Ceará-Mirim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ceará-Mirim
"Cidade dos verdes canaviais"
Bandeira de Ceará-Mirim
Brasão de Ceará-Mirim
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de Julho (155 anos)
Fundação 6 de junho de 1755
Gentílico cearamirinense
Prefeito(a) Antônio Peixoto (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ceará-Mirim
Localização de Ceará-Mirim no Rio Grande do Norte
Ceará-Mirim está localizado em: Brasil
Ceará-Mirim
Localização de Ceará-Mirim no Brasil
05° 38' 02" S 35° 25' 33" O05° 38' 02" S 35° 25' 33" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Leste Potiguar IBGE/2008 [1]
Microrregião Macaíba IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Natal
Municípios limítrofes Maxaranguape, São Gonçalo do Amarante, Ielmo Marinho, Taipu
Distância até a capital 28 km[2]
Características geográficas
Área 739,686 km² [3]
População 72,374 hab. (RN: 6º) –  IBGE/2012[4]
Densidade 0,1 hab./km²
Clima Tropical Atlântico
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,684 médio PNUD/2013[5]
PIB R$ 433 103,000 mil IBGE/2013[6]
PIB per capita R$ 6 315,30 IBGE/2008[6]
Página oficial

Ceará-Mirim é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Norte, localizado na Grande Natal, na microrregião de Macaíba, na mesorregião do Leste Potiguar e no Polo Costa das Dunas. De acordo com o censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano 2014, sua população é de 72.374 habitantes. Área territorial de 740 km². Localizado a 28 km da capital do estado, Natal.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A etimologia da cidade de Ceará-Mirim permanece uma incógnita. Em seu livro "Nomes da Terra: História, Geografia e Toponímia do Rio Grande do Norte", o historiador Câmara Cascudo nos dá algumas alternativas propostas por outros historiadores, todas remontando à língua tupi[7] . José de Alencar sugere que o nome Ceará tenha origem na expressão tupi cê-ará, fala ou canta o papagaio. Teodoro Sampaio nos dá ceará ou cemo-ará, sai papagaio ou papagaio de saída, ou ainda papagaio da fonte ou do rio. Temos ainda as versões de Paulino Nogueira e João Brigido que sugerem, respectivamente, çoô-ará, verdadeiro tempo de caça e ciri-ará, caranguejo branco.

História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente povoada por índios Potiguares às margens do Ryo Seara[8] , posteriormente rio Ceará-Mirim. Os Potiguares fizeram seus primeiros contatos com o mundo ocidental através do comércio de pau-brasil com franceses e espanhóis. Posteriormente, com a consolidação da colonização do Brasil, foi ocupada pelos portugueses.

Desde sempre a varze do Ryo Seara (posteriormente Rio Ceará-Mirim) foi ocupada, pois eram terras proveitosas para o cultivo, e lá se instalaram lavouras e pequenas criações de gado. Por todo o século XVIII houve inúmeras sesmarias, dividindo completamente a região com maior ou menor utilidade para a agricultura, notadamente de proprietários de Extremoz[9] . Os primeiros engenhos de Ceará-Mirim surgiram posteriormente ao ano de 1840, mas em 1858, quando ocorreu a transferência da sede, havia notável desenvolvimento industrial e pecuário.

Na relação do Ouvidor Domingos Monteiro da Rocha[10] , em junho de 1757, já se inclui a Povoação do Ceará-Mirim, onde diz-se "com bastantes moradores". A primeira escola surgiu apenas em 1858, instalada em Bôca da Mata, município de Extremoz. A primeira reunião em Câmara Municipal ocorreu em 14 de outubro de 1858, na Vila do Ceará-Mirim[11]

A organização inicial da comunidade é atribuída ao líder Felipe Camarão, combatente na expulsão dos holandeses do Nordeste. No início do século XVII, suas terras são concedidas a vários donatários, dentre eles a Companhia de Jesus.

Os jesuitas fundam um convento na localidade conhecida como Guajiru, dando início à construção das primeiras edificações públicas.

O município foi criado em 1767.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Santa Águeda
Paraíba
Bela Vista
Verdes Canaviais
Luiz Varella (COHAB)
Planalto
Conjunto Camurupim
Vale do Amanhecer
Novos Tempos
São Geraldo
Cinco Bocas
Barro Vermelho
Passa e Fica
Nova Descoberta
Nova Conquista
Residencial Otávio Praxedes
Novo Horizonte
Loteamento São José
Loteamento Guararapes
Maninho Barretto
Centro
Nova Ceará-Mirim
João de Barro

Geografia[editar | editar código-fonte]

Recordes climáticos[editar | editar código-fonte]

