Estação Santana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Metrô-SP icon.svg Santana
Plataforma da estação
Uso atual Estação de Metrô Estação de metrô
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Administração Metrô-SP icon.svg Metrô de São Paulo
Linhas 1blue.png Azul
Sigla SAN
Capacidade 30 000 passageiros/hora/pico [1]
Movimento em 65 000 passageiros (média/dia útil em 2013) [2]
Serviços Táxi Terminal rodoviário Escada rolante Elevador
Informações históricas
Inauguração 26 de setembro de 1975 (44 anos)
Projeto arquitetônico Marcelo Accioly Fragelli [3]
Localização
Coordenadas 23° 30' 10,8" S 46° 37' 29,6" O
Endereço Av. Cruzeiro do Sul, 3173 - Santana
Próxima estação
Sentido Tucuruvi 1blue.png Sentido Jabaquara
Jardim São Paulo–Ayrton Senna Carandiru
Santana

A Estação Santana é uma das estações da Linha 1–Azul do Metrô de São Paulo. Foi inaugurada no dia 26 de setembro de 1975.[1] Durante 22 anos e 7 meses foi ponto-final da Linha 1–Azul, em sua parte norte.

Localização

Entrada da estação

Localiza-se numa área conhecida hoje como o Centro de Santana, na Avenida Cruzeiro do Sul, 3173[1], no distrito de Santana, zona norte.

Em 1964 foi demolida a Estação Santana do Tramway da Cantareira, construída em 1895 e localizada na Rua Alfredo Pujol entre a Rua Voluntários da Pátria e a Avenida Cruzeiro do Sul, exatamente dentro da curva, do lado direito no sentido Cantareira, não muito distante de onde mais tarde foi construída a estação Santana do metrô.

Características

Painel sem título de autoria de Maurício Nogueira Lima.
Painel sem título de autoria de Odiléa Toscano.
Novos elevadores no canteiro central da avenida Cruzeiro do Sul.

Trata-se de uma estação elevada com estrutura em concreto aparente, com cobertura pré-fabricada de concreto e duas plataformas laterais. Possui dois níveis, sendo um de travessia subterrânea (com acesso ao terminal), bloqueios e bilheterias e outro para as plataformas, com escadas rolantes e fixas servindo de ligação entre os diferentes níveis. Tem 8.565m² de área construída.[1]

Possui três saídas, a primeira na esquina da referida avenida com a Rua Leite de Morais, a segunda ao lado da EESG Padre Antônio Vieira, esquina com a Rua Dr. Gabriel Piza (estas duas a oeste da linha) e a terceira dentro do terminal Santana localizado a leste da estação. A estação também possui um elevador para o acesso aos portadores de deficiência.

A capacidade da estação é de 30 000 passageiros por hora, no horário de pico e sua área construída é de 8 565 metros quadrados.[1]

A estação possui as maiores escadas rolantes do sistema, que saem do subterrâneo da Av. Cruzeiro do Sul e vão até a plataforma elevada. Possuem cerca de 35 metros de comprimento e vencem um desnível de 20 metros.[carece de fontes?]

Demanda média da estação

A média de entrada de passageiros nessa estação em 2013 foi de 65 000 passageiros por dia útil, estando entre as cinco mais movimentadas da Linha 1.[2]

Obras de arte

  • "Sem Título" (mural 1), Maurício Nogueira Lima, pintura sobre parede (1990), tinta acrílica (72,00 m²), instalado no mezanino.[4]
  • "Sem Título" (mural 2), Odiléa Toscano, pintura sobre parede (1990), tinta acrílica (2,10 x 18,00 m), instalado no acesso oeste da estação.[4]
  • "Sem Título" (painel), Maurício Nogueira Lima, pintura sobre placas de fibrocimento (1990), tinta acqua-cryl (140 m²), instalado nos corredores de acesso à plataforma.[4]

Ver também

Notas e Referências

  1. a b c d e Metrô de São Paulo. «Estação Santana». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  2. a b Metrô SP (2013). «Informações sobre a demanda». Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  3. FRAGELLI, Marcelo (2011). Quarenta anos de prancheta. [S.l.]: Romano Guerra. 448 páginas. ISBN 978-85-8858-518-8 
  4. a b c «Roteiro de Arte do Metrô de São Paulo» 

Ligações externas

Linha Terminais Inauguração Comprimento (km) Estações Duração das viagens (min) Funcionamento (*)
1
Azul
TucuruviJabaquara 14 de setembro de 1974 20,2 23 47 Diariamente, das 4h40 à 0h32; Sábados até a 1 hora de domingo
Sigla Estação Inauguração Capacidade Integração Plataformas Posição Notas
SAN Santana 26 de setembro de 1975 30 mil passageiros hora/pico Bilhete Único da SPTrans e Terminal Santana Laterais Elevada Estação com estrutura de concreto aparente.
Precedido por
Jardim São Paulo–Ayrton Senna
Distância: 1.474 metros
Linha 1–Azul do Metrô
Santana
Sucedido por
Carandiru
Distância: 740 metros