Miss Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Miss Maranhão
Tipo Concurso de beleza
Fundação 1955
Sede Maranhão São Luís
Coordenação Márcio Prado

Miss Maranhão é um concurso de beleza feminino realizado anualmente no Estado do Maranhão e que tem como objetivo selecionar a melhor representante maranhense na disputa de Miss Brasil, único caminho para o Miss Universo. A atual coordenação estadual se firmou em 2007 com a aquisição dos direitos pelo fotógrafo e empresário amapaense Márcio Prado, do Studio Márcio Prado. O mais perto que o Estado já chegou do título nacional foram em duas ocasiões: em 1997 com Mical Pacheco e em 2016 com Deise D'anne, ambas pararam em terceiro lugar em suas respectivas disputas.

Resumo de classificações[editar | editar código-fonte]

Posição Quantidade
Vencedora
2º. Lugar
3º. Lugar 2
4º. Lugar
5º. Lugar
Finalista
Semifinalista 5
Total 8

Vencedoras[editar | editar código-fonte]

     A candidata tornou-se Miss Brasil.
     A candidata parou entre as finalistas.
     A candidata parou entre as semifinalistas.
Ano Edição Miss Maranhão Representação Miss Brasil Ref
2019 62ª Anna Carolina Sousa Itapecuru-Mirim [1]
2018 61ª Lorena da Silva Bessani Barreirinhas [2]
2017 60ª Ana Beatriz Nazareno Mata Roma Semifinalista (Top 10) [3]
2016 59ª Deise D'anne de Sousa Santo Amaro do Maranhão 3º. Lugar [4]
2015 58ª Isadora Amorim Tobias Imperatriz Semifinalista (Top 10) [5]
2014 57ª Larissa Pires de Faria Balsas Semifinalista (Top 10) [6]
2013 56ª Ingrid Gonçalves Candidata número 14 [7]
2012 55ª Juliana Cavalcante Candidata número 13 [8]
2011 54ª Nayanne Ferres Silva Candidata número 25 [9]
2010 53ª Camila da Silva Ribeiro Candidata número 02 [10]
2009 52ª Thaís dos Santos Portela Candidata número 13 [11]
2008 51ª Roberta Ribeiro Tavares Candidata número 04 Semifinalista (Top 15) [12]
2007 50ª Maiara Rose Cunha Bentivi Indicada. Não houve concurso estadual. [13]
2006 49ª Aislanny Silva de Medeiros Indicada. Não houve concurso estadual. [14]
2005 48ª Telécia Silva Neves de Souza Faixa com o nome da candidata [15]
2004 47ª Lara Polyane Furtado Cunha São Luís [16]
2003 46ª Kátia Corrêa de Oliveira
2002 45ª Regiane Farah Borralho
2001 44ª Zoraide Campos
2000 43ª Sabrina de Freitas Teixeira
1999 42ª Amélia Cristina Araújo Ferreira
1998 41ª Adriana Limeira dos Santos
1997 40ª Mical Pinheiro Pacheco 3º. Lugar
1996 39ª Carla Diniz
1995 38ª Catiúscia Rodrigues
1994 37ª Taís Priscila Rodrigues da Silva
1993 A Miss Brasil foi indicada, portanto não houve disputa.
1992 36ª Virna Fecury Zenn Indicada. Não houve concurso estadual.
1991 O Estado não enviou candidata ao Miss Brasil 1991.
1990 Não houve disputa nacional de Miss Brasil em 1990.
1989 35ª Cíntia Itapary Albuquerque Barra do Corda
1988 34ª Alessandra Cunha Lima
1987 33ª Viviana Vitória Martins Teixeira
1986 32ª Roberta Marão Félix
1985 31ª Thatiana Soares Rodrigues Semifinalista (Top 12)
1984 30ª Edna Pereira Mazoro Grêmio Recreativo Lítero Português
1983 29ª Silvia Leão Fiquene Couto Grêmio Recreativo Lítero Português
1982 28ª Marly Bezerra de Carvalho Grêmio Recreativo Lítero Português
1981 27ª Flávia Geórgia Ericeia Pereira Clube Recreativo Jaguarema
1980 26ª Rosicleuda Carvalho Bacabal
1979 25ª Marilene Gomes Borges Açailândia
1978 24ª Nazaré Bezerra Carvalho Grêmio Recreativo Lítero Português
1977 23ª Tereza Francisca Barros Torres Caxias
1976 22ª Ana Teresa Rodrigues de Abreu Grêmio Recreativo Lítero Português
1975 21ª Themis Quintanilha Gerudes Grêmio Recreativo Lítero Português
1974 20ª Miracy de Jesus Andrade Souza Indicada. Não houve concurso estadual.
1973 19ª Ana Maria Freire de Souza Casino Maranhense
1972 18ª Fátima Eliane da Silva Clube Juçara
1971 17ª Maria do Socorro Ribeiro Pinto
  • APLUB
  • Sociedade Feminina Sírio-Libanesa
1970 16ª Mulad Alves Garrido Casino Maranhense
1969 15ª Rosa Maria Tavares da Costa Casino Maranhense
1968 14ª Vilma das Graças Castro Sales Programa de Rádio Educadora em Sociedade
1967 13ª Rosimar Silva Guimarães Grêmio Recreativo Lítero Português
1966 12ª Sandra Mara de Arruda Tavares Jornal Pequeno
1965 11ª Sônia Maria Malta Mendes Clube Bancrévea
1964 10ª Maria Tereza Boblitz Centro de Veraneio Alvorada
1963 Ester Ewerton Santos Casino Maranhense
1962 Maria Augusta Aguiar Salmen Casino Maranhense
1961 Sônia Maria de Souza Duailibe Grêmio Recreativo Lítero Português
1960 Merle Aguiar Salmen Grêmio Recreativo Lítero Português
1959 Lenita da Conceição Barros Gomes Casino Maranhense
1958 Ida do Brasil Valente UMES - União dos Estudantes Secundaristas
1957 Malvina Maria Martins de Melo e Alvim Associação Espírita Milionários
1956 Maria Alice Castelo Cordeiro Caxias
1955 Simei Ribeiro Bílio Casino Maranhense

