao.[7]

O palco tinha uma cor cinza uniforme. A orquestra estava na arquibancada, colocada na parte de trás do palco, atrás dos artistas. Estes últimos faziam a sua entrada por um pórtico, decorado com um medalhão representado pelo leão luxemburguês. O conjunto consistia em dois pódios circulares, sendo o da esquerda reservado para os coristas, o da direita para os maestros. O lado esquerdo do palco foi decorado com seis colunas de vidro contendo buquês de flores. Durante as apresentações, o pórtico foi iluminado por peças de luz.

Como no ano anterior, não havia cartões postais. A câmera mostrou apenas uma foto dos artistas tiradas durante os ensaios.

O intervalo foi ocupado pelo palhaço Charlie Rivel.[8] Foi anunciado por Helga Guitton como "a grande diva Carlotta Rivelo". Disfarçado de cantora de ópera, vestido com um vestido de paetês vermelho e um gigantesco chapéu, Charlie Rivel parodiou um recital de diva caprichosa. Seu pianista começou a dar à diva uma rosa que ela não podia sentir o cheiro. Ela então recebeu a tampa do piano em sua mão direita e começou a chorar. Depois veio uma discussão com o pianista e um concerto de trompa, emitido pelo opulento peito da diva. Parecia então que ela, não tendo colocado óculos, não conseguia decifrar sua pontuação. O recital finalmente começou, brevemente interrompido por uma queda do pianista, assustado por um grito da diva, depois pela perda da partitura, jogado no chão num momento de emoção e depois lido para trás. A diva acaba se perdendo em suas anotações e um de seus seios, estourando, concluindo o intervalo.

Controvérsias e incidentes[editar | editar código-fonte]

O evento foi assinalado por um escândalo, com a canção da Espanha "Eres tú" ser acusada de plágio, sugeriu-se que essa canção não era mais que uma cópia da canção que representara a Jugoslávia em 1966 ("Brez besed" interpretado por Berta Ambrož. Apesar das acusações, o certo é que a canção não foi desqualificada. Tem-se referido que a sua não desqualificação deveu-se a razões políticas, por a Espanha de Franco ter mais poder do que a Jugoslávia de Josip Broz Tito. A canção terminou em segundo lugar e tornou-se um enorme sucesso internacional. Curiosamente a censura evitou que na Espanha se tivesse conhecimento destes factos.

A letra da canção de Portugal "Tourada" era uma crítica implícita à decadente ditadura que então vigorava no país. Ainda hoje não se sabe como é que os censores, tão zelosos quase sempre, não compreenderam a mensagem da canção.

Depois do sucedido no ano anterior nos Jogos Olímpicos de Munique, o festival de 1973 foi marcado pela tónica da segurança, devido a ameaças terroristas por parte de grupos palestinos. O motivo para essa segurança relacionou-se com Israel, o primeiro país não europeu a participar, participar pela primeira vez no Festival Eurovisão da Canção.

A Irlanda também esteve em destaque nesta edição. A cantora, Maxi, teve um grande desentendimento com o maestro, pois a orquestra estava a tocar muito rapidamente. Por essa razão, chegou a temer-se que a cantora desistisse. Por isso, a RTÉ chamou ao Luxemburgo a cantora Tina Reynolds, para a substituir. Contudo, chegou-se a acordo e Maxi representou a Irlanda, não sendo preciso a presença de Tina Reynolds.[4]

Votação[editar | editar código-fonte]

Cada país enviou dois membros do júri, um com mais de 25 anos e o outro com menos de 25 anos (com pelo menos dez anos de diferença entre as idades), com ambos a pontuar cada país (exceto o seu próprio) com uma pontuação entre 1 e 5 pontos. O júri ficou instalado nos estúdios da Villa Louvigny.

O supervisor no local delegado pela EBU foi Clifford Brown, que repetia cada vez em francês o número de votos e o total de votos para cada país.

Durante a votação, a câmera fez vários close-ups dos artistas. Em particular, Anne-Marie David e Mocedades apareceram.

