Miss Universo 1995

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Data 12 de maio de 1995
Apresentadores Bob Goen, Daisy Fuentes.
Local Windhoek Country Clube Resort, Windhoek, Namíbia
Candidatas 82
Semifinalistas 10
Vencedora Chelsi Smith

Miss Universo 1995 foi a 44ª edição do concurso, realizado pela primeira vez na África, no Country Clube de Windhoek, na Namíbia. Chelsi Smith, dos Estados Unidos, foi a vencedora, derrotando outras 81 candidatas. Smith foi a primeira negra americana – e a segunda na história – a conquistar o título e a primeira norte-americana coroada como Miss Universo desde 1980.

Esta foi também a primeira vez na história do concurso em que nenhuma europeia avançou até as semifinais.[1]

Evento[editar | editar código-fonte]

O evento na Namíbia teve uma das maiores produções da história do concurso desde o palco simulando uma savana, a coreografia das candidatas antes da Parada das Nações. Um dos pontos altos do show também foi a introdução do concurso que era um menino africano procurando o seu maior tesouro que era a coroa de Miss Universo.[2] As primeiras favoritas da edição, durante as preliminares, eram as Misses Suécia, Chile, Nigéria, Ilhas Cook e República da Coreia. Nenhuma delas, nem qualquer candiata da Europa, chegou ao Top 10, que foi formado por Colômbia, EUA, Canadá, El Salvador, Porto Rico, Índia, Venezuela, Trinidad e Tobago, África do Sul e República Dominicana.[1]

O Top 3 final foi formado com Chelsi Smith, a bela e alta Miss Canadá Lana Buchberger e a exótica e a extremamente inteligente Miss Índia, Manpreet Brar. Muitos esperavam que a Índia fizesse história, conquistando o título consecutivamente, algo que a Venezuela faria 14 anos mais tarde – já que a então Miss Universo era a indiana Sushmita Sen - mas os jurados deram a vitória à Smith, deixando a canadense - que recebeu de um dos jurados uma inexplicável nota 7 na entrevista [2]- em terceiro lugar.

Dona de um corpo perfeito, que a fez liderar com folgas o desfile em trajes de banho, articulada e simpática, nascida na Califórnia, ganhando o Miss EUA pelo Texas onde vivia com os avós, Chelsi foi a primeira mestiça a ser coroada Miss Universo.[3]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação Candidata País
Miss Universo 1995 Chelsi Smith  Estados Unidos
2º lugar Manpreet Brar  Índia
3º lugar Lana Buchberger  Canadá
Semifinalistas (Top 6): Desiree Rodriguez
Arlene Peterkin
Denyse Floreano
 Porto Rico
Trinidad e Tobago
 Venezuela
Semifinalistas (Top 10): Augustine Masilela
Tatiana Castro
Eleonora Corrillo
Candida Betances
África do Sul
 Colômbia
El Salvador
República Dominicana
Premiações especiais
Miss Simpatia Toyin Enitan Nigéria
Miss Fotogenia Petra Hultgren  Suécia
Melhor Traje Típico Maria Reyes Vasquez Flag of Spain.svg Espanha
Melhor Traje de Banho Chelsi Smith  Estados Unidos
Prêmio Estilo Clairol Paola Gianotti  Peru

Jurados[editar | editar código-fonte]

Dos dez jurados desta edição, seis eram norte-americanos. Entre os poucos de outros países, entre eles estavam a atriz e cantora mexicana Lucero e a Miss Universo 1981, Irene Sáez, da Venezuela.[2]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a candidata eleita Miss Universo 1995. Em itálico, as semifinalistas.[1]

Referências

  1. a b c «1995». pageantopolis.com. Consultado em 13 de junho de 2012. 
  2. a b c «USA wins sixth crown». criticalbeauty.com. Consultado em 13 de junho de 2012. 
  3. «Chelsi Smith - Miss Universe 1995». globalbeauties.com. Consultado em 13 de junho de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]