Informações sobre as representantes[editar | editar código-fonte]

  • Simei Bílio (1955) morava no Rio de Janeiro onde cursava Educação Física. Voltou ao Maranhão para disputar o título. Foi homenageada pelos 50 anos de seu reinado no concurso Miss Maranhão 2005.
  • No Rio de Janeiro Malvina Martins (1957) tornou-se muito popular entre as outras candidatas, a revista "O Mundo Ilustrado" diz de Malvina: "moça sempre alegre e disposta a colaborar com as outras".
  • Ida Valente (1958) assumiu o título ainda durante o concurso daquele ano, visto que a vencedora (Miss Grêmio Lítero Rereativo Português, Maria Alice Serra de Castro) foi destituída por ser menor de idade, tinha 17 anos.
  • Maria Augusta Salmen (1962) é irmã da Miss Maranhão 1960 Merle Aguiar Salmen. Maria Augusta faleceu em um acidente automobilístico.
  • Conforme a revista "Manchete" nº 585 de 6 de julho de 1963 o "traje típico mais imponente (oito quilos) foi o de Miss Maranhão (Esther Ewerton), inspirado no folclore de sua terra: a festa do bumba-meu-boi".
  • Maria Tereza Boblitz (1964) foi candidata a Miss Ceará 1964, representando o América Esporte Clube. A jornalista maranhense Genú Moraes conta que não havia candidata maranhense em 1964 e que foi então convidada Maria Tereza Boblitz, que havia ficado em segundo lugar no Miss Ceará 1964. No livro "Momentos Inesquecíveis", de Stênio Azevedo e Geraldo Nobre, não consta a colocação de Tereza no Miss Ceará daquele ano. A revista "O Cruzeiro" fala o seguinte de Maria Tereza: "O seu traje típico (Boi Bumba) é peça do Museu de São Luís. Teve de devolvê-lo 48 horas após a eleição, sob pena de multa de um milhão de cruzeiros".
  • Sônia Mendes (1965) nasceu em Pernambuco e foi convidada pelo Bancrévea para concorrer por seu Clube. Deixou em segundo lugar a representante do Centro de Veraneio Alvorada, Rosimar Guimarães que dois anos depois, em 1967, ganharia o título de Miss Maranhão, desta vez representando o Grêmio Lítero Recreativo Português.
  • Sandra Mara Tavares (1966) nasceu em Fortaleza, no Ceará. Foi convidada pela colunista Flor de Lys Fialho Félix do "Jornal Pequeno" para competir no concurso.
  • Maria do Socorro Pinto (1971) foi candidata a Miss Piauí 1967, onde representou a cidade de Teresina, apesar de nascida na cidade de Luzilândia. No concurso, Maria não foi muito bem recebida pela torcida presente ao Ginásio "Costa Rodrigues" pelo fato de ser piauiense, mesmo assim acabou levando o título.
  • Fátima Eliane (1972) havia ficado em terceiro lugar um ano antes, durante o Miss Maranhão 1971 representando Imperatriz. Disputou o ano seguinte e venceu pelo Clube Juçara, também da cidade onde nasceu.
  • Miracy de Jesus (1974) foi a primeira negra a ostentar a faixa estadual. Ela não foi eleita por concurso, foi indicada no dia 24 de maio de 1974, em São Luís.
