Estação Conceição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Metrô-SP icon.svg Conceição
Composição chegando na estação, na plataforma sentido Tucuruvi.
Uso atual Estação de Metrô Estação de Metrô
Administração Metrô-SP icon.svg Metrô de São Paulo
Linhas 1blue.png Azul
Código CON
Movimento em 20.000
Serviços Táxi Terminal rodoviário Elevador
Informações históricas
Inauguração 14 de setembro de 1974 (44 anos)
Endereço Avenida Engº. Armando de Arruda Pereira, 919 - Jabaquara
Próxima estação
Sentido Tucuruvi 1blue.png Sentido Jabaquara
São Judas Jabaquara
Conceição

Conceição é uma estação da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo. Foi uma das sete primeiras estações inauguradas na primeira Linha de Metrô da cidade, em 14 de setembro de 1974. Ela recebe este nome devido à antiga Estrada da Conceição que passava pelo local onde a atual estação foi construída. Está situada na Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 919.

História[editar | editar código-fonte]

Situada no bairro de Vila Guarani, no distrito do Jabaquara, a estação foi responsável por um rápido crescimento urbano e valorização imobiliária ao seu redor. Em menos de dez anos após sua inauguração, as residências em suas imediações tiveram uma valorização de mais de 12.000%. Nos últimos 15 anos, duas grandes empresas instalaram-se nos dois acessos da estação que são separados pela Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira. Em 1985, o Itaú inaugurou sua sede, conhecida como Centro Empresarial Itaú Conceição. Sete anos depois, na outra saída da estação foi inaugurado o Centro Empresarial do Aço que é a maior estrutura metálica da América Latina, e possui escritórios de diversas empresas renomadas do setor.

Características[editar | editar código-fonte]

A estação Conceição é subterrânea e fica entre as estações Jabaquara (ao sul) e São Judas (ao norte).

Possui 6.840 e capacidade para suportar até 20.000 passageiros no horário de pico. No ano de 2006, em média 31.000 passageiros entraram na estação em dias úteis. É uma estação subterrânea, com mezanino de distribuição e plataformas laterais com estrutura em concreto aparente.

A estação possui acessos nos dois lados em que é cortada pela Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira. Um deles no lado em que a avenida cruza com a Rua Guatapará e com a Avenida do Café, ou o lado em que está o Centro Empresarial do Aço, e outras duas no lado em que é cruzada pela Avenida General Valdomiro de Lima, ou o lado onde se encontra a sede do banco Itaú.

Na estação existem também dois painéis trípticos feitos pelo artista David de Almeida, chamados As Vias do Céu e As Vias da Água. Inaugurados em 1994, os painéis são feitos de bloco de vidraço de Moleanos, ácido e tinta automotiva, com as dimensões de 5,60 metros de largura por 12,30 metros de altura.

Demanda[editar | editar código-fonte]

Segundo dados de 2018, Conceição possui uma demanda média de 42 mil passageiros por dia. A estação faz integração com um terminal de ônibus e o itaú.

Arredores[editar | editar código-fonte]

Além dos dois Centros Empresariais acima citados, a estação Conceição possui dois pequenos terminais de ônibus, um em cada lado da avenida que a divide. Um de seus acessos fica junto ao Parque Lina e Paulo Raia, pequena área verde onde se encontram a Escola Municipal de Iniciação Artística e a Coleção de Filmes do Cinema Brasileiro. Em um raio de cerca de 500 metros, encontra-se também três escolas públicas, uma unidade do SENAC (UNIDADE JABAQUARA), 2 igrejas e um distrito policial.

Tabela[editar | editar código-fonte]

Sigla Estação Inauguração Capacidade Integração Plataformas Posição Notas
CON Conceição 14 de setembro de 1974 20 mil passageiros hora/pico Bilhete Único da SPTrans Laterais Subterrânea Estação com estrutura de concreto aparente
Precedido por
São Judas
Distância: 1.096 metros
Linha 1 - Azul do Metrô de São Paulo
Conceição
Sucedido por
Jabaquara
Distância: 1.183 metros

Acidentes Uma mulher foi empurrada na tarde do dia 09/01/18 para o trilho do Metrô na estação Conceição, da Linha 1-Azul, no momento em que o trem chegava. A queda da vítima foi registrada por câmera do circuito interno do Metrô . A mulher machucou o braço e foi encaminhada para o pronto-socorro do Jabaquara, sem risco de vida, segundo informou o Metrô.De acordo com a assessoria de imprensa do Metrô, o caso foi registrado na Delpom (Delegacia Polícia Metropolitano), na estação Palmeiras-Barra Funda. A assessoria informou que o homem que empurrou a vítima sofre de problemas mentais e teria empurrado a primeira pessoa que viu na plataforma.Por conta do acidente, os trens do Metrô circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas plataformas entre 14h43 e 15h11 desta terça-feira.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.