Georgetown (Guiana)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Georgetown
Administração Governamental.
Dados
População: ~300 360 habitantes (2010)
Densidade populacional: 3 842 habitantes por quilômetro quadrado
Elevação: 0 m nível do mar
Clima: UTC-4
Coordenadas: 6°48′N 58°10′W
País Guiana Guiana
Região: Demerara-Mahaica
Suprema Corte de Judicatura, em Georgetown
Rua de Georgetown
Casa em Georgetown
Catedral de São Jorge

Georgetown, com uma população estimada em 300 360 habitantes (2010), é a capital e maior cidade da Guiana. Localizada na costa do Oceano Atlântico, na foz do Rio Demerara, o centro cultural e político-econômico do país está a coordenadas 6°47' N e 58°10' O.

A cidade foi fundada em 1781 por britânicos, com o nome de Georgetown, porém tomada pelos franceses em 1784, chegando a controle neerlandês em 1784, quando foi chamada de Stabroek. No entanto, foi rebatizada Georgetown em 1812, depois que os britânicos ocuparam a colônia durante as Guerras Napoleônicas. Georgetown permaneceu como capital da Guiana Britânica até sua independência, em 1966, quanto tornou-se a atual capital do novo país.

Açúcar, madeiras, cana-de-açúcar, bauxita, ouro e diamantes são exportados através de seu porto. Na cidade fica a Universidade da Guiana, construída em 1963, bem como a Catedral de St. George, bom exemplo da arquitetura vitoriana em madeira. Apesar disso, grande parte da cidade foi destruida nos incêndios de 1945 e 1951, já que muitas das casas e dos edifícios públicos haviam sido construídos em madeira. Atualmente, é repleta de ruas e avenidas arborizadas e apresenta vários canais que provêm drenagem, já que está assentada abaixo do nível do mar.

História[editar | editar código-fonte]

Georgetown foi fundada em 1781 por um grupo de britânicos. Posteriormente passou ao controle francês(1784) e depois dos holandeses, que chamaram-na de Stabroek. Foi recuperada pelos britânicos em 1812, voltando a se chamar Georgetown e tornando-se capital da Guiana Britânica até a independência da Guiana em 1966, quando virou capital do novo estado. Grande parte da cidade foi destruída pelos incêndios de 1945 e 1951, já que numerosos edifícios públicos e comerciais foram construídos com madeira.

Cidade Capital[editar | editar código-fonte]

Georgetown é a sede do governo da Guiana. Todos os departamentos executivos estão localizados na capital. Lá, se encontram o edifício do parlamento (a sede do poder legislativo guianense) e a mais alta corte judicial do país. As residências oficiais do chefe de estado, assim como do chefe de governo, estão situadas na que é a cidade mais importante do país. A cidade ocupa, ao mesmo tempo, as funções de capital política e econômica do país. É uma cidade irmã de St. Louis, no Missouri, nos Estados Unidos.

Economia[editar | editar código-fonte]

Georgetown é a cidade mais importante da Guiana. Dentro da área metropolitana, localiza-se a sede da Comunidade Caribenha, órgão que integra economicamente os países do Caribe. Também possui um porto que está se ampliando rapidamente. A cidade está passando por um grande processo de desenvolvimento econômico. Seu aeroporto, o Aeroporto Internacional Cheddi Jagan, é o mais importante do país. A cidade tem muitos projetos de rodovia em construção. A Rodovia da Costa Leste foi finalizada em 2005. Esta cidade possui uma grande porção da produção guianesa e também é o centro comercial mais importante do país.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]