Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Manuela d'Ávila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Manuela D'Ávila)
Ir para: navegação, pesquisa
Manuela d'Ávila
Manuela em agosto de 2012.
Deputada estadual
do Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul
Período 1º de fevereiro de 2015
até a atualidade
Deputada federal
pelo Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul
Período 1º de fevereiro de 2007
até 31 de janeiro de 2015
Vereadora de Porto Alegre Bandeira de Porto Alegre (RS).svg
Período 1 de janeiro de 2005
até 31 de dezembro de 2006
Vida
Nascimento 18 de agosto de 1981 (34 anos)
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Dados pessoais
Alma mater Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Partido PCdoB (2001—atualidade)
Profissão Jornalista e política

Manuela Pinto Vieira d'Ávila (Porto Alegre, 18 de agosto de 1981) é uma jornalista e política brasileira, filiada ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Foi deputada federal pelo Rio Grande do Sul entre 2007 a 2014 e líder de seu partido na Câmara dos Deputados, no mesmo período. Exerce atualmente o mandato de deputada estadual em seu estado.

Natural de Porto Alegre, começou sua carreira política no movimento estudantil e depois ingressou na política partidária. Foi a vereadora mais jovem da história de Porto Alegre, eleita em 2004. Foi eleita deputada federal em 2006 e reeleita em 2010, alcançando recordes de votação.

Concorreu à prefeitura da capital gaúcha duas vezes. Na primeira vez, em 2008, ficou na terceira colocação. Na segunda tentativa, em 2012, ficou na segunda colocação, sendo derrotada ainda no primeiro turno por José Fortunati. Em 2014, foi eleita deputada estadual com a maior votação para o cargo.

Primeiros anos, educação e política estudantil[editar | editar código-fonte]

Manuela Pinto Vieira d'Ávila nasceu em Porto Alegre em 18 de agosto de 1981.[1] É filha da juíza Ana Lúcia e do engenheiro Alfredo d'Ávila.[2] Manuela tem quatro irmãos: Luciana, Carolina, Mariana e Fernando. Devido ao cargo que sua mãe ocupava, durante a infância sua família se mudou inúmeras vezes.[1] Durante este período, eles viveram em Estância Velha, São Lourenço do Sul, Pedro Osório e Rio Grande, voltando para a capital quando Manuela tinha catorze anos de idade.[1]

É formada em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Embora não tenha concluído, também cursou Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.[3] Iniciou no movimento estudantil em 1999 e no mesmo ano filiou-se à União da Juventude Socialista (UJS),[4] braço do Partido Comunista do Brasil, partido ao qual filiou-se no ano de 2001. De 2001 a 2003 integrou a direção nacional da UJS e a vice-presidência Sul da União Nacional dos Estudantes (UNE).[1]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Vereadora[editar | editar código-fonte]

Nas eleições municipais de 2004, foi eleita vereadora de Porto Alegre com 9 498 votos, ou 1,19% dos votos válidos, tornando-se a vereadora mais jovem da história do município.[5] [6] Como vereadora, apresentou o projeto de lei 9.989/06, sobre meia-entrada para estudantes, pauta defendida em campanha e plataforma da União Nacional dos Estudantes. A lei assegura aos estudantes matriculados em alguns estabelecimentos de ensino regular e aos jovens com até quinze anos o direito ao pagamento de meia-entrada em atividades culturais, esportivas e em cinemas.[7]

Deputada federal[editar | editar código-fonte]

Manuela discursando na 6ª edição da Campus Party Brasil em 2012.

Nas eleições estaduais em 2006, foi lançada candidata a deputada federal pelo PCdoB do Rio Grande do Sul. Foi eleita com 271 939 votos, sendo a candidata a deputada mais votada do estado nas eleições daquele ano.[8] Um de seus projetos como deputada foi um substitutivo, apresentado em conjunto com o deputado Átila Lira (PSB-PI), que regulamentou estágios em ensino médio, profissionalizante e superior.[9] Segundo Manuela, a atualização da lei sobre estágios era necessária, principalmente no que se refere à adequação às propostas pedagógicas de universidades elaboradas na última década.[9] A legislação anterior (Lei 6.494/77) havia sido elaborada antes da Constituição de 1988.[10]

Em 2010, candidatou-se novamente para o cargo de deputada federal, sendo com 482 590 votos, ou 8,06% dos votos válidos.[11] Esta foi a maior votação no Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil.[12] Seu desempenho ajudou a eleger outros três aliados: Assis Melo (PCdoB), José Luiz Stedile (PSB) e Alexandre Roso (PSB), que obtiveram menos de cinquenta mil votos cada.[13]

Da esquerda para a direita: Maria do Rosário Nunes (então Ministra dos Direitos Humanos), Sílvia da Suécia e Manuela d`Ávila em Brasília.

