Parada Eldorado (RFFSA)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estação Eldorado (RFFSA))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eldorado/Eletrocloro
Uso antigo Bahn aus Zusatzzeichen 1024-15.svg Parada de trens metropolitanos
Proprietário RFFSA
Administração EFSJ (1950–1975)
RFFSA (1975–1981)
Linhas Estrada de Ferro Santos-Jundiaí
(1950–1975)

Estrada de Ferro Santos-Jundiaí
(RFFSA, 1975–1981)

Código SP-0136
Posição Superfície
Níveis 1
Plataformas Laterais (2)
Vias Duas
Altitude 753 metros acima do nível do mar
Movimento diário c. 100 (1980) [1]
Serviços Banheiro Venda de Bilhetes Centro de Informações
Site Solvay (Eletrocloro)
Informações históricas
Nome antigo Eletrocloro
Inauguração 02 de outubro de 1950 (69 anos)
Fechamento 15 de setembro de 1981 (38 anos)
Projeto arquitetônico São Paulo Railway Company
Localização
Localização Gnome-globe.png Estação Eldorado/Eletrocloro
Endereço Av. Um, s/n - Jardim Silvia - Paranapiacaba
CEP SP, 09154-900
Município BandeiraSantoAndre.svg Santo André
País  Brasil
Próxima estação
Sentido Jundiaí Sentido Valongo
Rio Grande da Serra Campo Grande
Eldorado

A Parada Eldorado, posteriormente conhecida como Eletrocloro e ou Elclor, foi uma parada pertencente a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Ela foi construída em 1950 pela empresa ferroviária para atender aos funcionários da fabrica de produtos químicos Elclor (abreviação de Eletrocloro), atualmente Unipar Indupa, aberta em 16 de julho de 1948 e que está localizada ao lado da parada.[2]

A parada ficava localizada na altura do Km 38 da EFSJ, no município de Santo André.

No dia 8 de setembro de 1966, a parada passou a ser chamada oficialmente de Eletrocloro. Por ter uma baixa utilização, nunca foi elevada à categoria de estação, não aparecendo em mapas.[3] Em 1978, a empresa Eletrocloro foi multada pela CETESB após ser flagrada despejando ácido no Rio Grande, sendo o terceiro incidente do tipo no ano.[4] O risco de acidentes e vazamentos da planta industrial fez com que a parada fosse desativada pela RFFSA à pedido da Eletrocloro em 15 de setembro de 1981. Apesar de alguns protestos da população local, a parada nunca foi reaberta, tendo sido demolida em meados de 1982 [5] [6] [7] [8]

Referências

  1. RFFSA (3 de julho de 1980). «Quadro 6 - Passageiros embarcados na Rede Ferroviária Federal» (PDF). CET- Boletim Técnico 26 - Operação Especial - Visita do Papa João Paulo II, página 35. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  2. Eletro-Cloro S/A (25 de julho de 1948). «Informe publicitário». Folha da Manhã, Ano XXIV, edição, 7458, página 6. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  3. «Mapa Estrada de Ferro Santos - Jundiaí». Centro Oeste. 1954. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  4. «Cetesb multa empresa que lançou ácido no rio Grande». Folha de S. Paulo ,ano 57 edição 17984, página 13. 29 de junho de 1978. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  5. «Estação de trem é fechada e prejudica 2 mil». Folha de S. Paulo, Ano 61, edição 19159, página 10. 16 de setembro de 1981. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  6. Estações Ferroviárias do Brasil (30 de agosto de 2017). «Estação Eldorado/Eletrocloro de 1990». Ralph Mennucci Giesbrecht. Consultado em 7 de maio de 2018 
  7. TGVBR - Ferrovias Brasil (19 de setembro de 2010). «Estação Eletrocloro - TGVBR». Rodrigo Lopes. Consultado em 7 de maio de 2018 
  8. Mundo Urbex, Lugares Abandonados (13 de maio de 2017). «O antigo paiol de pólvora». Mundo Urbex, Servidor Centrípeta. Consultado em 7 de maio de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Rio Grande
Linha-tronco
Estrada de Ferro Santos-Jundiaí da SPR
Eldorado
Km 37,915
Sucedido por
Campo Grande
Linha-tronco


Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.