Heinkel He 70

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation arrow.svg
Este artigo resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Heinkel He 70» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. (Data da tradução: 4 de junho de 2019)Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo, expandindo-o. Mais informações podem ser encontradas no artigo «Heinkel He 70» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (junho de 2019)
He 70
Avião
Descrição
Tipo / Missão Aeronave correio
Transporte de passageiros
Bombardeiro auxiliar e Reconhecimento aéreo
de uso civil e militar
País de origem  Alemanha
Fabricante Heinkel
Quantidade produzida +324
Primeiro voo em 1 de dezembro de 1932 (86 anos) [1]
Introduzido em 1933
Variantes Ver texto
Tripulação 3
Especificações (Modelo: He 70F-2)
Dimensões
Comprimento 11,70 m (38,4 ft)
Envergadura 14,80 m (48,6 ft)
Altura 3,10 m (10,2 ft)
Área das asas 36,50  (393 ft²)
Alongamento 6
Peso(s)
Peso vazio 2 360 kg (5 200 lb)
Peso carregado 3 386 kg (7 460 lb)
Peso máx. de decolagem 3 500 kg (7 720 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x motor V12 refrigerado a água BMW IV 7.3 Z
Potência (por motor) 750 hp (559 kW)
Performance
Velocidade máxima 360 km/h (194 kn)
Velocidade de cruzeiro 295 km/h (159 kn)
Alcance (MTOW) 2 100 km (1 300 mi)
Teto máximo 5 300 m (17 400 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 x metralhadora MG 15 de 7,92 mm (0,312 in) no cockpit traseiro
Bombas 6 x de 50 kg (110 lb) ou 24 x de 10 kg (22,0 lb) carregadas internamente
Notas
Dados de: The Beautiful Blitz[nota 1]

O Heinkel He 70 foi um avião monomotor monoplano produzido pela Heinkel, na Alemanha. Foi construído para transportar correio e passageiros em viagens nacionais e internacionais.[2] Foi também usado pela Luftwaffe como bombardeiro e aeronave de reconhecimento.[3] Embora tenha sido rapidamente substituído por aeronaves que podiam transportar mais passageiros e mais carga, o He 70 tinha um design avançado para a sua época, tendo batido 8 recordes mundiais de velocidade em 1933.[2]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Variantes Características Qtd. produzida
He 70a Primeiro protótipo[4] 1
He 70b Segundo protótipo com tripulação de 2 e assentos para 4 passageiros 1
He 70c Terceiro protótipo armado com metralhadoras para testes de versões de bombardeiros leves, reconhecimento e missões de correio 1
He 70d Quarto protótipo construído em 1934 para a Luft Hansa, motorizado com motor BMW VI 7.3 1
He 70A Quinto protótipo construído em 1934 para a Luftwaffe como bombardeiro leve e motores BMW VI 7.3 1
He 70D Versão de passageiros para a Luft Hansa 1
He 70E Bombardeiro leve para a Luftwaffe, depois convertido na versão F 1
He 70F Conversão da versão E para reconhecimento / correio para a Luftwaffe 1 convertido do F
He 70F-1 Versão de longo alcance para reconhecimento N/D
He 70F-2 Similar ao 70F-1 N/D
He 70G Versão de passageiros construída para a Luft Hansa, após 1937 convertido em versão F N/D
He 70G-1 Uma aeronave equipada com motor Rolls-Royce Kestrel de 810 hp (604 kW) 1
He 70K (He 170A) Versão de reconhecimento rápido construído sob licença na Hungria e equipado com motores radiais Gnome-Rhône Mistral Major fabricados sob licença como WF-K-14 e com potência de 1 000 hp (746 kW) N/D
He 270 V1 (W.Nr. 1973, D-OEHF) Protótipo equipado com motores Daimler-Bez DB601Aa V12 em linha 1

Operadores[editar | editar código-fonte]

Civis
Deutsche Luft Hansa recebeu os primeiros dois protótipos em 1933 e 1934 bem como três He 70D em 1934 e 10 He 70G em 1935.
O Serviço Aéreo da Marinha Imperial Japonesa recebeu um modelo para testes.
A Swissair recebeu alguns He 70 para transporte expresso trans-alpino entre Zurique e Milão em 1934.
A Rolls-Royce adquiriu um He 70G da RLM em troca de quatro motores Kestrel. Ele foi usado para testes de motores.
Militares
Luftwaffe.
O Ejército del Aire recebeu 11 aeronaves das 30 aeronaves da Legião Condor.
A Força Aérea Real da Hungria recebeu 18 versões licenciadas do He 70A.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Heinkel He 70
Desenvolvimento relacionado
Aeronave de comparável missão, configuração e era

Notas

  1. Green and Swanborough Air International January 1991, p. 28.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Green, William and Gordon Swanborough. "The Beautiful Blitz". Air International, January 1991, Vol 40 No 1. Stamford, UK:Key Publishing. pp. 25–33. ISSN 0306-5634.

Referências

  1. «Heinkel He 70 "Blitz"». www.luftwaffe39-45.historia.nom.br/. Consultado em 13 de maio de 2017.
  2. a b «Heinkel He 70 (Blitz) - Development and Operational History, Performance Specifications and Picture Gallery». www.militaryfactory.com. Consultado em 23 de março de 2016 
  3. «Heinkel He 70 Blitz (Lightning)». www.historyofwar.org. Consultado em 23 de março de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.