Em novembro de 2010, foi cotada para assumir o Ministério do Esporte no primeiro governo de Dilma Rousseff.[14] [15] No entanto, o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, declarou que Manuela deveria ser candidata nas eleições de 2012, e que sendo ministra ficaria ocupada com a Copa do Mundo e as Olimpíadas.[16]

Em 2011, relatou o Estatuto da Juventude, legislação que garante direitos e deveres aos jovens Brasileiros.[17] No estatuto, foram incluídos assuntos considerados polêmicos, como a igualdade na orientação sexual.[18] O estatuto foi aprovado na Câmara dos Deputados em 5 de outubro de 2011,[19] e no Senado Federal em 15 de fevereiro e 2012.[20] [21]

Durante o ano de 2011, presidiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.[22] Neste cargo, pediu a saída do deputado Jair Bolsonaro da comissão, sendo apoiada pela ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário.[23] Em 2013, foi escolhida como a líder de seu partido na Câmara dos Deputados.[24]

Em 2013, foi indicada, pelo quinto ano consecutivo, ao Prêmio Congresso em Foco.[25] Pelo segundo ano, foi destaque na categoria "parlamentar de futuro", formada pelos parlamentares com menos de 45 anos que melhor representam a população no Congresso.[26] [27] Foi apontada como uma das cem parlamentares mais influentes do congresso, também conhecidos como "cabeças do congresso", pelo DIAP e figurou entre os trinta mais influentes pela revista Veja e cem brasileiros mais influentes pela revista Época em 2011.[24] [28]

Eleição municipal de 2008[editar | editar código-fonte]

Em 2008, disputou sua primeira eleição majoritária. Naquele ano, foi candidata à prefeitura Porto Alegre pela coligação "Porto Alegre é Mais", formada por sete partidos. O candidato a vice-prefeito foi Berfran Rosado, deputado estadual pelo Partido Popular Socialista (PPS).[29] Manuela obteve 121 232 votos, ou 15,35% dos votos válidos.[30] Contrariando pesquisas que a indicavam em segundo lugar, acabou sendo ultrapassada por Maria do Rosário Nunes (PT). Nos últimos dias da campanha do segundo turno, declarou apoio a candidata do PT,[31] que foi derrotada por José Fogaça (PMDB).[32]

Eleição municipal de 2012[editar | editar código-fonte]

Manuela discursando na Convenção do PCdoB de Porto Alegre em 2012.

Em 23 de junho de 2012, oficializou sua candidatura à prefeitura de Porto Alegre para as eleições daquele ano.[33] [34] A coligação "Juntos por Porto Alegre" foi composta por cinco partidos, que lhe garantiu o terceiro maior tempo no horário político eleitoral.[35] [36] O candidato a vice-prefeito foi o vereador Nelcir Tessaro, do Partido Social Democrático (PSD).[37] [38]

Nas primeiras pesquisas eleitorais divulgadas, chegou a ficar em primeiro lugar na do Ibope, e tinha uma pequena diferença em relação ao primeiro colocado, José Fortunati, nas pesquisas dos outros institutos. Em meados de setembro, Fortunati abriu uma vantagem significativa em relação a candidata. Nas pesquisas realizadas no início de outubro até o dia da eleição, Fortunati tinha mais da metade das intenções de votos em todas.[39] [40]

Em 7 de outubro, data da realização do primeiro turno, recebeu 141 073 votos (17,76% dos votos válidos). Fortunati foi reeleito com uma maioria histórica de 65,22% dos votos válidos.[41] Em entrevista coletiva concedida na noite da eleição, declarou: "O povo fez a escolha certa. A população escolheu o projeto que julgou certo e que ele [Fortunati] representa. Estou orgulhosa de entrar pela quinta vez em uma disputa eleitoral".[42]

Deputada estadual[editar | editar código-fonte]

