The Jungle Book (1967)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja O Livro da Selva (desambiguação).


The Jungle Book
O Livro da Selva (PT)
Mogli - O Menino Lobo (BR)
Pôster original do filme.
 Estados Unidos
1967 •  cor •  78 min 
Direção Wolfgang Reitherman
Produção Walt Disney
Roteiro Larry Clemmons
Ralph Wright
Ken Anderson
Vance Gerry
Bill Peet
Baseado em The Jungle Book
(livro de Rudyard Kipling)
Elenco Bruce Reitherman
Phil Harris
Sebastian Cabot
Louis Prima
George Sanders
Sterling Holloway
Género Aventura
Comédia
Música George Bruns (trilha)
Terry Gilkyson
Richard M. Sherman
Robert B. Sherman (canções)
Edição Tom Acosta
Norman Carlisle
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Pictures
Distribuição Buena Vista International
Lançamento Estados Unidos 18 de Outubro de 1967
Brasil 26 de Dezembro de 1968
Idioma Inglês
Receita $205,843,612[1]
Cronologia
The Jungle Book 2 (2003)
Página no IMDb (em inglês)

The Jungle Book (originalmente Mowgli, O Menino-Lobo e logo Mogli - O Menino Lobo no Brasil e O Livro da Selva em Portugal) é um filme norte-americano do gênero animação produzido pela Walt Disney Pictures em 1967 e baseado no livro de mesmo nome do autor inglês Rudyard Kipling.

The Jungle Book é o décimo-nono filme de animação dos estúdios Disney e foi lançado nos cinemas dos Estados Unidos em 18 de Outubro de 1967, sendo dirigido por Wolfgang Reitherman. Foi também o último filme produzido por Walt Disney, que faleceu durante a produção do mesmo. Em 1994, a empresa lançou um filme live-action e 2003, uma sequencia animada do filme de 1967 e em 2016, irá lançar outro live action.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história se passa na Índia, Mogli, um garoto criado por lobos e que vive na selva, é convencido pelo seu amigo Baguera, uma velha e esperta pantera, a buscar segurança no mundo dos homens. Mas Mogli, resistindo à ideia de seu amigo, resolve seguir a filosofia do urso Balu, que gosta de curtir a vida e ser feliz, fazendo o que gosta. Juntos, dão início a uma grande jornada em direção à civilização e encontram no meio do caminho um orangotango maluco, uma cobra com poder de hipnotizar e Shere Khan, um tigre ameaçador.

Produção[editar | editar código-fonte]

Roteiro[editar | editar código-fonte]

Depois do lançamento de The Sword in the Stone, o roteirista Bill Peet sugeriu uma adaptação de O Livro da Selva. Disney aprovou, e Peet escreveu uma primeira versão, bastante próxima do tom original da obra de Rudyard Kipling. Seu roteiro foi reprovado por Disney, que o considerou sombrio demais para um filme familiar, levando Peet a abandonar a companhia. Larry Clemmons foi então convocado para escrever o roteiro final, com Disney apenas aconselhando-o a não seguir o livro à risca. As caracterizações feitas por Peet se mantiveram no texto de Clemmons.[2]

Dublagem[editar | editar código-fonte]

O comediante Phil Harris foi escalado para dublar Balu após Disney conhecê-lo em uma festa.[3] O presidente da Disneyland Records então sugeriu o músico de jazz Louie Prima como Rei Louie para complementar Harris.[4] O resto do elenco incluiu o filho do diretor Wolfgang Reitherman, Bruce, como Mogli (Bruce havia acabado de dublar Christopher Robin em um curta do Ursinho Pooh dirigido por Wolfgang), atores conhecidos como George Sanders (Shere Khan) e Sebastian Cabot (Baguera), e velhos colaboradores da Disney como Sterling Holloway (Kaa), J. Pat O'Malley (Hathi e Buzzie) e Verna Felton (Godofreda, em seu último papel antes de morrer em dezembro de 1966). Os urubus foram desenhados com cabelos moptop e sotaques de Liverpool como uma caricatura dos Beatles, que foram inicialmente cogitados para dublá-los (um dos substitutos acabou sendo um músico da Invasão Britânica, Chad Stuart da dupla Chad & Jeremy).[2]