A votação ficou marcada pelo jurado sénior da Suíça, com os seus gestos a fazerem rir os seus colegas.[9]

Participações individuais[editar | editar código-fonte]


Participações[editar | editar código-fonte]

  Países participantes

Malta esteve para participar, tendo inclusive sido colocada como o 6º país a atuar. Contudo, desistiu devido aos fracos resultados dos anos anteriores.[10]

País Título original da Canção Artista Processo Data da Selecção
Tradução em Português Idiomas de Interpretação
 Alemanha "Junger Tag" Gitte Ein lied für Luxemburg 1973 21 de fevereiro de 1973
Dia jovem Alemão
 Bélgica "Baby, Baby" Nicole & Hugo Liedje voor Luxemburg 1973 25 de fevereiro de 1973
Querida, querida Holandês1
 Estado espanhol "Eres tú" Mocedades Seleção interna -
És tu Castelhano
 Finlândia "Tom Tom Tom" Marion Rung Euroviisut 1973 3 de fevereiro de 1973
Tom Tom Tom Inglês
 França "Sans toi" Martine Clémenceau Finale nationale française 1973 6 de março de 1973
Sem Ti Francês
 Irlanda "Do I Dream" Maxi Irish final 1973 25 de fevereiro de 1973
Eu sonho Inglês
 Israel "Ey Sham" (אי שם) Ilanit Seleção interna -
Em algum lugar Hebreu
 Itália "Chi sarà" Massimo Ranieri Seleção interna -
Quem estará Italiana
 Iugoslávia "Gori vatra" (Гори ватра) Zdravko Čolić Pjesma Eurovizije 1973 3 de março de 1973
O fogo está queimando Bósnio
 Luxemburgo "Tu te reconnaîtras" Anne-Marie David Selecção Interna -
Tu te reconhecerás Francês
 Mónaco "Un train qui part" Marie Seleção interna -
Um comboio que parte Francês
 Noruega "It's Just a Game" Bendik Singers Melodi Grand Prix 1973 17 de fevereiro de 1973
Isto é apenas um jogo Inglês e Francês 2
 Países Baixos "De oude muzikant" Ben Cramer Nationaal Songfestival 1973 28 de fevereiro de 1973
O velho músico Holandês
 Portugal "Tourada" Fernando Tordo Grande Prémio TV da Canção Portuguesa 1973 26 de fevereiro de 1973
Tourada Português
 Reino Unido "Power to All Our Friends" Cliff Richard A song for Europe 1973 24 de fevereiro de 1973
Força a todos os nossos amigos Inglês
 Suécia "You're Summer" Nova & The Dolls Melodifestivalen 1973 10 de fevereiro de 1973
Tu és verão Inglês
 Suíça "Je vais me marier, Marie" Patrick Juvet Schweizer Vorentscheid 1973 16 de fevereiro de 1973
Eu vou casar, Maria Francês

Festival[editar | editar código-fonte]

# País Idioma Artista Canção Tradução para Português Lugar Pontuação
 Finlândia Inglês Marion Rung "Tom Tom Tom" Tom Tom Tom 93
 Bélgica Holandês1 Nicole & Hugo "Baby, Baby" Querida, querida 17º 58
 Portugal Português Fernando Tordo "Tourada" Tourada 10º 80
 Alemanha Alemão Gitte "Junger Tag" Dia jovem 85
 Noruega Inglês e Francês 2 Bendik Singers "It's Just a Game" Isto é apenas um jogo 89
 Mónaco Francês Marie "Un train qui part" Um comboio que parte 85
 Estado espanhol Castelhano Mocedades "Eres tú" És tu 125
 Suíça Francês Patrick Juvet "Je vais me marier, Marie" Eu vou casar, Maria 12º 79
 Iugoslávia Bósnio Zdravko Čolić "Gori vatra" (Гори ватра) O fogo está queimando 15º 65
10º  Itália Italiana Massimo Ranieri "Chi sarà" Quem estará 13º 74
11º  Luxemburgo Francês Anne-Marie David "Tu te reconnaîtras" Tu te reconhecerás 129
12º  Suécia Inglês Nova & The Dolls "You're Summer" Tu és verão 94
13º  Países Baixos Holandês Ben Cramer "De oude muzikant" O velho músico 14º 69
14  Irlanda Inglês Maxi "Do I Dream" Eu sonho 10º 80
15  Reino Unido Inglês Cliff Richard "Power to All Our Friends" Força a todos os nossos amigos 123
16  França Francês Martine Clémenceau "Sans toi" Sem Ti 15º 65
17  Israel Hebreu Ilanit "Ey Sham" (אי שם) Em algum lugar 97
1. Também cantado em inglês, castelhano e francês.
2. Também cantado em alemão, castelhano, italiano, holandês, irlandês, hebraico, servo-croata, finlandês, sueco e norueguês.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Os países votaram em blocos de 3 (Finlândia, Bélgica e Portugal; Alemanha, Noruega e Mónaco...). Assim, ordem de votação no Festival Eurovisão da Canção 1973, foi a seguinte:[11]

