Apelo à emoção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Apelo à emoção ou argumentum ad passiones é a falácia lógica que ocorre quando se usa a manipulação dos sentimentos do receptor como forma de convencê-lo da validade de um argumento. É um tipo de apelo à crítica, que se usa de argumentos que não abordam a questão sendo discutida.

Uso do apelo à emoção[editar | editar código-fonte]

Apelar para a emoção pode incluir, além da própria falácia de apelo à emoção, outras, entre elas:

O apelo à emoção pode ser feito de modos muito distintos, provocando a seu receptor uma sensação boa, como de alegria e excitação, ou ruim, como medo e culpa. No apelo à emoção, desconsidera-se a validade dos argumentos, levando em conta apenas os que lhe parecem agradáveis, sendo considerada um modo irracional de se jugar algo. Essa falácia é comumente usada em propagandas, com o apelo à emoção visual, como fotos de lugares bonitos, pessoas felizes ou outra que cause uma sensação positiva às pessoas.

Estrutura lógica[editar | editar código-fonte]

O apelo à emoção não tem apenas uma estrutura para acontecer, podendo ser estimulado pela visão ou audição. Pode-se dizer, que o apelo à emoção, apresenta seus argumentos com uma dose de emoção que dificulta no julgamento de uma pessoa.

Fala-se que X é Y
Mostra-se apenas exemplos de que X é Y
Esse também pode ser o apelo à ignorância, porque não se conhece uma situação em que X não é Y.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Um vídeo fala sobre o aborto e argumenta contra ele. Ao mesmo tempo, mostra imagens de bebês vivos e de como é feito um aborto.
Apela-se à emoção de duas formas, uma por mostrar imagens que dão ao receptor uma emoção boa, de bebês vivos, e por mostrar como é feita a operação do aborto, com imagens que causam repulsão.
Há também um erro nesse vídeo e, sendo assim, um apelo à ignorância, visto que nem todo o aborto é feito em fetos já desenvolvidos ou crianças nascidas. Ao mostrar imagens de uma operação de aborto, apela-se à culpa e à misericórdia, visto que as imagens parecem causar dor ao feto, quando, sabe-se que, em uma operação legalizada, não há sofrimento para o feto. Qualquer operação também pode causar aversão a quem a assiste, sendo de aborto ou de outro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.