Música[editar | editar código-fonte]

A música instrumental foi escrita por George Bruns e orquestrada por Walter Sheets. Alguns temas foram reaproveitados de outros longas da Disney. O colaborador da Disney Terry Gilkyson escreveu as músicas cantadas do filme, mas Walt Disney não gostou de seu trabalho e contratou os Sherman Brothers para compor novas canções, exceto uma alegre composição da qual todos haviam gostado, "The Bare Necessities".

A trilha sonora do filme possui oito canções:

Lançamento[editar | editar código-fonte]

The Jungle Book foi lançado nos cinemas dos Estados Unidos em 18 de Outubro de 1967 e relançado nos anos de 1978, 1984 e 1990. No Brasil foi lançado em 26 de Dezembro de 1968.

Vinte anos depois de estrear nos cinemas o filme foi lançado em VHS no México em Outubro de 1987. O VHS foi lançado nos Estados Unidos em Novembro de 1991 na coleção Walt Disney Classics. Em 1997 outro VHS foi lançado em comemoração aos 30 anos do longa na coleção Walt Disney Masterpiece Collection. Uma edição limitada em DVD foi lançada pela Buena Vista Home Entertainment em 1999.

The Jungle Book foi lançado novamente em DVD pela Edição Platinum em 2 de Outubro de 2007 em comemoração ao seu aniversário de 40 anos, e em 2014 lançado pela primeira vez em Disney Blu-Ray e relançado novamente Disney DVD, na Edição Diamante.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Voz original Estados Unidos Dublagem Brasil (1968) Redublagem Brasil (2014) Dobragem Portugal (2003)
Mogli Bruce Reitherman José Manuel Moraes Neto Mattheus Caliano Francisco Alves
Bagheera/Baguera Sebastian Cabot Joaquim "Luiz" Motta Ednaldo Lucena Fernando Luís
Balu Phil Harris Alberto Perez (diálogos)
Aloysio de Oliveira (canções)
Mauro Ramos José Jorge Duarte
Rei Louie Louis Prima Booker Pittman Márcio Simões Pedro Malagueta
Shere Khan George Sanders Roberto Maya José Sant'anna Jorge Vasques
Coronel Hathi J. Pat O'Malley Castro Gonzaga Élcio Romar Jorge Pinto
Winifred/Godofreda Verna Felton Estelita Bell Carmen Sheila Luísa Salgueiro
Júnior Clint Howard Paulo Scarpallo Théo Werneck Jasmim Castro
Kaa Sterling Holloway Magalhães Graça Alexandre Moreno Paulo Oom
A Garota (nomeada Shanti na continuação) Darleen Carr Sônia Ferreira Gabi Porto Isabel Jacobetty
Buzzie J. Pat O'Malley Magalhães Graça Luiz Carlos Persy Rui Paulo
Flaps Chad Stuart Waldir Fiori Sérgio Stern Quimbé
Ziggy Digby Wolfe Mário Monjardim Ricardo Telles Pedro Granger
Dizzy Lord Tim Hudson Mário Monjardim Raul Labancca Manuel Marques

Créditos da Dublagem Brasileira:

Estúdio (1967): Riosom, RJ
Mídia: Cinema/VHS/DVD (edições de 2000 e 2007)
Tradução (diálogos): Telmo Perle Münch
Tradução (canções): Aloysio de Oliveira
Direção de dublagem: Telmo Perle Münch


Outra voz: Orlando Drummond (um dos elefantes), Telmo Perle Münch (Hamma), Aloysio de Oliveira (Akela), MPB-4 (canções)

Estúdio (2014): Delart, RJ
Mídia: DVD e Blu-Ray (Edição Diamante)
Tradução (diálogos): Telmo Perle Münch
Tradução (canções): Aloísio de Oliveira
Direção de dublagem: Andrea Murucci
Direção (canções): Félix Ferrà