  Vencedor
  2º classificado
  3º classificado
Países Votantes Países Pontuados
Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
 Finlândia 4 4 2 8 6 3 4 5 2 6 8 4 3 9 4 6
 Bélgica 9 6 5 5 3 8 3 3 5 6 4 4 7 6 3 6
 Portugal 5 3 6 5 2 9 3 3 3 8 4 2 2 6 2 5
 Alemanha 6 4 5 6 4 9 4 4 5 7 5 5 4 7 4 7
 Noruega 6 3 5 4 3 4 7 2 5 8 8 5 6 7 4 5
 Mónaco 5 6 4 5 7 9 5 5 5 7 5 4 6 8 5 7
 Estado espanhol 6 6 8 9 6 6 7 8 5 6 7 5 7 4 5 4
 Suíça 6 4 8 7 7 5 8 6 7 10 9 5 5 8 4 6
 Iugoslávia 7 4 6 4 6 9 9 6 5 9 6 5 5 8 7 7
 Itália 2 2 3 3 5 8 10 4 2 9 5 4 5 5 2 7
 Luxemburgo 6 4 4 7 7 6 8 6 4 5 6 7 6 10 3 8
 Suécia 7 2 2 6 3 4 7 3 2 5 8 3 5 9 5 6
 Países Baixos 5 3 5 5 3 5 10 8 4 4 9 6 6 10 5 6
 Irlanda 5 4 4 6 3 6 10 7 5 4 8 5 5 9 5 7
 Reino Unido 9 5 5 5 3 9 4 7 4 5 10 7 3 5 5 5
 França 4 2 6 7 6 5 9 2 4 5 10 4 6 4 8 5
 Israel 5 2 5 4 9 4 8 3 4 4 8 5 2 4 9 2
Total 93 58 80 85 89 85 125 79 65 74 129 94 69 80 123 65 97
Lugar 17º 10º 12º 15º 13º 14º 10º 15º
Países Votantes Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
Países Pontuados
Resultados por blocos
Países Votantes Países Pontuados
Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
 Finlândia 14 7 10 13 18 11 20 10 11 10 20 16 10 12 21 9 17
 Bélgica
 Portugal
 Alemanha 17 13 14 9 13 7 22 16 11 15 22 18 14 16 22 13 19
 Noruega
 Mónaco
 Estado espanhol 19 14 22 20 19 20 17 13 14 17 25 22 15 17 20 16 17
 Suíça
 Iugoslávia
 Itália 15 8 9 16 15 18 25 13 8 10 17 11 14 16 24 10 21
 Luxemburgo
 Suécia
 Países Baixos 19 12 14 16 9 20 24 22 13 13 27 18 8 11 19 15 18
 Irlanda
 Reino Unido
 França 9 4 11 11 15 9 17 5 8 9 18 9 8 8 17 2 5
 Israel
Total 93 58 80 85 89 85 125 79 65 74 129 94 69 80 123 65 97
Lugar 17º 10º 12º 15º 13º 14º 10º 15º
Países Votantes Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
Países Pontuados
Resultados acumulados
Países Votantes Países Pontuados
Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
 Finlândia 14 7 10 13 18 11 20 10 11 10 20 16 10 12 21 9 17
 Bélgica
 Portugal
 Alemanha 31 20 24 22 31 18 42 26 22 25 42 34 24 28 43 22 36
 Noruega
 Mónaco
 Estado espanhol 50 34 46 42 50 38 59 39 36 42 67 56 39 45 63 38 53
 Suíça
 Iugoslávia
 Itália 65 42 55 58 65 56 84 52 44 52 84 67 53 61 87 48 74
 Luxemburgo
 Suécia
 Países Baixos 84 54 69 74 74 76 108 74 57 65 111 85 61 72 106 63 92
 Irlanda
 Reino Unido
 França 93 58 80 85 89 85 125 79 65 74 129 94 69 80 123 65 97
 Israel
Lugar 17º 10º 12º 15º 13º 14º 10º 15º
Países Votantes Finlândia Bélgica Portugal Alemanha Noruega Mónaco Espanha Suíça República Socialista Federativa da Iugoslávia Itália Luxemburgo Suécia Países Baixos República da Irlanda Reino Unido França Israel
Países Pontuados