Em 16 de setembro de 2013, anunciou que não seria candidata a reeleição para um terceiro mandato como deputada federal nas eleições de 2014. Em vez disso, candidatou-se à deputada estadual. Em sua conta no Twitter, declarou: "A situação do Rio Grande exige atenção e estou disposta a dar minha contribuição. Acredito que a política deve ser espaço de renovação, e que meu Estado e a minha cidade - Porto Alegre - poderão contar ainda mais comigo se estiver mais próxima do que estou hoje. E eu ficarei feliz militando fisicamente mais perto da população e dos movimentos sociais".[43]

Foi eleita para o cargo com a maior votação, totalizando 222 436 mil votos (3,64% dos votos válidos).[44] De acordo com ela, "a eleição para deputada estadual tem um número gigantesco de candidatos. Sempre que concorro é uma reavaliação do trabalho, tenho dez anos de mandato, mas há muitos candidatos novos, muitos fatores. Então, ser novamente a mais votada é motivo de muito compromisso e muito orgulho, porque é a consolidação de um trabalho e de sucessivas avaliações dos meus mandatos."[45]

Ao tomar posse para a 54º Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, passou a integrar seis comissões: Constituição e Justiça; Cidadania e Direitos Humanos; Assuntos Municipais; Segurança e Serviços Públicos; Mista Permanente de Participação Legislativa Popular; e Mista Permanente do Mercosul e Assuntos Internacionais.[46]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Entre fevereiro de 2008 e janeiro de 2010, namorou com o atual ministro da justiça do Brasil, José Eduardo Cardozo.[47] Em junho de 2012, durante uma entrevista ao Agora é Tarde, declarou que a decisão de assumir o namoro com o então deputado foi "a decisão mais corajosa que tomou na vida enquanto parlamentar".[48] Atualmente, namora com o músico Duca Leindecker.[49] Em 25 de fevereiro de 2015, anunciou, em sua página pessoal no Facebook, que espera um filho de Duca.[50]