Outras vozes: Clécio Souto, Domício Costa, Guto Nejaim, José Santa Cruz, Júlio Chaves, Kim Siqueira, Mário Jorge Andrade, Pietro Mário, Ricardo Rossatto.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Segundo o site Box Office Mojo, o longa foi um grande sucesso de bilheteria arrecadando $141,843,612 nos cinemas americanos e $205,843,612 mundialmente em todas as suas exibições.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar (Estados Unidos) 1967[5]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data de Lançamento Título
 Estados Unidos 18/10/1967 The Jungle Book
 Argentina 07/12/1967 El libro de la selva
 Irlanda 12/04/1968 An Leabhar Jungle
 Hong Kong 16/05/1968 叢林書
 Japão 06/08/1968 ジャングルの本
 Reino Unido 18/11/1968 The Jungle Book
 Itália 06/12/1968 Il libro della giungla
 Suécia 09/12/1968 Djungelboken
 França 11/12/1968 Le livre de la jungle
 Alemanha 13/12/1968 Das Dschungelbuch
Flag of Spain.svg Espanha 16/12/1968 El libro de la selva
 Austrália 19/12/1968 The Jungle Book
 Países Baixos 19/12/1968 (versão em inglês) The Jungle Book
 Áustria 20/12/1968 Das Dschungelbuch
 Bélgica 20/12/1968 Jungleboek
 Finlândia 20/12/1968 Viidakkokirja
 Brasil 26/12/1968 Mogli - O Menino Lobo
 Dinamarca 26/12/1968 Junglebogen
 Noruega 26/12/1968 Jungelboken
Uruguai 18/06/1969 El libro de la selva
 Hungria 24/05/1979 A dzsungel könyve
 Países Baixos 20/12/1979 (versão em holandês) Het Jungle Boek
 Polónia 18/03/1994 Ksiega dzungli
 Islândia 10/08/2000 The Jungle Book
Kuwait 21/12/2007 كتاب الأدغال

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Quando Walt Disney faleceu, em 15 de dezembro de 1966, The Jungle Book ainda estava em produção. O filme foi lançado apenas dez meses depois.
  • A canção "That's What Friends Are For" cantada pelos abutres era para ser cantada ao estilo da banda inglesa Beatles contudo foi substituída porque Walt Disney achou que ia passar de moda.
  • No longa, houve apenas uma personagem que foi eliminada. Chamava-se Rocky e era o rinoceronte que fazia parte da sequência da versão rock da música "That's What Friends Are For". Contudo, quando a canção foi substituída, a personagem foi retirada porque Walt Disney achou que não havia equilíbrio haver muitas cenas de ação seguidas.
  • Na década de 90, os personagens Balu, Shere Khan e Rei Louis estrelaram a série Tale Spin, onde Balu era um urso aviador, Rei Louis o dono de um clube e Share Khan um empresário ganancioso e corrupto.
  • No Brasil, foi feita uma redublagem em 2014 para o lançamento da Edição Diamante em Disney Blu-ray e Disney DVD.

Referências

  1. «The Jungle Book». Box Office Mojo. Consultado em 27 de setembro de 2008 
  2. a b "Somente o Necessário: Making Of". DVD de Mogli, o Menino Lobo, Disco 2 (2007)
  3. Wolfgang Reitherman. Faixa de comentário de Mogli, o Menino Lobo (2007)
  4. Hollis, Tim; Ehrbar, Greg (2006). Mouse tracks: the story of Walt Disney Records. [S.l.]: Univ. Press of Mississippi. pp. 89, 90. ISBN 978-1-57806-849-4 
  5. The Oscars Database http://awardsdatabase.oscars.org/ampas_awards/DisplayMain.jsp?curTime=1215147249619

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
The Sword in the Stone
Lista de filmes de animação da Disney
1967
Sucedido por
The Aristocats