Estação Vila Sônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Applications-development current.svg
Este artigo ou seção contém informações sobre uma construção atualmente em andamento.

É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente e frequentemente com o progresso da construção novas informações estarão disponíveis.

ViaQuatro logo.png Vila Sônia
Uso atual Estação de metropolitano
Administração ViaQuatro
Linhas Linha 4 - Amarela
Código VSO
Serviços Ônibus Escada rolante Elevador Acesso à deficiente físico
Informações históricas
Inauguração 2019
Localização
Endereço Avenida Professor Francisco Morato X Rua Rio Azul, s/nº, Butantã
Localização Gnome-globe.png Vila Sônia
Próxima estação
Sentido Vila Sônia Sentido Luz
- São Paulo - Morumbi
Vila Sônia


Vila Sônia será uma estação da Linha 4 - Amarela do Metrô de São Paulo. Teve previsão de inauguração inicial para 2012[1], depois foi adiada para 2014[2], julho de 2015[2], 2018[3] e agora, confirmada oficialmente para 2019[4], junto ao pátio Vila Sônia e com o terminal de ônibus.

Características[editar | editar código-fonte]

Estação enterrada com plataformas laterais, com estruturas em concreto aparente e passarela de distribuição em estrutura metálica, fixada com tirantes sobre a plataforma. Possui acesso para pessoas portadoras de deficiência.

Capacidade[editar | editar código-fonte]

Não confirmada

Tabelas[editar | editar código-fonte]

Sigla Estação Inauguração Capacidade Integração Plataformas Posição Notas
VSO Vila Sônia 2019 Não confirmada Bilhete Único da SPTrans e Terminal urbano Laterais Subterrânea Estação com estrutura de concreto aparente.
Precedido por
São Paulo-Morumbi (em construção)
Linha 4-Amarela da ViaQuatro
Vila Sônia
Sucedido por
-

Referências

  1. Alencar Izidoro (29 de Outubro de 2005). «Alckmin "apaga" metrô rejeitado por vizinho». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de Junho de 2015. 
  2. a b «Presidente do Metrô de SP compara fila de usuários a pinguins». O Estado de S. Paulo. Consultado em 29 de Julho de 2014. 
  3. Nataly Costa (27/02/2015). «Paralisação das obras da Linha Amarela compromete expansão do metrô». Veja São Paulo. Consultado em 28 de fevereiro de 2015. 
  4. Corneti, Oswaldo (13 de julho de 2016). «Previsão é de que as obras, prometidas para 2014, sejam concluídas em 2019 ao custo total de quase R$ 1,1 bilhão». Metrô assina contrato de R$ 858 milhões para conclusão da Linha 4-Amarela. Estadão Conteúdo. Consultado em 14 de julho de 2016. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]