Estação Santuário Nossa Senhora de Fátima-Sumaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a estação do VLT de Sobral, veja Estação Sumaré.
Metrô-SP icon.svg Santuário Nossa Senhora de Fátima–Sumaré
Plataformas da Estação.
Uso atual Estação de Metrô Estação de metrô
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Administração Metrô-SP icon.svg Metrô de São Paulo
Linha 2green.png Verde
Sigla SUM
Posição Subterrânea
Plataformas Laterais
Serviços Acesso à deficiente físico Terminal rodoviário Escada rolante Restaurante Estação de Trem Urbano
Informações históricas
Nome antigo Sumaré
Inauguração 21 de novembro de 1998 (21 anos)
Projeto arquitetônico Wilson Bracetti [1][2]
Endereço Av. Dr. Arnaldo, 1470, Perdizes
Próxima estação
Sentido Vila Madalena 2green.png Sentido Vila Prudente
Vila Madalena Clínicas
S. Nossa Sra. de
Fátima–Sumaré

A Estação Santuário Nossa Senhora de Fátima–Sumaré é uma das estações da Linha 2–Verde do Metrô de São Paulo. Foi inaugurada em 21 de novembro de 1998 e está localizada na Av. Dr. Arnaldo, 1470[3], no bairro do Sumaré, distrito de Perdizes.

Características[editar | editar código-fonte]

Estação composta por mezanino de distribuição e plataformas laterais, situada sob o viaduto da Avenida Doutor Arnaldo sobre o vale da Avenida Paulo VI, com estruturas em concreto aparente. Possui acesso para pessoas portadoras de deficiência através de rampa e capacidade de vinte mil passageiros por hora nos horários de pico.[3] Sua área construída é de 5 330 metros quadrados.[3]

Alteração de nome[editar | editar código-fonte]

Em 2005, a estação foi rebatizada como Santuário Nossa Senhora de Fátima–Sumaré, devido à proximidade com a igreja homônima.[carece de fontes?].

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Obras de arte[editar | editar código-fonte]

  • "Estação Sumaré" (painel), Alex Flemming, impressão sobre vidro em processo industrial (1998), vidro, alumínio e tinta vinílica (44 painéis de 1,75 m x 1,25 m x 0,01 m), instalada na plataforma de estação.[4]
  • "Sem Título" (escultura), Luiz Carlos Martinho da Silva (Caíto), aço corten, calandradas e soldadas (1995), chapas de aço cortenho (2,00 m x 1,60 m x 0,80 m), instalada no acesso à estação pela Rua Oscar Freire.[4]

Tabelas[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Estações Principais destinos Duração das viagens (min) Intervalo entre trens (min) Funcionamento
2
Verde
Vila MadalenaVila Prudente 14 Vila Madalena, Clínicas, Bela Vista, Paraíso, Vila Mariana, Cursino, Ipiranga, Vila Prudente 28 3 Diariamente, das 4h40 à 0h24; Sábados até a 1 hora de domingo
Sigla Estação Inauguração Capacidade Integração Plataformas Posição Notas
SUM Santuário Nossa Senhora de Fátima - Sumaré 21 de novembro de 1998 20 mil passageiros hora/pico Bilhete Único da SPTrans Laterais Elevada e situada sobre um vale com as duas extremidades enterradas Estação com estrutura de concreto aparente.
Precedido por
Vila Madalena
Distância: 1.489 metros
Linha 2–Verde do Metrô
Santuário Nossa Senhora de Fátima–Sumaré
Sucedido por
Clínicas
Distância: 769 metros

Referências

  1. «Por onde a cidade se move». Revista AU. Abril 1999. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  2. Luiz Florence (4 de julho de 2011). «Entrevista Wilson Bracetti – parte 1 de 2». Revista Veneza. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  3. a b c Metrô de São Paulo. «Estação S N. Sra de Fátima-Sumaré». Consultado em 3 de abril de 2019 
  4. a b «Roteiro de Arte do Metrô de São Paulo» 
Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.