Miss Universo 1982

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Universo 1982
Data 26 de julho de 1982
Apresentadores Bob Barker
Joan Van Ark (comentarista)
Local Coliseo Amauta, Lima, Peru
Candidatas 77
Estreias Nova Caledônia
Desistências Chipre, Fiji, Gibraltar, Singapura, São Cristóvão e Nevis e Tahiti
Retornos El Salvador, Indonésia, Papua-Nova Guiné, St. Maarten e Suriname
Vencedora Karen Baldwin

Miss Universo 1982 foi a 31.ª edição do concurso, realizada no Coliseo Amauta, em Lima, Peru, em dia 26 de julho do mesmo ano. Setenta e sete candidatas competiram no evento que coroou Karen Baldwin, do Canadá, como Miss Universo 1982, a primeira vitória deste país.

Esta foi a primeira vez que o Miss Universo foi realizado na América do Sul e entre os jurados estavam o escritor peruano Mario Vargas Llosa, as atrizes Carole Bouquet e Cicely Tyson e o mágico David Copperfield.[1] Além deles, participava no júri a primeira e única Miss Universo peruana até hoje, Gladys Zender, a Miss Universo 1957 .[2]

Evento[editar | editar código-fonte]

As participantes ficaram hospedadas no Grand Hotel Bolívar, na capital peruana, um hotel de luxo completamente reformado para a ocasião. Entre as favoritas do público e da imprensa, estavam a Miss Brasil Celice Pinto Marques, a Miss África do Sul, a Grécia - Tina Roussou, envolvida em polêmicas por não ser grega de nascimento e sim alemã [2] - e a Miss Inglaterra. Acreditando nas chances da Miss Itália, Cinzia Fiordeponti, também uma das maiores favoritas pelo seu estilo e aparência modernas para o início dos anos 80, a embaixada italiana em Lima ofereceu uma recepção à todas as candidatas e à organização, na esperança de fazer a primeira Miss Universo da história, mas tal fato não ocorreu até hoje.[1]

As doze semifinalistas classificadas foram Canadá, Brasil, Guam, Alemanha, Uruguai, Grécia, Finlândia, Itália, Estads Unidos, Peru, África do Sul e Inglaterra. Uma das não-classficadas, a Miss Austrália Lou-Anne Ronchi, brilharia no Miss Mundo dois anos depois,sendo a terceira colocada, e posteriormente seria uma bond girl no cinema.[1] com uma pequena participação em 007 - Na Mira dos Assassinos, de 1985.[3]

Algumas das favoritas eliminadas do Top 5 foram as misses do Brasil, Finlândia, Inglaterra e África do Sul, esta uma eliminação muito contestada, pelas altas notas que tivera nas preliminares, recebendo misteriosamente notas muito baixas no desfile de maiô. Como o mesmo júri havia lhe dado as mais altas notas no primeiro desfile de banho, se acredita que sua soma muito baixa na final (7.225 pontos) deveu-se a um erro dos computadores. A classificação em seu lugar da baixinha Miss Guam entre as cinco finalistas provocou muitos protestos do público.[1]

Ao final, a Miss Itália - que contestou fortemente o resultado - ficou em terceiro, a pequenina Patty Kerkos de Guam, dona da melhor entrevista, em segundo, e Karen Baldwin conquistou a primeira coroa para o Canadá. Apesar de não ser uma grande favorita durante a competição, a beleza, porte e personalidades dela acabaram cativando os jurados e fizeram com que sua vitória fosse aprovada pela imprensa e público presentes.

Depois de coroar sua sucessora em 1983, Karen tornou-se apresentadora de um programa de moda e estilo na televisão canadense e hoje é produtora de filmes para o cinema. Em 1984 e 1989 ela voltou a ter uma relação direta com o Miss Universo, atuando na primeira vez como jurada e na segunda como co-apresentadora naquela edição do concurso, realizada em Cancún, no México.[1]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação Candidata País
Miss Universo 1982 Karen Baldwin  Canadá
2º lugar Patty Kerkos Guam
3º lugar Cinzia Fiordeponti  Itália
4º lugar Tina Roussou  Grécia
5º lugar Terri Utley  Estados Unidos
Semifinalistas (Top 12): Odette Scrooby
Kerstin Paeserack
Celice Marques
Sari Aspholm
Della Dolan
Maria Francesca Zaza
Silvia Abavian
África do Sul
 Alemanha
 Brasil
 Finlândia
 Inglaterra
 Peru
Uruguai
Premiações especiais
Miss Simpatia Maureen Lewis Ilhas Cayman
Miss Fotogenia Ava Burki  Bahamas
Melhor Traje Típico Maria Francesca Zaza  Peru
Miss Imprensa Patty Kerkos Guam

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a candidata eleita Miss Universo 1982. Em itálico, as semifinalistas.[4]

Fatos[editar | editar código-fonte]

  • A autoconfiante Miss Paraguai, Maris Villalba, uma estudante de engenharia, declarou à imprensa que não só seria a nova Miss Universo como algum dia seria a presidente do Paraguai. Entretanto, quando subia ao palco para ocupar seu lugar na cerimônia de abertura, escorregou, caiu, se machucou e teve que ser levada de ambulância ao hospital sendo liberada apenas no dia seguinte, não sem antes a ambulância que a transportava bater num carro de polícia a alguns quarteirões do Coliseo, machucando também a chaperone que a acompanhava.[5]
  • A chamada "Vingança Inca" atingiu várias participantes e mandou a Miss Singapura, Judicia Nonis, para o hospital com envenenamento alimentar, impedindo-a de participar da final.[5]
  • Centenas de feministas fizeram protestos contra a exploração da mulher por concursos de beleza na entrada do Grand Hotel Bolivar, onde as candidatas se hospedavam, e tiveram que ser dispersadas a jatos d'água pela polícia de Lima. [5]

Transmissão Televisiva[editar | editar código-fonte]

  • Enquanto a CBS foi a responsável pela transmissão nos EUA, a TVS de São Paulo, além de exibir pela primeira vez o concurso de Miss Brasil em 1982, também estreou em uma transmissão do Miss Universo para o Brasil.[6]

Referências

  1. a b c d e «Karen Baldwin Miss Universe 1982». globalbeauties.com. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  2. a b «A CANADIAN TRIUMPH IN PERU». criticalbeauty.com. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  3. «007 - NA MIRA DOS ASSASSINOS». portaldecinema.com.br. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  4. «1982». pageantopolis.com. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  5. a b c «1982 - Lima, Peru». School of Beauty. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  6. «Destaques». Folha de S. Paulo. 26 de julho de 1982. p. 5