Anexo:Lista de obeliscos de Roma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Obelisco Lateranense, na Praça São João de Latrão

Roma é, atualmente, a cidade que conserva o maior número de obeliscos. Estes, em grande parte, têm origem egípcia e foram transportados para a capital do Império Romano a partir da época de Augusto, quando o Egito estava sob o domínio desde a Batalha de Áccio[1] em 31 a.C..

Obelisco Lateranense[editar | editar código-fonte]

O Obelisco Laterano é o maior obelisco de Roma: tem 32,18 m de altura (45,70 m com o embasamento e a cruz). Atualmente erigido na Praça de São João de Latrão, foi construído na época dos faraós Tutmósis III e Tutmósis IV (século XV a.C.). É proveniente do Templo de Karnak em Tebas (Egipto). Foi transportado para Roma pelo imperador Constâncio II em 357 e colocado no Circo Máximo, onde já se encontrava o Obelisco Flamínio. Refundido em três partes, em 1587, com o Flamínio, foi erigido novamente em sua atual posição em 1588, sob a supervisão do arquiteto Domenico Fontana, por solicitação do Papa Sisto V.

Obelisco Vaticano[editar | editar código-fonte]

No centro da Praça de São Pedro encontra-se o Obelisco Vaticano. É um obelisco do Antigo Egito. Para ser erguido no local onde está, precisou de cerca de 150 cavalos e 47 guinchos.

O obelisco central tem 40 metros de altura, incluindo a base e a cruz no topo. Data do século I a.C. e foi trazido para Roma no reinado do imperador Calígula. Está no lugar atual desde 1585 sob ordem do Papa Sisto e supostamente contém uma lasca original da cruz de Jesus Cristo. Bernini complementou a colocação do obelisco com uma fonte em 1675.

Obelisco di Montecitorio[editar | editar código-fonte]

Obelisco Flamínio[editar | editar código-fonte]

Obelisco Esquilino[editar | editar código-fonte]

Obelisco del Quirinale[editar | editar código-fonte]

Obelisco Agonale[editar | editar código-fonte]

Obelisco Sallustiano[editar | editar código-fonte]

Obelisco Pinciano[editar | editar código-fonte]

Obelisco del Pantheon[editar | editar código-fonte]

Localizado à frente do antigo Santuário Politheista (Local onde se cultuavam muitos Deuses da Roma Antiga), este obelisco funciona como relógio de luz. Hoje o Pantheon é usado para fins Católicos, de oração à santos. O Pantheon somente recebe luz da porta e do teto e o obelisco , em determinadas horas inibe a luz de atravessar o Pantheon. Obelisco = Rá = Raios de Sol

Obelisco della Minerva[editar | editar código-fonte]

Obelisco di Dogali[editar | editar código-fonte]

Obelisco di Villa Medici[editar | editar código-fonte]

Obelisco di Villa Celimontana[editar | editar código-fonte]

Obeliscos modernos[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Consulte o artigo História militar de Roma

Ligações externas[editar | editar código-fonte]