Maiores acumulados de chuva em 24 horas
registrados em Ceará-Mirim por meses
Mês Acumulado Data Mês Acumulado Data
Janeiro 104 mm 23/01/2004 Julho 204 mm 30/07/1998
Fevereiro 136,9 mm 15/02/1982 Agosto 128,7 mm 08/08/2008
Março 111,4 mm 14/03/2014 Setembro 76,2 mm 02/09/1974
Abril 105,7 mm 03/04/1997 Outubro 99,1 mm 22/10/1971
Maio 141,8 mm 18/05/2013 Novembro 89,9 mm 09/11/1971
Junho 146,3 mm 15/06/2014 Dezembro 30,8 mm 30/12/1978
Fonte: Rede de dados do INMET. Período: 1971-1980, 1982-1984 e a partir de 1993.[12] [13]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1971 a 1980, 1982 a 1984 e a partir de 1993, a menor temperatura registrada em Ceará-Mirim foi de 10,6 ºC nos dias 23 de agosto de 1977 e 14 de setembro de 1976,[14] e a maior atingiu 35,4 ºC em 1º de março de 2005.[15] O maior acumulado de chuva em 24 horas foi de 204 milímetros (mm) em 30 de julho de 1998. Outros grandes acumulados foram 153,8 mm em 2 de junho de 2008, 146,3 mm em 16 de junho de 2014, 146,2 mm em 17 de junho de 2007, 141,8 mm em 18 de maio de 2013, 136,9 mm em 15 de fevereiro de 1982, 128,7 mm em 8 de agosto de 2008, 120,1 mm em 18 de junho de 2004, 116 mm em 28 de maio de 1976, 114,4 mm em 14 de julho de 2004, 111,4 mm em 14 de março de 2014, 108,9 mm em 29 de junho de 1994, 107,3 mm em 7 de julho de 1994, 106,2 mm em 28 de março de 1984, 105,7 mm em 3 de abril de 1997, 104 mm em 23 de janeiro de 1994, 103,5 mm em 2 de agosto de 1971, 103 mm em 14 de junho de 2000, 102,6 mm em 20 de julho de 1998, 101,6 mm em 28 de abril de 2001 e 100,8 mm em 26 de agosto de 2009.[12] [13] O menor índice de umidade do ar foi de 25 %, em 17 de janeiro de 2003.[16]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Ceará-Mirim Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 34,6 35 35,4 34,6 34,2 34 32,7 32,6 32,3 32,8 33,1 34,8 35,4
Temperatura máxima média (°C) 31,4 31,3 31 30,6 29,7 28,8 28,3 29,1 29,5 30,4 31 31,3 30,2
Temperatura média (°C) 26,4 27,3 26,4 26,8 26,3 26,2 26 26,7 27,3 27,9 28 27,9 27,1
Temperatura mínima média (°C) 22,1 22,3 22,6 22,6 22 21,4 20,7 20,5 20,6 21,1 21,5 22 21,6
Temperatura mínima registrada (°C) 19 18,8 19,8 19,7 18,6 18,2 16,3 10,6 10,6 17,7 18,6 18 10,6
Chuva (mm) 57,8 128,1 208,7 200,3 192,2 175,8 166,6 69,2 59,4 31,4 25,2 29,6 1 343,8
Dias com chuva (≥ 1 mm) 7 10 15 14 15 14 15 9 7 6 4 4 120
Umidade relativa (%) 77 78 81 83 84 84 84 80 77 75 74 75 79,3
Horas de sol 254,7 205,6 198,9 190,2 193,8 189,1 192,8 235,6 248,2 269,3 279,9 262,9 2 721
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (normal climatológica de 1961-1990;[17] [18] [19] [20] [21] [22] [23] recordes de temperatura: 1971 a 1980, 1982 a 1984 e a partir de 1993).[14] [15]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. FEMURN. Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN. Visitado em 27 de dezembro de 2010.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  4. ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012 (PDF) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (30 de agosto de 2011). Visitado em 31 de agosto de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2013). Visitado em 04 de setembro de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  7. Nomes da Terra: História, Geografia e Toponímia do Rio Grande do Norte, Câmara Cascudo, pág. 82
  8. Nomes da Terra: História, Geografia e Toponímia do Rio Grande do Norte, Câmara Cascudo, pág. 172
  9. Nomes da Terra: História, Geografia e Toponímia do Rio Grande do Norte, Câmara Cascudo, pág. 171
  10. Documentos manuscritos avulsos da Capitania de Pernambuco
  11. Nomes da Terra: História, Geografia e Toponímia do Rio Grande do Norte, Câmara Cascudo, pág. 172
  12. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Ceará-Mirim Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 22 de agosto de 2014.
  13. a b Gilmar Bristot: “Julho é um mês tipicamente chuvoso no litoral” Tribuna do Norte (10 de junho de 2008). Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 13 de junho de 2014.
  14. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Ceará-Mirim Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 22 de agosto de 2014.
  15. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) - Ceará-Mirim Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 22 de agosto de 2014.
  16. BDMEP - Série Histórica - Dados Horários - Umidade Relativa (%) - Ceará-Mirim Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 22 de agosto de 2014.
  17. Temperatura Média Compensada (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  18. Temperatura Máxima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  19. Temperatura Mínima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  20. Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  21. Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  22. Insolação Total (horas) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  23. Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%) Instituto Nacional de Meteorologia. Visitado em 13 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.