10 pontos[editar | editar código-fonte]

Os países que receberam a pontuação perfeita de 10 pontos foram os seguintes:

# Países Pontuados Países Votantes
3  Luxemburgo França, Suíça, Reino Unido
 Estado espanhol Itália, Irlanda, Países Baixos
2  Reino Unido Luxemburgo, Países Baixos

Maestros[editar | editar código-fonte]

Em baixo encontra-se a lista de maestros que conduziram a orquestra, na respectiva actuação de cada país concorrente. Monica Dominique e Nurit Hirsh foram as primeiras mulheres a dirigirem a orquestra na história da Eurovisão.

País Maestro
 Finlândia Ossi Runne
 Bélgica Francis Bay
 Portugal Jorge Costa Pinto
 Alemanha Günther-Eric Thöner
 Noruega Carsten Klouman
 Mónaco Jean-Claude Vannier
 Estado espanhol Juan Carlos Calderón
 Suíça Hervé Roy
 Iugoslávia Esad Arnautalić
 Itália Enrico Polito
 Luxemburgo Pierre Cao
 Suécia Monica Dominique
 Países Baixos Harry van Hoof
 Irlanda Colman Pearce
 Reino Unido David Mackay
 França Jean Claudric
 Israel Nurit Hirsh
Maestro anfitrião Pierre Cao

Artistas repetentes[editar | editar código-fonte]

Em 1973, os repetentes foram:

País (1973) Foto Artista Ano Anterior País Representado Canção Tradução Pontuação Classificação
 Finlândia Marion rung.jpg Marion Rung ESC 1962 Finlândia "Tipi-tii" Chilreio alegre 4
 Reino Unido Cliff Richard Brussels.jpg Cliff Richard ESC 1968 Reino Unido "Congratulations" Parabéns 28
 Itália Ranieri particolare.JPG Massimo Ranieri ESC 1971 Itália "L'amore è un attimo" Amor é um instante 91

Transmissão do Festival[editar | editar código-fonte]

Países participantes[editar | editar código-fonte]

País Canal Comentador(es) Jurados
 Finlândia YLE TV1[12] Erkki Pohjanheimo Kristiina Kauhtio e Heikki Sarmanto[13]
Yleisohjelma Erkki Melakoski
 Bélgica Herman Verelst BRT TBC
Paule Herreman RTB[14]
BRT Radio 1 Nand Baert e Jan Theys
RTB La Première André Hagon
 Portugal I Programa[15] Artur Agostinho José Calvário e Teresa Silva Carvalho
Amadeu Meireles RDP Antena 1
 Alemanha ARD Deutsches Fernsehen Hanns Verres TBC
Deutschlandfunk/Bayern 2 Wolf Mittler
 Noruega NRK[16] John Andreassen Inger Ann Folkvord e Johs. Bergh[17]
NRK P1 John Andreassen[18]
 Mónaco Télé Monte Carlo Pierre Tchernia TBC
TBC TBC
 Estado espanhol TVE1 Julio Rico Teresa González e José Luis Balbín
Primer Programa RNE TBC
 Suíça TV DRS Theodor Haller Paola del Medico
TSR Georges Hardy
TSI Giovanni Bertini
TBC TBC
 Iugoslávia TVB1 Milovan Ilić Dušan Lekić e Ivan Antonov[19][20]
TVZ 1 Oliver Mlakar
TVL1 Tomaž Terček
TBC TBC
 Itália Programma Nazionale Renato Tagliani TBC
TBC TBC
 Luxemburgo Télé-Luxembourg Jacques Navadic TBC
RTL Radio Camillo Felgen
 Suécia SR TV1[21] Alicia Lundberg Lena Andersson e Lars Samuelson[21]
(SR P3)[21] Ursula Richter
 Países Baixos Nederland 1[22] Pim Jacobs Jennifer Baljet e Cornelis Wagter
TBC TBC
 Irlanda RTÉ Television Mike Murphy TBC
Radio Éireann[23] Liam Devally
 Reino Unido BBC1[24] Terry Wogan Catherine Woodfield e Pat Williams[25]
BBC Radio 1 Pete Murray
British Forces Radio[25] Richard Astbury
 França Première Chaîne ORTF[14] Pierre Tchernia Adeline Estragnat e Danièle Heymann
TBC TBC
 Israel (HaArutz HaRishon) Sem comentador TBC
TBC TBC