  • Edna Mazoro (1984) antes de vencer o concurso, apresentou o certame um ano antes, o de Miss Maranhão 1983.
  • Roberta Marão (1986) foi Miss Funcionária Pública do Maranhão e do Brasil 1985.
  • Alessandra Cunha (1988) é irmã da famosa Ariadne Coelho, a "Rainha das Quentinhas", [17] e faleceu de embolia pulmonar em uma cirurgia de varizes.
  • Amélia Ferreira (1999) foi a segunda negra a representar o Maranhão no Miss Brasil. Formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão e seguiu a carreira como apresentadora e repórter de TV, trabalhando em emissoras como TVE (MA) e TVN.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. REDAÇÃO, Da (9 de março de 2019). «Conheça Anna Carolina Sousa, representante do MA no Miss Brasil!». Imirante 
  2. RODRIGUES, Josivan (9 de abril de 2018). «Lorena Bessani conquista o título de Miss Maranhão 2018!». Atrativa FM 
  3. VIEIRA, Lucas (12 de maio de 2017). «Miss Maranhão fala sobre expectativa de desfilar no Miss Brasil 2017!». O Imparcial 
  4. REDAÇÃO, Da (15 de julho de 2016). «Miss Maranhão visita redação da TV Mirante e fala sobre carreira!». G1 - Portal da Globo 
  5. SANT'ANNA, Thaís (19 de novembro de 2015). «Candidata do Maranhão sobre nova Miss Brasil: "Não concordei"!». EGO - Globo 
  6. SANT'ANNA, Thaís (27 de junho de 2014). «Larissa Pires é eleita Miss Maranhão em noite de glamour e beleza em SL!» (PDF). Imirante 
  7. DE TARSO JÚNIOR, Paulo (21 de junho de 2013). «Ingrid Gonçalves é eleita Miss Maranhão 2013!». Imirante 
  8. SAMPAIO, Gustavo (13 de julho de 2012). «Juliana Cavalcante é eleita a Miss Maranhão 2012!». Imirante 
  9. DE TARSO JÚNIOR, Paulo (25 de junho de 2011). «Nayanne Ferres – Miss Maranhão 2011!». Mulher Singular 
  10. DE TARSO JÚNIOR, Paulo (11 de abril de 2010). «Camila Ribeiro é eleita a Miss Maranhão 2010!». Imirante 
  11. SIMPLÍCIO, Marcela (5 de maio de 2009). «Thaís Portela participa de eventos com outras misses!». Imirante 
  12. REDAÇÃO, Da (13 de março de 2008). «Conheça melhor a Miss Maranhão 2008, Roberta Tavares!». Rosário Notícias 
  13. REDAÇÃO, Da (9 de abril de 2008). «Miss Maranhão 2007 faz carreira como modelo!». Imirante 
  14. CIRNE; FLORES, Pedro; Rodrigo (6 de abril de 2006). «Sorte é isso aí: Lençóis Maranhenses e Aislanny Silva em um mesmo Estado!». UOL 
  15. CIRNE; FLORES, Pedro; Rodrigo (12 de abril de 2005). «Editor do UOL Tablóide não se contém e passa lição para Telécia Souza, a Miss Maranhão!». UOL 
  16. CIRNE; FLORES, Pedro; Rodrigo (10 de abril de 2004). «"Você tem cara de quem quer me pegar de alguma forma!", diz a Miss Maranhão. Muito, muito esperta!». UOL 
  17. REDAÇÃO, Da (9 de março de 2014). «Ex-'rainha das Quentinhas' agora investe no setor de coxinhas!». O Globo 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]