Magnetostática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Magnetostática é o estudo de campos magnéticos estáticos. Em eletrostática as cargas estão estáticas enquanto que aqui dizemos que as correntes estão estáticas. Podemos ainda tratar como magnetostática situações em que as correntes não são estacionárias porém não se movem tão rapidamente então a magnetostática passa a ser uma boa aproximação.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Magnetostática como um caso especial das equações de Maxwell[editar | editar código-fonte]

Partindo das equações de Maxwell, as simplificações a seguir podem ser feitas:

  • ignorar qualquer carga estática
  • ignorar campo elétrico
  • considerar o campo magnético constante no tempo
Nome Forma diferencial Forma integral
presume-se \vec{D} = 0 \vec{D} = 0
"Lei de Gauss" do magnetismo: \vec{\nabla} \cdot \vec{B} = 0 \oint_A \vec{B} \cdot \mathrm{d}\vec{A} = 0
presume-se \vec{E} = 0 \vec{E} = 0
Lei de Ampère: \vec{\nabla} \times \vec{H} = \vec{J} \oint_S \vec{H} \cdot \mathrm{d}\vec{l} = I_{\mathrm{enc}}

A qualidade da aproximação pode ser dada através da comparação das equações acima com a forma completa das Equações de Maxwell e considerando a participação dos termos que acabaram sendo removidos. Em particular a comparação do termo \vec{J} com o termo \frac{\partial \vec{D}} {\partial t}, se o termo \vec{J} é consideravelmente grande então o termo menor pode ser ignorado sem grande prejuízo na precisão.


Portal A Wikipédia possui o portal:


Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.