Flávio Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flávio Murtosa
Informações pessoais
Nome completo Flávio da Cunha Teixeira
Data de nasc. 14 de janeiro de 1951 (66 anos)
Local de nasc. Pelotas (RS),  Brasil
Apelido Murtosa
Informações profissionais
Equipa atual China Guangzhou Evergrande
Posição Auxiliar técnico
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1967–1969
1970–1977
Brasil Pelotas
Brasil Brasil de Pelotas
Times/Equipas que treinou
1981–1982
1982–1983
1983
1984–1985
1986
1987
1987
1988
1988–1990
1990
1991
1991
1992
1993–1996
1997
1997
1998–2000
2000–2001
2001–2002
2002
2003–2008
2008–2009
2009–2010
2010–2012
2013–2014
2014–2015
2015–
Brasil Farroupilha (assistente)
Brasil Brasil-PE (assistente)
Arábia Saudita Al-Shabab (assistente)
Brasil Brasil-PE (assistente)
Brasil Juventude (assistente)
Brasil Grêmio (assistente)
Brasil Goiás (assistente)
Kuwait Al-Qadsia (assistente)
Flag of Kuwait.svg Kuwait (assistente)
Brasil Coritiba (assistente)
Brasil Criciúma (assistente)
Arábia Saudita Al Ahli (assistente)
Kuwait Al-Qadsia (assistente)
Brasil Grêmio (assistente)
Japão Júbilo Iwata (assistente)
Brasil Juventude
Brasil Palmeiras (assistente)
Brasil Cruzeiro (assistente)
Brasil Brasil (assistente)
Brasil Palmeiras
Flag of Portugal.svg Portugal (assistente)
Inglaterra Chelsea (assistente)
Uzbequistão Bunyodkor (assistente)
Brasil Palmeiras (assistente)
Brasil Brasil (assistente)
Brasil Grêmio (assistente)
China Guangzhou Evergrande (assistente)

Flávio Cunha Teixeira, conhecido como Murtosa (Pelotas, 14 de janeiro de 1951) é um ex-jogador de futebol brasileiro. Atualmente está no Guangzhou Evergrande.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Com 16 anos tornou-se profissional de futebol, ao serviço do Esporte Clube Pelotas, um dos dois clubes que representou na sua curta carreira de futebolista.

Formou-se em Educação Física com especializãção em futebol na Escola Superior de Educação Física do Rio Grande do Sul e estreou-se numa equipa técnica, como preparador-físico, ao serviço do Grêmio Atlético Farroupilha, em 1981. O ano seguinte assinalaria o encontro com Luiz Felipe Scolari, de quem se tornou adjunto no Grêmio Esportivo Brasil.

Desde então, apenas se separou do amigo em três ocasiões: em 1997, quando assumiu o comando do Juventude de Caxias, e em 2000 quando foi campeão pelo Palmeiras da Copa dos Campeões e em 2002 após a Copa do Mundo. De resto, o seu percurso é o percurso de Scolari: Al Shabab (Arábia Saudita), Grémio, Goiás, Al Qadsia (Kuwait), selecção do Kuwait, Criciúma, Al Ahli (Arábia Saudita), Jubilo Iwata (Japão), Cruzeiro, Seleção Brasileira de Futebol e Seleção Portuguesa de Futebol.

É cidadão português[1] de pleno direito, satisfazendo o desejo que, relata ele, sua mãe nunca conseguiu realizar. Isto porque é neto de portugueses que foram para Pelotas, vindos de uma pequena vila Murtosa, perto de Aveiro, dando origem à alcunha Murtosa que já vem do seu avô, e no qual percorreu toda a familia.

Em meados de 2008, após a Eurocopa, se transferiu, juntamente com Luiz Felipe Scolari, para clube londrino Chelsea.

Depois de passar pelo time uzbeque Bunyodkor, retornou e atua como assistente e treinador - na ausência de Luiz Felipe Scolari - no Palmeiras.

Em 29 de julho de 2014 é anunciado como um dos auxiliares de Felipão na comissão técnica do Grêmio.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como Treinador[editar | editar código-fonte]

Palmeiras

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A nacionalidade portuguesa foi concedida a 12 de Maio de 2006 por decreto do Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna (ver Aviso n.o 5942-A/2006 publicado no Diário da República II Série, Suplemento de 19 de Maio de 2006, ver aqui.