Severo Ochoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Severo Ochoa Medalha Nobel
Bioquímica
Nacionalidade Espanha Espanhol (1905–1993), Estados Unidos Estadunidense (1956–1993)
Nascimento 24 de setembro de 1905
Local Luarca
Morte 1 de novembro de 1993 (88 anos)
Local Madrid
Atividade
Campo(s) Bioquímica
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1959), Medalha de Ouro Paul Karrer (1963)

Severo Ochoa (Luarca, 24 de setembro de 1905Madrid, 1 de novembro de 1993) foi um bioquímico espanhol naturalizado estadunidense (1956).

Foi pioneiro na síntese do ácido nucleico (1955).

Com formação inicial na Universidade de Madrid, também estudou e defendeu trabalhos em Glasgow, Berlim e Heidelberg. Ensinou nas universidades de Madrid, Heidelberg e Oxford. Instalou-se nos Estados Unidos (1940), onde iniciou trabalhando numa faculdade do College of Medicine da New York University (1942) e passou a chefiar o departamento de bioquímica (1954).

Sintetizou pioneiramente o ácido nucleico, que são cadeias extremamente grandes que compõem moléculas complexas que existem em todas as células vivas e controlam sua hereditariedade.

Recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1959, por suas pesquisas com o RNA, em conjunto com o bioquímico estadunidense Arthur Kornberg, da Universidade de Stanford, este pelas pesquisas com o DNA.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
George Beadle, Edward Tatum e Joshua Lederberg
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1959
com Arthur Kornberg
Sucedido por
Frank Burnet e Peter Brian Medawar


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.