Países não participantes[editar | editar código-fonte]

País Canal Comentador(es)
 Áustria FS2 Ernst Grissemann
Grécia Grécia EIRT Mako Georgiadou
 Islândia RÚV Jón O. Edwald[26]
 Malta MTV Charles Saliba
 Turquia Ankara Television Bülend Özveren

Referências

  1. O'Connor, John Kennedy. The Eurovision Song Contest – The Official History. Carlton Books. ISBN 978-1-84732-521-1 April 2010
  2. "The "Grand Théâtre" of Luxembourg City offers high quality cultural events" Arquivado em 2011-07-22 no Wayback Machine., Luxembourg National Tourist Office, London. Retrieved 27 December 2010.
  3. "Grand Théâtre de Luxembourg" Arquivado em 2011-07-22 no Wayback Machine., Théâtre Info Luxembourg. (em francês) Retrieved 27 December 2010.
  4. a b KENNEDY O’CONNOR John, op.cit., p.54.
  5. https://eurovision.tv/event/luxembourg-1973#About%20the%20show
  6. https://eurovision.tv/event/luxembourg-1973#About%20the%20show
  7. https://eurovision.tv/event/luxembourg-1973#About%20the%20show
  8. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=289#About%20the%20show
  9. KENNEDY O’CONNOR John, op.cit., p.55.
  10. «Cópia arquivada». Consultado em 5 de março de 2009. Cópia arquivada em 5 de março de 2009 
  11. A ordem de votação foi efectuada através da visualização de vídeos da edição do festival, à semelhança de outras secções deste artigo
  12. «Selostajat ja taustalaulajat läpi vuosien? • Viisukuppila». Viisukuppila.fi. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  13. «Muistathan: Eurovision laulukilpailu 1973». Viisukuppila.fi. 9 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  14. a b Christian Masson. «1973 – Luxembourg». Songcontest.free.fr. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  15. "Festival da Canção, mezinha do pinga amor", Mário Castrim, Diário de Lisboa, 9 April 1973
  16. Eriksen, Espen: "Dyster skygge over Melodi Grand Prix", VG, page 14, 6 April 1973
  17. Eriksen, Espen: "Dyster skygge over Melodi Grand Prix", VG, page 14, 6 April 1973
  18. Eriksen, Espen: "Dyster skygge over Melodi Grand Prix", VG, page 14, 6 April 1973
  19. Vladimir Pinzovski.
  20. «OGAE Macedonia». OGAE Macedonia. Consultado em 10 de agosto de 2012. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2013 
  21. a b c Leif Thorsson. Melodifestivalen genom tiderna ["Melodifestivalen through time"] (2006), p. 102. Stockholm: Premium Publishing AB. ISBN 91-89136-29-2
  22. «Nederlandse televisiecommentatoren bij het Eurovisie Songfestival». Eurovision Artists (em Dutch) 
  23. «RTÉ Archives». Stills Library. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  24. «Grand Final: 1973, Eurovision Song Contest». BBC 
  25. a b Roxburgh, Gordon (2014). Songs For Europe – The United Kingdom at the Eurovision Song Contest Volume Two: The 1970's. UK: Telos Publishing. ISBN 978-1-84583-065-6 
  26. Háskólabókasafn, Landsbókasafn Íslands -. «Timarit.is». timarit.is 

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Os mapas presentes neste artigo, respeitam as fronteiras geográficas estabelecidas na altura em que o festival ocorreu.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Festival Eurovisão da Canção 1973