Miss Universo 1956

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Universo 1956
Carol Morris, Miss Universo 1956.
Data 20 de julho de 1956
Apresentadores Bob Russell
Local Long Beach Municipal Auditorium, Long Beach, Califórnia, Estados Unidos
Candidatas 30
Semifinalistas 15
Estreias Guiana Britânica, República Dominicana, Holanda, Islândia
Retiradas El Salvador, Finlândia, Honduras, Nicarágua, Noruega, Sri Lanka, Índias Ocidentais
Retornos Peru e Turquia
Vencedora Carol Morris
 Estados Unidos

Miss Universo 1956 foi a quinta edição do concurso Miss Universo, realizada em 20 de julho de 1956 no Long Beach Municipal Auditorium, em Long Beach, Califórnia, nos Estados Unidos. Candidatas de 30 países e territórios competiram pelo título. No final do evento, a Miss Universo 1955, Hillevi Rombin, da Suécia, coroou a estadunidense Carol Morris como sua sucessora.

Evento[editar | editar código-fonte]

Antes do evento, candidatas da Europa, Brasil, Cuba e Israel, foram a Nova York onde participaram de uma parada da Macy's pelas ruas da cidade, junto com Jerry Lewis e Dean Martin.[1]

Quando todas as participantes chegaram a Long Beach, a imprensa começou a chamar o concurso de uma batalha de beleza entre a Europa e a América Latina. A Miss Alemanha, Marina Orshel, loira e com 100 cm de busto, foi a mais fotografada de todo o concurso, e por isso mesmo, eleita Miss Fotogenia.[1]

Como tradição nesta época, o Miss EUA teve sua final realizada um dia antes e a Miss Iowa, Carol Morris, foi eleita, passando a fazer parte do concurso internacional no dia seguinte, representando seu país. Morris era considerada "A Garota do Sonho Americano", e sua eleição como Miss EUA foi muito comemorada por fãs e jornalistas, com o público votando e lhe dando, além disso, o prêmio especial de "Most Popular Girl' (A Garota Popular).[1]

Nadadora, estudante e filha de um ministro batista, Morris foi eleita em 20 de julho, com quatro misses européias, Alemanha, Suécia, Inglaterra e Itália, completando o Top 5. O resultado levou a um grande protesto das representantes dos países latinos, algumas delas consideradas favoritas, que acusaram o concurso de ser manipulado e ameaçaram um boicote para os anos seguintes, alegando que tinham sido discriminadas. O fato e as teorias da conspiração surgidas, passaram semanas nas manchetes da imprensa americana. A batalha anunciada entre Europa-América Latina acabou sendo uma batalha de perdedoras, com a eleição de uma miss dos EUA, a segunda na até então curta história do Miss Universo.[1]

De qualquer maneira, tendo ou não relação com os protestos, nos dois anos subsequentes Gladys Zender, do Peru e Luz Marina Zuluaga, da Colômbia, foram eleitas Miss Universo, com as brasileiras Terezinha Morango e Adalgisa Colombo chegando em segundo lugar em ambos, todas latinas e sul-americanas.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação Candidata
Miss Universo 1956
2.ª colocada
3.ª colocada
4.ª colocada
5.ª colocada
Top 15

Prêmios especiais[editar | editar código-fonte]

Miss Simpatia[editar | editar código-fonte]

Miss Fotogenia[editar | editar código-fonte]

  • Vencedora:  Alemanha — Marina Orschel.

Garota Popular[editar | editar código-fonte]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a candidata eleita Miss Universo 1956. Em itálico, as semifinalistas.[2]

  • Não competiu a finlandesa Mirva Orvokki Arvinen e a filipina Edith Noble Nakpil, que foi destituída antes da realização do concurso.

Referências

  1. a b c d «Carol Morris - Miss Universe 1956». globalbeauties.com. Consultado em 6 de julho de 2011. 
  2. «1956». pageantopolis.com. Consultado em 6 de julho de 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]