Estação Faria Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ViaQuatro Logo Mono.png Faria Lima
Uso atual Estação de Metrô Estação de metrô
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Concessionária Grupo CCR - Logo.svg Grupo CCR S.A.
Administração ViaQuatro logo.png ViaQuatro
Linhas 4yellow.png Amarela
Sigla FAL
Movimento em 2016 44,1 mil passageiros
Serviços Escada rolante Elevador Acesso à deficiente físico
Informações históricas
Inauguração 25 de maio de 2010 (9 anos)
Projeto arquitetônico Escritório Tetra Projetos (Marc Duwe, Arno Hadlich e Eduardo Velo) e Figueiredo Ferraz - Consultoria e Engenharia de Projeto S.A. [1][2][3]
Endereço Avenida Brigadeiro Faria Lima, 950, Pinheiros
Próxima estação
Sentido Luz 4yellow.png Sentido
São Paulo–Morumbi
Fradique Coutinho Pinheiros
Faria Lima

A Estação Faria Lima é uma estação da Linha 4–Amarela do Metrô de São Paulo operada pela ViaQuatro. Está localizada na Avenida Brigadeiro Faria Lima, entre as ruas Teodoro Sampaio e Cardeal Arcoverde, no distrito de Pinheiros. Teve as obras civis concluídas em fevereiro de 2010. A previsão para a operação comercial era de março de 2010[4], mas acabou adiada para o dia 25 de maio, data que marcou o início da operação na linha, entre as estações Paulista e Faria Lima.[5] O atraso foi causado pelos testes dos trens.[5]. A estação também deverá receber a futura Linha 20–Rosa (Lapa–Afonsina) [6][7]

Características[editar | editar código-fonte]

Estação enterrada com plataformas laterais e estruturas em concreto aparente. Possui acesso para pessoas com deficiência e integração com terminal de ônibus urbano. Sua capacidade é de 30 mil passageiros por hora no horário de pico.

A estação conta com dez agentes de atendimento e manutenção do consórcio ViaQuatro e dez de atendimento e segurança, e na fase inicial conta com ambulâncias de prontidão.[8]

Terminal Largo da Batata[editar | editar código-fonte]

Atrasada em relação ao prazo original de conclusão, a reforma do Largo da Batata, em Pinheiros, na zona oeste da capital, deve acabar só em 2013. É essa a nova meta estabelecida pela gestão Gilberto Kassab (PSD) para o término da requalificação urbana, que inclui a construção de uma esplanada e de um terminal de ônibus.[9]

Arredores[editar | editar código-fonte]

Tabelas[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Estações Principais destinos Duração das viagens (min) Intervalo entre trens (min) Funcionamento
4
Amarela
LuzSão Paulo–Morumbi 10 Morumbi, Butantã, Pinheiros, Consolação, Higienópolis, República, Bom Retiro 10 2 De domingo a sexta-feira, das 4h40 à meia-noite. Aos sábados, das 4h40 até a 1 hora de domingo.
Sigla Estação Inauguração Capacidade Integração Plataformas Posição Notas
FAL Faria Lima 25 de maio de 2010 30 mil passageiros hora/pico Bilhete único da SPTrans Laterais Subterrânea Estação com estrutura de concreto aparente.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Estação Faria Lima». Tetra Projetos- recuperado pelo Internet Archive. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  2. «Estação Faria Lima». Galeria da Arquitetura. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  3. Revista Arquitetura & Aço - Edição 24 (dezembro de 2010). «Aço inox para as modernas estações paulistanas». Portal Metálica. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  4. «A primeira viagem». Folha de S. Paulo. São Paulo. 25 de janeiro de 2010. pp. caderno São Paulo 456, pág. 12 
  5. a b «Estações Paulista/Faria Lima abrem na 3.ª». Folha de S. Paulo (29 635). São Paulo. 23 de maio de 2010. pp. C7 
  6. Rodrigo Brancatelli e Rodrigo Burgarelli; Rodrigo Brancatelli e Rodrigo Burgarelli (14 de setembro de 2011). «Prefeitura quer usar R$1 bi do boom imobiliário em metrô nos Jardins». O Estado de S. Paulo. Consultado em 2 de março de 2015 
  7. Márcio Pinho; Márcio Pinho (19 de julho de 2012). «Metrô abre licitação para projeto de linha que ligará Moema à Lapa». G1-SP. Consultado em 2 de março de 2015 
  8. «Passageiros terão mais canais de reclamação». Jornal da Tarde (14 519). São Paulo: S.A. O Estado de S. Paulo. 25 de maio de 2010. pp. 3A. ISSN 1516-294X. Consultado em 25 de maio de 2010 
  9. «Reforma no Largo da Batata acaba só em 2013». O Estado de S. Paulo. São Paulo: S.A. O Estado de S. Paulo. 3 de dezembro de 2011. Consultado em 27 de dezembro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Fradique Coutinho
1 557 metros
Linha 4–Amarela do Metrô/ViaQuatro
Faria Lima
Sucedido por
Pinheiros
866 metros
Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.