Miss Universo 1978

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Miss Universo 1978
Margaret Gardiner, Miss Universo 1978.
Data 24 de julho de 1978
Apresentadores Bob Barker, Helen O'Connell, Margarita Moran, Corinna Tsopei
Entretenimento Robert Goulet, Violines Mágicos de Villafontana
Local Centro de Convenções de Acapulco, Acapulco, México
Emissoras CBS, Televisa
Candidatas 75
Semifinalistas 12
Estreias Lesoto, Novas Hébridas.
Retiradas Antígua e Barbuda, Ilhas Virgens Britânicas, Guiana Francesa, Guadalupe, Haiti, Indonésia, Libéria, Maurício, São Cristóvão e Nevis, Santa Lúcia, St. Maarten
Retornos Bonaire, Guatemala, Marrocos, São Vicente e Granadinas
Vencedora Margaret Gardiner
África do Sul

Miss Universo 1978 foi a 27.ª edição do concurso Miss Universo, realizada em 24 de julho de 1978 no Centro de Convenções de Acapulco, em Acapulco, no México. Candidatas de 75 países e territórios competiram pelo título. No final do evento, a Miss Universo 1977, Janelle Commissiong, de Trinidad e Tobago, coroou a sul-africana Margaret Gardiner como sua sucessora.

Realizada pela primeira vez no México, no Centro de Convenções de Acapulco, esta edição foi a primeira a contar com votos eletrônicos dos jurados através de computadores, com as notas aparecendo diretamente na tela da televisão.[1] O ator Mário Moreno, o Cantinflas, foi o mais popular nome deste corpo de jurados, que contou com a atriz Ursula Andress e a Miss Universo 1953, Christiane Martel, homenageada por Janelle Commissiong, a Miss Universo reinante, com um troféu de prata em comemoração aos 25 anos de sua coroação como Miss Universo.[1]

Evento[editar | editar código-fonte]

Iniciado com uma saudação gravada de Commissiong, sobre um espetacular pôr do sol sobre a baía de Acapulco, a transmissão foi aberta com a Parada das Nações, com as candidatas em seus trajes típicos. Após o desfile em trajes de banho, o Top 12 foi revelado, e entre elas estavam África do Sul, Estados Unidos, Chile, Suécia, Holanda, Bélgica, Espanha e Miss Irlanda.

Depois do anúncio do Top 5, África do Sul, Espanha, Estados Unidos, Colômbia e Suécia, as candidatas responderam as perguntas feitas pelo apresentador Bob Barker, e Margaret Gardiner foi então anunciada como vencedora, a primeira sul-africana – e até hoje a única – num dos mais improváveis momentos da história do concurso. Gardiner, representante de um país então oficialmente racista, foi coroada por Commissiong, de Trinidad e Tobago, eleita no ano anterior como a primeira Miss Universo negra.[2]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocação Candidata
Miss Universo 1978
2.ª colocada
3.ª colocada
4.ª colocada
5.ª colocada
Top 12

Prêmios especiais[editar | editar código-fonte]

Miss Simpatia[editar | editar código-fonte]

Miss Fotogenia[editar | editar código-fonte]

Melhor Traje Típico[editar | editar código-fonte]

  • Vencedora:  Índia — Alamjeet Kaur.

Miss Imprensa[editar | editar código-fonte]

  • Vendedora:  Aruba — Margarita Tromp.

Jurados[editar | editar código-fonte]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a candidata eleita Miss Universo 1978. Em itálico, as semifinalistas.[4]

Referências

  1. a b «SOUTH AFRICA IS CROWNED». criticalbeauty.com. Consultado em 20 de julho de 2011 
  2. «Judges name Capetown Woman Country's New Miss Universe». The Palm Beach Post. Consultado em 19 de julho de 2011 
  3. «Once More... Who's the Fairest». Los Angeles Times. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  4. «1978». pageantopolis.com. Consultado em 20 de julho de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]