DFS 230

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «DFS 230» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (novembro de 2015)
DFS 230A-1
Glider Silhouette.png
Descrição
Tipo / Missão Planador de transporte de tropas e carga
País de origem  Alemanha Nazista
Fabricante DFS ( Deutsche Forschungsanstalt fuer Segelflug - Instituto Alemão de Pesquisa de Vôo Planado. )
Período de produção 1933-1941
Quantidade produzida +1600 unidade(s)
Primeiro voo em 1937 (79 anos)
Introduzido em 1938
Aposentado em maio de 1945
Variantes Ver seção "Variantes"
Tripulação 1
Soldados 9 totalmente equipados + 270 kg (595 lb)
Especificações (Modelo: DFS 230 B-1)
Dimensões
Comprimento 11,24 m (36,9 ft)
Envergadura 21,98 m (72,1 ft)
Altura 2,74 m (8,99 ft)
Área das asas 41,3  (445 ft²)
Alongamento 11.7
Peso(s)
Peso vazio 860 kg (1 900 lb)
Peso carregado 2 040 kg (4 500 lb)
Peso máx. de decolagem 2 100 kg (4 630 lb)
Propulsão
Motor(es) Não possui
Performance
Velocidade máxima 209 km/h (113 kn)
Velocidade de cruzeiro 180 km/h (97,1 kn)
Razão máxima de planeio 1:11 (vazio), 1:18 (carregado)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 x metralhadora MG 15 de 7,92 mm (0,312 in)
2 x metralhadoras MG 34 de 7,92 mm (0,312 in) de tiro frontal fixo
Notas
Dados de: Aircraft of the Third Reich[1] e German Aircraft of the Second World War[2]

DFS 230[3] [4] [5] — foi um planador de assalto usado pela Luftwaffe durante a Segunda Guerra Mundial.

Sua função era transportar carga e soldados com segurança. Foi projetado por Hans Jacobs. Inspirou a criação do planador britânico Hotspur.

Esteve presente em várias ações militares alemãs bem sucedidas: a invasão da Bélgica (tomada do forte Eben-Emael), a invasão de Creta, no norte da África e no resgate de Benito Mussolini (Operação Carvalho) liderada por Otto Skorzeny.

Já nas fases finais da guerra foi testado como Mistel ( "avião bomba" ).

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • DFS 230 A-1 - Primeira versão produção.
  • DFS 230 A-2 - Com controle duplo.
  • DFS 230 B-1 - Um pára-quedas para auxiliar a frenagem foi acrescentado, capaz de transportar armamento defensivo (metralhadora MG34).
  • DFS 230 B-2 - Com controle duplo.
  • DFS 230 C-1 - Com um retrofoguete no nariz para auxiliar a frenagem.
  • DFS 230 D-1 - C - 1 com melhorias no retrofoguete para frenagem no nariz, um protótipo (DFS 230 V6)
  • DFS 230 F-1 - Versão maior com capacidade para 15 soldados, um protótipo (DFS 230 V7, DV + AV)

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Green, William (2010). Aircraft of the Third Reich (1st ed.). London: Aerospace Publishing Limited. pp. 136–144. ISBN 978-1-900732-06-2.
  2. Smith, J.R.; Anthony L. Kay (1990). German Aircraft of the Second World War (7th impression ed.). London: Putnam. ISBN 978-0-85177-836-5.
  3. DFS230
  4. DFS230 Stories
  5. DFS230 - Luftwaffe (German Air Force)

Bilbliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Gunston, Bill & Wood, Tony - Hitler's Luftwaffe, 1977, Salamander Books Ltd., London

ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre DFS 230