Goldstein (1984)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Goldstein

Emmanuel Goldstein é um personagem ficticio da obra 1984 de George Orwell.

História[editar | editar código-fonte]

No enredo do livro 1984, Goldstein era tão importante quanto o "Grande Irmão" no "Ingsoc", o partido de ambos. Goldstein deixou o partido pois não concordava com as opiniões do "Grande irmão" e escreveu um livro, cujo título não é revelado até ao Capítulo IX: "Teoria e Prática do Colectivismo Oligárquico".

É neste referido capítulo que Winston, o protagonista da obra, revela o pensamento de Goldstein à medida que vai lendo o livro.

Após sua saída do partido, surgiram vários grupos guerrilheiros contrários ao "Grande irmão", Oceania afora. Após a sua fuga, o "Grande irmão" instituiu os "dois minutos de ódio" que consistia em que as pessoas tinham que ir a tele-tela mais próxima, se possível, e atacar a imagem de Goldstein, que surgia na TV. O que aconteceu com Goldstein ninguém sabe, nem mesmo os membros centrais do partido. Alguns acham que teria fugido para um dos países da "Lestasia" ou da "Eurásia" ou, ainda, há quem ache que ele ainda está na própria Oceania maquinando a queda de Grande irmão".