Referências

  1. a b c d Manuela D'Ávila Clic RBS. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  2. Roberta Lemes (7 de agosto de 2012). 'Menos discurso e mais ação', prega candidata do PCdoB em Porto Alegre G1. Visitado em 7 de agosto de 2012.
  3. RS: Manuela d'Ávila é a mais votada; veja os deputados federais Terra (3 de outubro de 2010). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  4. Manuela:1999 - Filia-se à UJS: O início da caminhada (3 de outubro de 2010). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  5. Manuela d'Ávila é fenômeno de votos no RS Terra (2 de outubro de 2006). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  6. Eleições 2004: Porto Alegre Uol. Visitado em 29 de março de 2015.
  7. Terra (4 Janeiro de 2007). Um beijo da Manu. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  8. Manuela d'Ávila IG. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  9. a b Viviane Ponte Sena. Câmara aprova regulamentação de estágios profissionais Diap. Visitado em 29 de março de 2015.
  10. Câmara aprova lei que garante férias a estagiários Terra (27 de julho de 2007). Visitado em 29 de março de 2015.
  11. Apuração Eleições 2010 Click RBS (3 de outubro de 2010). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  12. Angela Chagas (27 de setembro de 2012). RS: Manuela erra ao apostar em eleitor conservador, diz analista Terra. Visitado em 1 de agosto de 2013.
  13. RS: recordista de votação, Manuela D´Ávila quer ajudar Dilma Terra (5 de outubro de 2010). Visitado em 30 de março de 2015.
  14. OndaVermelha (24 de novembro de 2010). Manuela D'Ávila é sondada para assumir Ministério dos Esportes. Visitado em 16 de agosto de 2012.
  15. Alberto Murray Olímpico (21 de novembro de 2010). Manuela D’Avila Será Ministra Dos Esportes? Será Que Ela Terá Coragem De Mudar As Coisas?. Visitado em 16 de agosto de 2012.
  16. Luciana Bezerra (29 de novembro de 2010). Cotada para Esportes, Manuela D´Ávila pode ficar fora da Esplanada. Visitado em 16 de agosto de 2012.
  17. Vermelho (17 de outubro de 2011). Estatuto da Juventude: Hoje, Manuela conversa com internautas. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  18. Márcia Xavier (5 de outubro de 2011). Manuela mantém texto sobre sexualidade no Estatuto da Juventude Vermelho. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  19. Câmara aprova o Estatuto da Juventude Câmara dos Deputados (5 de outubro de 2011). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  20. Aprovação do Estatuto da Juventude é 'conquista histórica', afirma Randolfe Senado federal (5 de outubro de 2011). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  21. Renata Tôrres (7 de outubro de 2011). Estatuto da Juventude aprovado na Câmara vai beneficiar 48 milhões de jovens (02'57") Câmara dos Deputados. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  22. Renata Tôrres (21 de dezembro de 2011). Direitos humanos, civis e sociais Congresso em foco. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  23. Renata Tôrres (7 de abril de 2011). Deputada Manuela D'Ávila pede a saída de Jair Bolsonaro da Comissão de Direitos Humanos Uol. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  24. a b Manuela assume nesta segunda liderança do PCdoB na Câmara Vermelho (1 de fevereiro de 2013). Visitado em 1 de agosto de 2013.
  25. Lista completa dos parlamentares votados Congresso em Foco (9 de setembro de 2013). Visitado em 3 de outubro de 2013.
  26. Dos parlamentares com menos de 45 anos, quem melhor representa a população no Congresso? Congresso em Foco (9 de setembro de 2013). Visitado em 3 de outubro de 2013.
  27. Edson Sardinha (6 de novembro de 2012). Os perfis dos melhores deputados Congresso em Foco. Visitado em 3 de outubro de 2013.
  28. Agência Câmara (23 de setembro de 2011). Manuela está entre os 100 mais influentes do Congresso Vermelho. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  29. Leandro Fontoura (16 de junho de 2008). PPS confirma Berfran Rosado como vice de Manuela Click RBS. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  30. Click RBS (5 de outubro de 2008). José Fogaça e Maria do Rosário disputam o segundo turno em Porto Alegre. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  31. Mylena Fiori (25 de outubro de 2008). No último dia de campanha, Manuela dá apoio a Maria do Rosário Agência Brasil. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  32. Resultados do segundo turno em Porto Alegre Terra (31 de outubro de 2008). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  33. Candidatura de Manuela D'Ávila é oficializada em Porto Alegre G1 (23 de junho de 2012). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  34. Convenção do PC do B oficializa candidatura de Manuela Zero Hora (23 de junho de 2012). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  35. Gonçalo Valduga (6 de agosto de 2012). Fortunati terá quase um terço do tempo de TV Band. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  36. PHS retira candidatura de Mallmann e decide apoiar Manuela em Porto Alegre Sul 21 (19 de junho de 2012). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  37. Fernanda Bastos (22 de junho de 2012). Manuela d Ávila escolhe Nelcir Tessaro para vice Jornal do Comércio. Visitado em 15 de agosto de 2012.
  38. Manuela escolhe vereador do PSD para vice na corrida pela prefeitura da Capital Zero Hora (22 de junho de 2012). Visitado em 15 de agosto de 2012.
  39. Pesquisas eleitorais: Porto Alegre Terra. Visitado em 3 de outubro de 2013.
  40. Intenção de votos para prefeito: Porto Alegre Uol. Visitado em 3 de outubro de 2013.
  41. Lisandra Paraguassu (8 de outubro de 2012). Fortunati reeleito com maioria histórica em Porto Alegre. Visitado em 8 de outubro de 2012.
  42. Caetanno Freitas (7 de outubro de 2010). 'O povo fez a escolha certa', diz Manuela D'Ávila sobre Fortunati G1. Visitado em 30 de março de 2015.
  43. Manuela d'Ávila diz que não vai se candidatar novamente à Câmara O Estado de S. Paulo (16 de setembro de 2013). Visitado em 3 de outubro de 2013.
  44. Manuela D Avila 65656 Eleições 2014. Visitado em 30 de março de 2015.
  45. Letícia Costa (6 de outubro de 2014). Manuela D'Ávila é a campeã de votos para a Assembleia Zero Hora. Visitado em 30 de março de 2015.
  46. Comissões Parlamentares Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Visitado em 3 de outubro de 2013.
  47. Veja políticos que se envolveram com belas mulheres Terra (27 de setembro de 2011). Visitado em 16 de agosto de 2012.
  48. Manuela D'Ávila participa do Agora é Tarde de 19/06/2012 Uol (20 de junho de 2012). Visitado em 16 de agosto de 2012.
  49. Débora Yuri (8 de outubro de 2012). Musa do Sul vê beleza com desdém Folha de S.Paulo. Visitado em 16 de agosto de 2012.
  50. Manuela D'Avila anuncia que está grávida de Duca Leindecker Zero Hora (26 de setembro de 2015). Visitado em 30 de março de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Manuela d'Ávila