Registo da Memória do Mundo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Programa Memória do Mundo)
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


O Registo da Memória do Mundo é um projeto da UNESCO iniciado em 1992 com o objetivo de identificar e preservar documentos e arquivos de grande valor histórico.

Em 2017, a Memória do Mundo conta com 427 documentos, de todos os continentes, tendo já salvaguardado vários materiais de pedra, celuloide, pergaminho e gravações sonoras.[1]

Entre os documentos preservados com apoio do programa encontram-se a Bíblia de Gutenberg e a partitura original da 9ª sinfonia de Beethoven, ambos em arquivos alemães. O primeiro documento em língua portuguesa que foi incluído no Registo da Memória do Mundo foi a Carta de Pêro Vaz de Caminha.[2]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Património Documental de Portugal inscrito pela UNESCO no Registo da Memória do Mundo (em 2017 são 10 documentos):[3]

  • Carta de Pêro Vaz de Caminha2005
  • Tratado de Tordesilhas2007 (em conjunto com Espanha)
  • Corpo Cronológico (Colecção de Manuscritos das Descobertas Portuguesas) – 2007
  • Documentação do 1ª Voo no Atlântico Sul em 1922 – 2011
  • Arquivos dos Dembos – 2011 (em conjunto com Angola)
  • Diário da 1ª Viagem de Vasco da Gama à Índia – 2013
  • Manuscritos de Comentário ao Apocalipse (Beato de Liébana) na Tradição Ibérica – 2015 (em conjunto com Espanha), com os Documentos Portugueses:
  • Codex Calixtinus - 2017 (em conjunto com Espanha)
  • Registos oficiais de Macau durante a dinastia Qing (1693-1886) - 2017 (em conjunto com a China)
  • livros de vistos concedidos pelo cônsul português em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes (1939-1940) - 2017

Brasil[editar | editar código-fonte]

Património Documental do Brasil inscrito pela UNESCO no Registo Internacional do Programa Memória do Mundo:[4]

  • Coleção Imperial: Fotografia no Século XIX – 2003
  • Registro de Informações no Regime Militar no Brasil (1964-1985) – 2011
  • Arquivos da Companhia das Índias Ocidentais – 2011 (em conjunto com a Holanda, Gana, Guiana, Antilhas Holandesas, Suriname, Reino Unido e Estados Unidos)
  • Documentação das Viagens do Imperador D. Pedro II no Brasil e no estrangeiro – 2013
  • Arquivo de Arquitetura de Oscar Niemeyer – 2013
  • Registo Iconográfico e Cartográfico da Guerra do Tripla Aliança – 2015 (em conjunto com o Uruguai)
  • Fundo Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul (CLAMOR), proposto pelo Centro de Documentação e Informação Científica Prof. Casemiro dos Reis Filho - CEDIC/PUC-SP em conjunto com o Archivo General de la Nación de Uruguay. 2015

Timor-Leste[editar | editar código-fonte]

Património Documental de Timor-Leste inscrito pela UNESCO no Registo da Memória do Mundo:[5]

  • Colecção de Max Stahl de documentos audiovisuais sobre o nascimento da Nação de Timor-Leste – 2013

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]